Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

Table design minimalista

Table, by Lodovico Bernardi é uma mesa com design minimalista de efeito muito interessante. Gosto desses projetos enxutos e com conteúdo. E com a vantagem de economizar energia para sua produção.

Solucão prática para prateleiras

Achei essa solucão para paredes de espaços pequenos muito interessante.

Prateleiras, locais para revistas e ganchos para bolsas ou outros objetos ficam guardados na parede até serem necessários e aí são desencaixados e usados. Muito prático !

Design de THOUT

Old times

Outro dia estava comentando no Twitter que eu costumava imprimir minhas fotos porque as mídias mudam com uma velocidade incrível e que corremos o risco de perder recordações. Uma amiga concordou e disse ter perdido várias fotos de sua infância no PC.
Fotos de infância no PC ???? Ao responder que ela devia ser bem jovenzinha, ainda acrescentei que quando eu era pequena não tinha nem TV. 
Como assim não ter TV ??? Foi o que ela me respondeu... e aí vemos o quanto mudou o mundo em cinco décadas. Nem TV havia, quanto mais telefone. Quanto mais comunicação instantânea. Não havia internet nem celular....
Não vou ficar aqui advogando os velhos e bons old times. O tempo passa e ele sempre traz boas coisas e traz também perdas.
Afinal o tempo é apenas uma convenção para delimitar passagens de anos e situar períodos de história.
Meio século é uma simples marca no calendário.
Calendário é o modo como os homens costumam catalogar os dias, meses, anos: o tempo.
Mas para nós, os reais personagens de …

Sustentabilidade e hábitos de vida

Hoje,  mais do que nunca, sustentabilidade virou palavra da moda. Produtos "verdes" são alardeados e vendidos com o apelo de estarmos nós, consumidores, ajudando a salvar o mundo ao compra-los. Mas o principal é esquecido nessa nossa vida moderna: o que nos levou a consumir tanta energia e a destruir nosso meio ambiente com tal sofreguidão. Nossa sociedade com hábitos que geram mais e mais consumo desenfreado.


Mas muitos de nós ainda se lembram de uma época em que não se gerava tanto lixo. Não haviam produtos ecologicamente perfeitos, mas também não haviam tantas embalagens, tantos produtos com conservantes, a vida era mais simples, as comidas também. As necessidades humanas não levavam a tantos apelos de consumo. Carros e eletrodomésticos duravam quase uma vida.  
Não estou advogando uma volta ao passado. A tecnologia está aí e é boa. Apenas estou divagando se é preciso que ela venha recheada de tanta pressa e obsolência programada. Mais que comprar produtos verdes, ter hábi…

Pequenas mudancas

Pequenos detalhes podem fazer diferença sem quebrar paredes nem mudar louças. Esse lavabo de uma cliente ganhou uma nova vida apenas com a colocação de espelhos, mudança da torneira e uma saia de madeira abaixo do tampo, onde foi colocado um novo porta toalhas.

Cotidiano

Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar. Clarice Lispector

O dia a dia da gente como a gente, comum, os não-poetas, é cheio de coisas tão prosaicas... Acordar, suspirar, engolir o café e as notícias . Escolher a fantasia do dia, suspirar. Ida, corrida. Bons dias de praxe. Reunião. Sorrisos, olhares, discursos. Suspiros. Puteada, mijada. Comprimidos, água mineral. Cafezinho e reunião. Telefones, clientes, computador. Administração do tempo, das pessoas, dos funcionários, da família, do coração. Telefonema. Suspiro, coração batendo. Almoço. Olhares, coisas não ditas, coisas ditas. Suspiro. Tardes roubadas da vida. Gemidos, palavras trocadas, abraços. Beijos. Vida.  Despedida. Suspiros. Boas tardes. Telefonemas, assinaturas, decisões, tudo urgente. Puteadas. Suspiro. Conversas de fim de dia. Despedidas. Volta. Pensamentos no amanhã No hoje. No ontem. Estratégias. Boas noites. TV. Notícias. Futebol, talvez o Jô. …

Discursos e bla bla bla

A maioria das pessoas adora adotar palavras que viram moda. Haja vista os Are Baba da vida. Se fosse traduzir para o bom português, seria uma exclamacão, ou em porto alegrês uma expressão muito nossa: bem capaz. Ou resumindo Capaz ???!!!

Pois nas profissões acontece o mesmo. De tempos em tempos os discursos assumem palavras e as usam de maneira muito repetida, quase que ficam sem conteúdo de tanto serem usadas. Alguém já viu discurso de arquiteto explicando projeto de mostra de decoração:

Esse ambiente remete a uma época tal ....Fiz uma brincadeira que assume um caráter lúdico , Brinquei com a mistura de tons, materiais, etc.

E agora uma amiga me conta que além dessas, os móveis estão dialogando entre si. Essa cadeira Barcelona dialoga bem com essa mesa império, remete a uma mescla de movimentos, uma espécie de brincadeira de sensações, etc, etc

Um bom projeto, seja de edificacões ou interiores, deve falar por si. E mais deve ser passível de ser explicado em palavras que mostrem que tem …

Balcão comercial

Esse balcão foi desenvolvido para uma loja de tecidos. A proposta era renovar a linguagem mas usar materiais que fossem ao mesmo tempo sustentáveis e com uma linguagem popular. Foi um dos primeiros trabalhos que desenvolvi no Sketchup e usando painéis de OSB.
Esse material é composto de pequenas lascas de madeiras orientadas numa determinada direção. Seu nome é uma abreviatura do inglês  Oriented Strand Board. Ele pode ser usado nas mais diversas aplicações, inclusive para fins estruturais.

A proposta que mesclou o uso da melamina cinza com o painel de OSB, e  granito no tampo, modernizou o balcão de atendimento sem descaracterizar o aspecto popular da loja.
Projeto : Arq. Elenara Stein Leitão

Sobre o ato de criar e estar consigo

A criação necessita de um estado de espiritual muito peculiar. Não sei definir com exatidão, mas não é em absoluto aquele estado de pura objetividade, nem aquele de muita languidez.

Criar exige uma sincronia corpo-mente, um despojamento que muitas vezes é difícil de alcançar no dia a dia.

É como se uma centelha ligasse o motor e a máquina engrenasse num estado de Holos com a vida.

Criar em dias em que não se atinge esse apogeu não é impossível. Mas exige mais método, mais disciplina, e quase sempre, não é tão divertido. Falta o estado de brincadeira.

E aí me lembro também desses dias em tudo parece bom. Não maravilhoso. Apenas bom. E nem se tem muita vontade falar a respeito deles. O tempo lá fora parece bonito, a temperatura é gostosa. Nem muito quente, nem muito frio. Assim como a gente. Medianamente vivendo. Rendimento, não muito excepcional, mas bom. O tempo parece se encaixar e não temos a sensação de vê-lo escorregar entre nossos dedos e ponteiros de um relógio que teima em correr.