Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Arquitetura, espaço e estímulo

Arquitetar é mais do que empilhar tijolos e/ou calcular índices construtivos.
É mais que planejar cidades, ambientes, praças, quartos, edifícios.
Para mim é inconcebível traçar paredes sem pensar nas pessoas, no mobiliário, na luz, na construção, no entorno.
Somos seres orientados pelos sentidos. Nossas emoções, nossas melhores lembranças, nossa memória é feita de sons, de cores, de texturas, de gostos. Porque com nossos espaços seria diferente? Acaso moramos em vitrines? Em páginas de mostras de decoração? Ou moramos, trabalhamos, vivemos em locais que nos propiciem sentir mais?
Por isso ler Espaço & Estimulo é uma refrescante imersão nesse afazer arquitetônico cheio de estímulos. Eles nos mostram como os espaços interagem conosco, como podem ser terapêuticos, como podem influenciar em nosso humor e no nosso bem viver.
Deve então o arquiteto ser um pouco polivalente e se imiscuir em outras áreas? Obvio que não, deve é estar aberto para interagir com outros profissionais para que o …

Jardim de infância - espaço estimulante

Hoje temos um espaço para crianças bem interessante. Um jardim de infância que, como todo projeto infantil, tem que ser pensado com criatividade (Escola para crianças, pense fora da caixa), o que foi o caso deste projeto do escritório Baukind, o Kita Hisa, localizado em Berlim, na Alemanha. 

Espaços fluídos, amplos e cheios de diversão para estimular as crianças é um dos fatores a se procurar em um projeto desses. Uso de cores de forma lúdica e espaços que estimulem a participação ativa das crianças.

Uma reforma que transformou um espaço de varejo em uma imensidão de estímulos para a energia infantil. Projetar para as crianças exige criatividade para que as crianças se sintam estimuladas pelos ambientes e equipamentos.




Fotos Anne Deppe
Fonte
Veja AQUI outro projeto de jardim de infância do mesmo escritório

Patchwork - tecendo retalhos

Patchwork significa literalmente trabalhar com retalhos. Já fiz uma postagem bem linda sobre isso em Colcha de Retalhos.

Gostaria de ter a paciência necessária para fazer trabalhos usando esta técnica. Ela continua a exercer em mim um fascínio duplo: me lembra trabalhos de infância que via minha avô e tias fazendo em tecido ou crochê. E me lembra o tecer a vida, pegar pedaços de carinho aqui, de lembranças acolá e tecer com os momentos da vida, uma obra de arte. Não é o que tentamos todos fazer? 
Nas nossas casas podemos reproduzir com diversos meios paredes, móveis, adornos com patchwork. Usando sobras de azulejos (arquitetos costumam ganhar amostras que passando a época de uso, ficam amontoando espaço nos escritórios...).
Podemos usar restos de tecidos para fazer almofadas e pufes. Ou mesmo fazer aplicações cheias de bossa em paredes. Colar tecidos é uma técnica bem bacana e que funciona bem.
O segredo? Paciência, boa vontade e criatividade. Aliás, esta uma receita de muitas coisas qu…

Equilíbrio na vida, na mesa

Há horas em que a gente tem que parar tudo e cuidar da gente. Corpo é que nem máquina, precisa de manutenção senão corre o risco de pifar antes da hora. Estou no meio do check up tantas vezes adiado por necessidades de outras pessoas mais carentes. E algumas coisas ficam cada dia mais claras: equilíbrio é urgente e necessário.

Além do sol para repor as vitaminas D tão importantes, o gosto da comida saborosa e simples também são combustível para o corpo e mente. E é com alegria que vejo que a minha horta do nono andar está de novo se reabastecendo. Temperos básicos - salsão, manjerona, orégano, alecrim e pimenta ao alcance da mão e dos pratos! Isso é uma glória e é fácil de conseguir. Basta uma janela que tenha um pouco de sol ( lembrem disso na hora de escolher um apartamento! ) e eis que se consegue uma boa hortinha urbana. 
Olhem que lindo exemplo de como podemos organizar prateleiras para dispor as ervas. (Fonte? Santo pinterest !). 
A importância de usar ervas frescas na comida? Além …

Cidades - movimento e vida

Cidades são feitas de gente, e gente é feito de movimento. Por mais que nós arquitetos e urbanistas tentemos modelar e planejar pensando em soluções nossas que as alcancem e arranjem, elas nos fogem. Há que se pensar não no hoje e muito menos no ontem. Há que se antever o amanhã. Um amanhã que seja vivo e livre no seu movimento. Há que se ver que os caminhos são muitos e ricos. 
Foi pensando nisso que escolhi dois videos - curtos - que retratam a vida urbana. De dois modos, de dois pontos de vista, mas com um ponto em comum. Movimento. 
"...em Esmeraldina a linha mais curta entre dois pontos não é uma reta mas um ziguezague que se ramifica em tortuosas variantes, os caminhos que se abrem para o transeunte não são dois mas muitos..."
Italo Calvino - Cidades Invisiveis
#NYC from Piotr Wancerz on Vimeo.

" Assim o viajante ao chegar vê duas cidades: uma direita sobre o lago e uma reflectida de pernas para o ar. Não existe nem acontece coisa numa Valdrada que a outra Valdrada não…

Encha sua vida de flores - DIY

Vamos combinar que primavera é tudo de bom. O ar fica cheio de promessas e a gente tem vontade encher a vida e a casa da gente com muitas flores, não é verdade? Pois faça isso de maneira bem simples. 
Quer algumas ideias que podem ser usadas no dia a dia e mesmo para enfeitar mesas de festa? Separei algumas para vocês. Separe algumas garrafas usadas de diferentes tamanhos. Amarre flores coloridas com cordão. Veja que a proporção de tamanhos das garrafas ajudam na harmonia do arranjo. Use garrafas de mesma cor e flores também. Flores pequenas ficam lindas em latas. Simplicidade toral e encantadora.O velho móvel da família fica lindo com ervas e temperos. Para um piquenique ou almoço saudável fica lindo oferecer a possibilidade dos convidados poderem colher seus temperos.Flores de tamanhos e forma iguais - ou quase- ficam simplesmente maravilhosos com um revestimento em linha ou lã coloridas. Use cola e paciência.E que tal um arranjo nas cadeiras? Fica muito lindo, mas tenha o cuidado de …

Gerar energia com o nosso movimento

Uns anos atrás eu fiquei encantada ao ler a notícia de que uma casa noturna na Europa ia ter uma pista que iria gerar energia pelo movimento de dança das pessoas. Na época me pareceu fantástico que se aliasse a movimentação (super necessária para a vida e saúde) com a geração de energia(super importante para o futuro do planeta). E não importava se essa geração fosse pouca, o simbolismo do ato me parecia suficiente.
Então foi com alegria que soube que o primeiro campo de futebol que aproveita a energia cinética dos jogadores para acender as luzes que o iluminam já existe. E foi inaugurado no Brasil, mais precisamente no Morro da Mineira no Rio de Janeiro. Parceria da start-up inglesa Pavegen com a Shell. 

Essa tecnologia, que já testada pela primeira vez nas Olimpíadas de Londres 2012 e hoje já é usada em vários locais públicos, está sendo usada na comunidade de forma pioneira. Duzentas placas, feitas com 80% de material reciclado, foram instaladas sob o gramado sintético. O movimento d…

Cabana pré fabricada - um lugar para sonhar

Faz tempo que não posto uma casinha por aqui. E mais especialmente uma cabana de fim de semana. Sigo uma revista no Flipboard que sempre traz várias delas, algumas muito charmosas. O que gostei nessa daqui? Sua simplicidade. E o mais bacana que é uma casa pré-fabricada! Projeto do escritório Lykke Nielsen Arquitetos

Ela é feita de dois módulos - uma área de convívio maior e um espaço menor para dormir. Bem lógico em um espaço de lazer que implicaria em estar mais junto das pessoas. Nas casas de lazer que projeto gosto de seguir esta lógica, usando espaços integrados e amplos. E principlamnete espaços de varanda grandes. Aqui, como se trata de uma casa de país nórdico, eles privilegiam o estar ao sol. Ao contrário da gente que, vivendo em um país tropical tem que se preocupar mais com espaços de sombra. 
Uma das características que mais gostei foi a simplicidade dos espaços, a limpeza de adornos como se o estar longe do mundo do trabalho e afazeres também necessitasse de uma folha em b…

O que é para mim essa tal de Elegância?

Elenara Elegante - recebi esse elogio da querida Claudia Giane No último encontro do Viva Positivamente (falei sobre ele AQUI). E as amigas Flavia, Simone, Regiane e Luciana concordaram. E da brincadeira fiquei pensando sobre o que seria essa tal de elegância?

Para mim passa por ter estilo próprio. Sabe quando a gente se veste ou compra, ou mesmo decora, sem seguir tendências como receita de bolo? O melhor termômetro passa pelo se sentir bem.

Por exemplo, gosto de aproveitar peças boas e básicas. E jogar com lenços e acessórios. Faço isso nos ambientes que projeto também. Dou preferência por ousar em tudo o que posso mudar com facilidade e deixar as peças e paredes mais permanentes com cores e revestimentos que não sejam datados. Uma relação custo-benefício que permeia minhas escolhas. 

Para mim o menos é mais. Mas não sou absolutamente uma pessoa minimalista. Ao contrário, sou acumuladora. Combino peças de mais de 20 anos de uso com as mais modernas. Também faço isso ao combinar objetos…

Equilíbrio de vida - e com reciclagem!

A gente sempre procura na vida o que? Equilíbrio! Eu pelo menos procuro e sou super agradecida ao Viva Positivamente que me permite aprender bastante sobre vida saudável. E todos nós precisamos muito disso para aguentar o ritmo de vida, para cuidar das obras e ter pique para projetar. E não estou falando apenas em ficar sarada ou perder peso. Estou falando em viver mais e bem. 
Já tinha falado que ia em um piquenique no Rio nos jardins do MAM. Gente, foi tudo de bom! Para começar nós fomos recebidos em um local lindo e que foi preparado com tanto carinho! Além da toalha xadrez, o nosso piquenique estava repleto de mobiliário feito de reciclagem. Desde a escada que abrigava nossas bolsas até os bancos feitos de engradados de bebidas. Mesas de apoio de madeira de demolição, enfeites de garrafa pintadas. Cadeiras sem as pernas que eram super comodas para sentar no chão. E uma cama de paletes que era a maior delícia! A cada olhar a gente tinha uma surpresa linda para encantar os olhos! E o…

Revolução Farroupilha, é feriado em Porto Alegre

E no blog também...
Ficam algumas imagens da importância da Revolução Farroupilha para a cultura gaúcha.  É feriado no dia 20 de setembro. Desde semanas atrás a gauchada pilchada já está acampada no Parque da Harmonia, no Acampamento Farroupilha, localizado junto ao Rio ou Lago Guaíba. É coisa muito séria, tem CTGs, piquetes e empresas convivendo lado a lado. Chimarrão corre solto, assim como uma boa picanha e costela gorda e bem assada. Prendas e gaudérios de todas as idades se mudam de mala e cuia para as construções de madeira e mostram que é um local onde se cultivam as tradições.   "Mas não basta pra ser livre
Ser forte, aguerrido e bravo
Povo que não tem virtude
Acaba por ser escravo"
 Hino Gaúcho O Rio Grande do Sul é um estado que realmente cultiva seu passado e sua cultura. Nosso hino é cantado a plenos pulmões em estádios de futebol e em qualquer cerimônia pública ou privada, inclusive shows de música. E por todos e de todas as idades.
 Mais amontoado que uva em cacho  Ma…