Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Tubos, caixas e cinta= loja

Fazia tempo que eu não trazia um projeto usando papelão para o blog. AQUI podem ler os anteriores. Mas estava lendo sobre uma loja que usou apenas paletes criada por arquitetos poloneses e fui pesquisar o escritório. E olhem o que achei!


Esse quiosque para uma marca de relógios sueca. Os conceitos do projeto foram o uso de materiais renováveis,o baixo custo e a rapidez de execução. E é claro, aumentar a visibilidade e notoriedade da marca.


Usando tubos de papelão e caixas de OSB unidas por cintas, um conceito super simples, nasceu esse móvel que tem um impacto visual bem grande. Gostei. 
Fonte: Modelina Arquitetos

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Curta noFacebook Assine noFlipboard

De heliporto em crowdfunding - transformação sustentável

Transformar um heliporto que não era mais utilizado em uma agradável sede de um crowdfunding com direito a jardim nas alturas e ambientes super descolados é o que vemos nesse projeto mexicano que leva a assinatura do escritório Rojkind Arquitectos

No topo do edificio sede da Coca Cola na Cidade do México está localizada aTransformadora Ciel, que é uma crowdfunding que ajuda a fomentar  iniciativas de mudanças sociais e ambientais. 

E até para ser coerente com a sua proposta de gerar transformações, o projeto de sua sede seguiu parâmetros de sustentabilidade. 

Segundo um dos idealizadores o projeto transformou "um espaço que estava morto e sem uso em algo ativo e habitável".

O antigo heliporto foi aproveitado em suas estruturas e foram criados três níveis de jardins usando plantas nativas mexicanas e contando até com uma horta no terceiro nível.  

Foram escolhidos materiais em função de sua consistência ambiental como, por exemplo: 
Iluminação por LEDs pelo seu baixo consumo …

Fomentando o turismo com arquitetura

As cidades sedes da Copa do Mundo estão um verdadeiro canteiro de obras e isso, embora gere problemas para seus habitantes hoje, vai ser bom em termos de mobilidade urbana em algum tempo futuro. Esperamos que sim. Mas não vejo um plano de valorização de nossas rotas turísticas que tenha um planejamento estratégico e unificado. E por isso achei bem interessante mostrar aqui o exemplo das Rotas Turísticas Nacionais da Noruega, um projeto de 2005 que reuniu um time de arquitetos para uma tarefa de peso:  "Um trabalho em conjunto para ligar os pontos em todo o país e ajudar a formar uma rede de obras de arte cênica que fariam qualquer pessoa (nórdico ou não) delirar". Esse é um trabalho de médio prazo (uma agenda de 15 anos) o que já me faz sonhar com algo assim aqui, acostumada a ações mais pontuais e em geral reativas. 



O viajante poderá conhecer as paisagens deslumbrantes do pais através de uma rede de rodovias seguras e com mirantes fantásticos! Tudo bem que no Brasil a esc…

Cartão de amor arquitetônico

"Se a arquitetura é boa, uma pessoa que olha e escuta sentirá seus efeitos positivos sem perceber."
- arquiteto Carlo Scarpa
Que tal mandar um cartão de amor arquitetônico? É o que propõem os arquitetos da organização Architecture for Humanity.

Não conhece? Corre lá para conhecer e quem sabe participar. Eles fazem um trabalho lindo! Eu já falei no blog sobre uma escola no Haiti feita pelo Architecture for Humanity

Clique abaixo e compartilhe seu amor pela arquitetura para a pessoa quelhe inspira.Metropol Parasol, Seville, by J Mayer HBeijing National Stadium, Beijing, by Herzog and de Meuron with ArupNational Parliament of Bangladesh, Dhaka, by Louis KahnThe Golden Gate Bridge, San Francisco, by Moissief and MorrowCastelvecchio Museum, Verona, renovated by Carlo ScarpaThe Taj Mahal, Agra, by Ustad Ahmad LahauriThe Sendai Mediatheque, Sendai, by Toyo ItoThe Eiffel Tower, Paris, by Gustave Eiffel
Gostou da sugestão? Siga-nos também nas redes sociais
Twitter: @arqsteinleitaoFlip…

Edificios que geram energia

Enquanto a energia era considerada farta no século passado, os arquitetos puderam se dar ao luxo de deixar de lado alguns preceitos básicos da Arquitetura e projetar prédios com foco em forma, em simbolismo e as questões de conforto eram resolvidas com máquinas. Os tempos mudaram e com eles a preocupação em criar edificações que não apenas interajam com o meio ambiente sem desperdício, mas que também sejam capazes de gerar a sua própria energia. Vejam dois exemplos de estudos que estão sendo feitos nesse sentido.

Nesse primeiro, sendo feito em um prédio público em São Francisco nos EUA, está sendo estudado o uso de uma aleta vertical com turbinas eólicas que aproveitarão os ventos da cidade, famosa pelos pés de vento de suas esquinas. Aliados à painéis solares nas janelas e tetos pretendem os engenheiros Bruce White e Case Van Dam, da Universidade da Califórnia em Davis, que o edifício consiga gerar pelo menos uma parte de seu gasto energético. 
"Conforme você sobe, o vento aume…

Village em bambu - Paraíso em Bali

Lembram da escola verde, aquela maravilhosa escola em Bali toda feita em Bambu? Falei sobre ela AQUI e sobre as vantagens do uso do bambu AQUI. Pois a equipe que criou essa escola, a IBUKU, está construindo o Green Village com a mesma proposta de projetar edificações que sejam ao mesmo tempo funcionais e permitam uma relação autêntica com a natureza.



Com uma arquitetura bela e natural, o uso do bambu como material de estrutura e móveis é um trunfo em termos de sustentabilidade e respeito à natureza local.



Os ambientes vistos no site nos mostram ambientes tão bonitos e agradáveis que dá vontade de morar por lá. Ou pelo menos passar um tempo gozando da beleza local e das casas do Green Village.











Fonte: http://greenvillagebali.com/

De velho estábulo em casa charmosa e sustentável

Nada como uma casa de campo. Pau a pique e sapê, como na música. E se der para reformar um velho estábulo e transformá-lo em uma linda e charmosa casa de campo, aproveitando a natureza exuberante da Extremadura, ainda melhor. Pois foi o que fez a equipe da Abaton Architects e ganhou um prêmio em sustentabilidade pelo projeto. 
O estábulo original estava bem deteriorado e pouco foi aproveitado na verdade. Se usou a mesma orientação e materiais originais, mesclando com pilares metálicos no interior em função da nova necessidade de espaços. Uma mistura bem feita de materiais mais modernos com as pedras e madeiras antigas.
O local distante de infra estrutura em água e energia, levou ao uso de energia fotovoltaica e turbinas aproveitando os córregos de água perto para gerar energia hidroelétrica. Além disso o projeto aproveitou a orientação solar original que já era benéfica para aquecer a casa no inverno e o uso de um bom beiral que garante um conforto térmico no verão.
O projeto foi sábio …

Coletivos que transformam - e pode ser com a tua ajuda

Você já deve ter ouvido falar em coletivos. São grupos de pessoas que se reúnem para determinados fins. Há trabalhos maravilhosos sendo realizados também em comunidades carentes que auxiliam artesãos, garotada que está começando a vida e precisa cursos para entrar com melhor qualificação no mercado de trabalho. Muitas empresas fazem um trabalho social bem legal nessa área.

Eu tive a oportunidade de conhecer alguns desses trabalhos o ano passado quando estive no Rio de Janeiro participando da Semana do Otimismo que Transforma 2012, uma iniciativa bem bacana da Coca Cola que reverte uma parte das vendas dessa semana para esses programas de auxilio. Veja AQUI como funciona.   

Existem vários desses coletivos espalhados pelo Brasil, reuni algumas fotos de alguns do RS para mostrar aqui no blog.
Esse ano o mote da semana do otimismo é a Copa do Mundo. Em uma chamada bem humorada somos convocados a armar nosso time para participar desse esforço. Veja AQUI como fazer isso. Até 26 de maio, co…

Show room com vedação em grama

Em projetos de construções efêmeras ou temporárias é mais fácil se usar sistemas inovadores. Eu particularmente gostei do fechamento dessa estrutura que foi construída na China para uma pavilhão de exposições previsto para durar três anos, o Guanganmen , que é uma espécie de show room de tecnologia verde projetado pela equipe do VectorArchitects.

Um grande cubo de 500m2é uma vitrinetemporáriapara um projetoresidencialsustentável. Como será desmontado foi projetado de modo a ser também reciclável. Todo material utilizado será aproveitado. Ele está elevado do solo o que facilita pois não há escavações. Uma estrutura em aço e painéis em grama complementam a simplicidade da proposta e proporcionam maior eficiência térmica e reduçãode escoamentode águas pluviais.


Tentei achar como fizeram especificamente esse vedamento em grama, mas não consegui até agora. Foi o que mais me chamou a atenção nesse projeto. Em geral usa-se um sistema parecido com o mostrado na figura abaixo, com sistemas de ir…

Revival da vez - Ladrilho Hidraulico

Interessante em termos de revestimentos e cores que sempre tem a onda de vez. Há pouco tempo eram as pastilhas. Quase 99,9% dos projetos tinham um ambiente, principalmente os molhados com esse material. A moda agora são os ladrilhos hidráulicos, ou a imitação deles.

Eu sou suspeita porque sempre gostei dessas peças que a gente encontrava nas casas mais antigas. E vendo como são fabricados dá para entender porque são apaixonantes. Feitos manualmente, usando formas trabalhadas e a inspiração do artesão, são peças únicas! E talvez por isso mesmo atraiam tanto a nossa atenção hoje, carentes de qualidade, entulhados de tecnologia mas muitas vezes sem personalidade.

Mas como são peças porosas é complicado usá-las em peças mais molhadas e por isso já temos hoje porcelanatos e cerâmicas inspirados nos ladrilhos hidráulicos. E até mesmo podemos reproduzi-los em adesivos para dar uma roupagem atual a velhos azulejos.
Como todo material exige uma certa dose de senso de equilíbrio na sua utilização.…

Biomimética - aprendendo com a natureza

Bios (Vida) + Mimesis (imitação) deram origem à Biomimética , uma área da ciência que procura aprender com a natureza. Mas mais que imitação, ela procura aprender com a natureza. Um exemplo para a arquitetura é essa pesquisa onde a pele dos animais serve de fonte de inspiração para projetos de superfícies de edificações. 
A natureza é pródiga em soluções, ela é um sucesso em termos de adaptabilidade e sobrevivência. (Pelo menos até agora ainda não conseguimos destruí-la). Ela tece seus caminhos por ciclos que se conectam formando uma grande rede que interage numa complexa harmonia. 

A biomimética não consiste em propor formas de aproximação orgânica à arquitetura, ou de reinterpretar poeticamente a natureza: não se trata de desenvolver metáforas arquitetônicas da natureza. Não penso que os edifícios tenham que se assemelhar a plantas ou organismos biológicos mas sim acredito que podem funcionar como eles: podem mover-se, transferir ar e umidad…