Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Tabua de passar roupa em locais pequenos e médios - Ideias

Conheço poucas pessoas que gostem de passar roupa. Ou que apenas tolerem. Eu sou uma. Tolero. Até porque acho mil vezes melhor que lavar. Mas se inventassem uma maneira de prescindir da malfada taboa de passar roupa, juro que seria a primeira da fila. 

Uma das maneiras é procurar roupas que não amassem. Dou preferência, obvio. Mas nem sempre consigo. E se tem algo que deteste muito é roupa amassada. Assim, ruim com ela, pior sem ela.

E com os espaços de áreas de serviço cada dia menores como resolver uma peça que não apenas é grande, mas ainda exige um espaço ao seu redor? E tomada com previsão de carga para o ferro?

Vamos então para algumas sugestões em áreas médias e pequenas:

1- Se o espaço permitir, a tabua pode ser encaixada no móvel. É uma solução interessante, mas exige que haja espaço para essa movimentação. Notem que no exemplo foi usada um pé de mesa com rodízio.  
2- Se não existir espaço e não se optar por soluções deslizantes, a tabua pode ser "camuflada". No exemplo…

Vinho e suas magias de espaços e rituais

Comentava com amigos como o vinho envolve que o tornam tão mágico. Era sobre um programa que mostrava as cantinas mais fascinantes da Europa. Desde as lavas do Vesúvio às colinas da Alemanha, passando pelas vindimas e toneis de carvalho, tudo tão requintado e ao mesmo tempo tão bacante.

O Vinho é para mim altamente inspirador.  E não costumo exagerar. Uma taça por dia. Talvez se duas se bem acompanhada. Não mais preciso para ser tocada pela magia de Baco e me inspirar pela Vida. A que acontece quando nos deixamos levar. Quando nos arremessamos na alegria e no êxtase.

Afinal o vinho é sagrado, é profano, é simbólico!. E quando o clima esfria e o dia dos namorados se aproxima, mais o clima de sedução entra em jogo. E não o fake, aquele armado pelo comércio para render boas vendas, mas o velho e bom jogo que une olhares, traz um frio na espinha e faz o coração vibrar em sintonia com o universo.

Mas não pensem que os rituais prescindem de regras. O uso de um bom decanter pode ajudar na degus…

Ideias bacanas (e baratas) para decorar festas juninas

Das Festas Juninas da minha infância, quando morava no interior e em uma de pátio grande, me lembro principalmente das simpatias. Talvez porque morasse com adolescentes "casadoiras", era a faca na bananeira e a agulha no fio de cabelo que me chamavam a atenção. O Santo Antônio nem era citado, mas era ele e sua fama de achar marido que motivavam essas e outras brincadeiras.

Tinha fogueira. Tinha comedoria. Tinha risada e muita alegria.

Talvez a festa mais tradicional desse país, que une pessoas de todas as regiões, é herança dos portugueses. As festas "joaninas" em homenagem à São João. E também à Santo Antônio (o casamenteiro) e São Pedro. Desde cedo aprendi que cada região tem as suas peculiaridades. Usava pilcha gaúcha nas festanças daqui. Essa coisa de chapéu de roça e falta de dentes não fazia parte da realidade das minhas festas de infância. Mas tinha cocada, pé de moleque e muita bandeira.

Gostava demais das festas no colégio. Pescaria, barraca de beijos e prisã…

Arquitetando beleza da imperfeição - Wabi sabi

Arquitetando para sua família. Um dos maiores desafios de um projetista. Falo por mim e creio que isso se deve ao envolvimento emocional que isso acarreta e que afasta de nós a necessária isenção. O crivo lógico que permeia a criação e nos puxa para o chão da terra durante o voo das possibilidades.


O que chamou a atenção neste projeto que o arquiteto ucraniano Sergey Makhno fez para a sua família? Em primeiro lugar é obvio a chamada do artigo que alertava para a inspiração na filosofia japonesa wabi-sabi com a cultura de seu próprio país. E o resultado são ambientes fortes, aparentemente brutos, mas que carregam um quê de aconchego que quebra a aspereza das cores e materiais.


O Wabi sabi tem muito disso, de resgatar o irregularidade, o imperfeito em algo novo e mais valioso. Buscar na entranha, não o defeito, mas o que dele resulta de beleza. Nesse sentido ele resgata técnicas tradicionais ucranianas como o revestimento das paredes em argila e as vergas em madeira rústica nas portas e j…

Café Caliente - ambiente acolhedor em hospital

Quem já passou pela experiência de passar tempos em hospitais, seja como profissional, seja como paciente ou como acompanhante, sabe como podem ser estressantes estes momentos. É pensando justamente nisso que há uma crescente preocupação com a ambientação e com um projeto de interiores que lembrem mais hotéis que locais de tratamento de doenças.
E um dos locais chave em um hospital é justamente aquele onde se pode relaxar e ter uma experiência acolhedora em momentos difíceis. O Café Caliente, uma rede que tem unidades exclusivamente em hospitais, proporciona esse ambiente. Era lá que conseguia reunir forças para o cuidar, nos momentos em que estava cuidando das minhas pessoas amadas. 
Além do ambiente tranquilo e acolhedor, a rede produz praticamente tudo o que consome.  Quando o amigo Marco Abreu postou as fotos do seu último projeto da rede, unidade aberta no hospital Ernesto Dornelles (Porto Alegre), tive que compartilhar aqui no blog.  
Segundo o arquiteto o projeto foi "pensado …

Eco projeto cria refúgio aconchegante - 2611

Um refúgio. Seja no campo ou mesmo em um canto do jardim quem não gostaria de unir esse estar em sintonia com a natureza com uma construção barata e com aproveitamento de materiais?

É a proposta do estúdio GDC com o projeto "2611". Reúne um abrigo com princípios sustentáveis, uma estufa e um galpão de armazenamento. Os materiais utilizados foram concreto, aço e madeira. Alguns reaproveitados, outros de fabricação local. Tudo pensado para um refúgio que permita desfrutar de uma boa música, cultivar plantas e estar com pessoas amigas em momentos de intenso desfrute natural e em comunhão com a natureza.

Fonte






Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest
snapchat: arqsteinleitao