Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

Pavilhão Ellipsicoon - um espaço para a mente

Hoje estava lendo um artigo muito interessante que corrobora o que já tinha lido e experienciado há muito tempo: o elo entre a meditação e a respiração que controla a mente. Por saber disso sempre procurei mostrar aqui no blog uma série de espaços onde se pudesse relaxar, meditar ou simplesmente se deixar ficar gozando a vida e a natureza. 
Dentro deste espírito está este pavilhão com forma arredondadas e convidativas à que nele se mergulhe e se descubra sensações e formas. É o Ellipsicoon, um projeto de Ben Van Berkel do UNStudio.

Reforma esconde surpresas com garagem camuflada

Quem vê esta fachada nem imagina o que ela esconde! Uma garagem disfarçada e uma reforma que aumentou e atualizou espaços na parte posterior, mantendo a fachada que caracteriza o patrimônio histórico do local.  
Projetos de arquitetos para suas casas sempre escondem surpresas, especialmente quando não as vemos logo de saída. É o caso desta casa de campo em Posonsby, na Nova Zelândia, reformada pelo seu proprietário que é diretor da empresa australiana Matter Architects.

10 acessórios para quem ama gatos

Gateiros unidos, jamais serão vencidos. Não basta apenas as patinhas fazendo amassamento na barriga da gente, ou o miado de carência de atenção. Gostamos de ouvir o ronrom de satisfação dos miantes quando se aconchegam felizes em suas vidas hedonistas.
E para tanto estamos sempre em busca de acessórios e coisinhas que possam facilitar a vida deles e a nossa!
Já escrevi sobre isso em 13 ideias para quem ama gatos e aqui abaixo vou colocar mais descobertas. Divirtam-se.

Bistrô com proposta de zero gasto em exposição

Uma experiência gastronômica que reúne a diretriz de não desperdício, da comida ao projeto é a proposta do Zero Waste Bistro que foi construído para uma feira em Nova Iorque com projeto colaborativo da designer finlandesa Linda Bergroth e da Finnish Design Shop .

Essências - o olhar de Juhani Pallasmaa na Arquitetura

É possível estudar e fazer arquitetura sem refletir sobre o mundo que nos cerca, nossa posição em relação à ele, nossas memórias e tentar traduzir tudo isso em formas que conciliem técnica e estética? Não creio e por isso a leitura de Essências, livro do arquiteto finlandês Juhani Pallasmaa, me faz mergulhar em um mundo de conceitos que reconheço enquanto inquietações e buscas.  
Ler Juhani Pallasmaa é me reencontrar com a essência do que considero ArquiteturaElenara Leitão

O livro é relativamente pequeno, mas denso em suas abordagens da teoria que o arquiteto e professor vem desenvolvendo nos últimos anos. São quatro ensaios onde ele fala sobre variados temas: de " “Espaço, lugar, memória e imaginação” de 2007 à  “A arquitetura como experiência” já de 2017. O seu recado básico me parece ser o de que a essência da Arquitetura passa longe da separação entre estética e teoria, sendo esta última todo um repositório de "memórias e significados bioculturais secretos e pré-conscie…

O primeiro frio a gente não esquece

O verão vai embora deixando nossa saturação com seus suores e quenturas. E quem vive em terras mais ao sul do Equador, já vai sentindo falta da meia estação e do senhor inverno até que...chegam os primeiros frios!

Aí é um Deus nos Acuda, buscando as roupas do inverno passado, em geral embrulhadas e ensacadas. O nariz fica vermelho e a gente maldiz aquela vontade anterior que pedia o fim do verão.

Nós no Brasil, mesmo ao Sul, não temos frios tão rigorosos como em alguns outros países que tem, nos seus verões, a nossa temperatura de inverno. Mas lá eles tem uma diferença: suas casas e prédios estão preparadas para as temperaturas mais baixas.



Agência de turismo que foge do convencional

Fugir do tradicional, do corriqueiro. Esta a proposta de um escritório espanhol de arquitetura para uma agência de turismo. Nada de cartazes de locais, nada de enfeites típicos. Apenas a expressão gráfica que convida a entrar e o mobiliário que convida ao encontro e troca de ideias. Este é o Posto de Turismo de Alcázar de San Juan projeto do então escritório arquiteturas PKMN.

Sistemas estruturais (na Arquitetura)

Existe um mito de que os arquitetos focam nas formas e na estética e que deixam a parte estrutural para os engenheiros. Ledo engano. Aí do arquiteto que não entender como funcionam os sistemas estruturais e como podem ser aplicados para que o seu conceito de projeto se torne realidade.

"Bonito, mas como pára em pé?" As palavras de um de meus mestres na graduação calaram fundo na minha alma de projetista. Forma e estrutura formavam um elo que se auto sustentava.
E um dos meus auxiliares na época foi um livro ainda em espanhol chamado Sistemas de Estructuras. Naquela época era dificil achar bibliografia de peso traduzida e acessível para os estudantes brasileiros.
Pois não é que o livro em que estudei foi relançado e com acréscimos que contemplam as inovações tecnológicas da área? Chama-se Sistemas Estruturais de Heino Engel.

Fachada autolimpante em arranha-céu

Grandes edifícios tem grandes áreas envidraçadas cuja manutenção é fonte de gastos e riscos. Um lançamento em Nova York promete um revestimento de fachada autolimpante. E como funciona isso? Segundo o site holandês Materia, usando um novo material que "usa a luz solar para transformar agentes contaminantes em vapor de água e sal. O exterior irá remover o impacto de 2.000 carros por ano, o equivalente a 500 árvores."
O prédio irá se chamar 570 Broomee foi projetado pela Builtd

Mães que descobrem e ajudam a vocação dos filhos arquitetos

Sou arquiteta também graças à minha mãe. Foi ela quem, me vendo desenhar, sugeriu que Arquitetura era mais profissão de mulher que Engenharia Civil. Olhando hoje parece uma opinião machista. E é. Mas entendo o mundo onde vivíamos e conhecendo o potencial criativo de sua filha, creio que ela acertou em cheio!
Como aliás o fazem todas as mães. Em geral. Podem ser possessivas, super protetoras, me meterem em nossas vidas, mas tem um conhecimento inato de quem somos e de nosso potencial. Muitas vezes bem mais que nós mesmos. 

Sites que desaparecem e a gente se sente orfã : Polyvore

Com o advento da internet e dos maravilhosos sites e app que surgiram para facilitar nossa vida, muitos de nossos problemas acabaram.

Acabaram? Nem tanto assim. Nada é perene na internet. A imagem da nuvem que tudo guarda é talvez a melhor metáfora de uma época de liquidez extrema. Os meios de armazenamento vão mudando com uma velocidade que acompanha o aumento da velocidade com que navegamos.

O que não pode faltar em uma casa

Uma amiga do face está de mudança e lançou esta pergunta na sua time line com obvias (talvez para mim) segundas intenções. Ou seja, não se referia apenas aos objetos materiais, já que seu primeiro comentário era também o mais obvio  : amor.

Mas eu cá comigo (ou com meus botões como dizia o jargão popular) fiquei me perguntando: o que será que não pode faltar em uma casa???


Acostumada a pensar em termos funcionais de espaços e metragens que possam abarcar (e abraçar como bem lembrou o corretor) variadas funções, nunca me esqueço que espaços devem ajudar a inspirar a poesia que teima em resistir dentro de cada um. 

E me lembrei de um livro que li onde se falava nas casas de Neruda. O cuidado com que o poeta construía seus espaços revelava uma das características mais importantes de uma casa: personalidade.

Não é de hoje que escuto dos clientes uma pergunta sobre qual o meu estilo. OI??? MEU estilo??? Não, a casa deve refletir o estilo de quem nela vai morar. Nunca um mostruário de loja, uma…