Gerar energia com o nosso movimento

Uns anos atrás eu fiquei encantada ao ler a notícia de que uma casa noturna na Europa ia ter uma pista que iria gerar energia pelo movimento de dança das pessoas. Na época me pareceu fantástico que se aliasse a movimentação (super necessária para a vida e saúde) com a geração de energia(super importante para o futuro do planeta). E não importava se essa geração fosse pouca, o simbolismo do ato me parecia suficiente.
Então foi com alegria que soube que o primeiro campo de futebol que aproveita a energia cinética dos jogadores para acender as luzes que o iluminam já existe. E foi inaugurado no Brasil, mais precisamente no Morro da Mineira no Rio de Janeiro. Parceria da start-up inglesa Pavegen com a Shell. 

Essa tecnologia, que já testada pela primeira vez nas Olimpíadas de Londres 2012 e hoje já é usada em vários locais públicos, está sendo usada na comunidade de forma pioneira. Duzentas
placas, feitas com 80% de material reciclado, foram instaladas sob o gramado sintético. O movimento dos jogadores gera a energia que, em conjunto com painéis fotovoltaicos, serve para iluminar a quadra. Também nem tudo são flores já que li que os moradores se queixam de que o custo, para eles, do uso das quadras é oneroso. Mas sigo com o mesmo raciocínio de antes, o simbolismo da implantação me encanta.  

Aliar duas necessidades mais que urgentes da vida moderna, o se movimentar com a geração de energia me parece o objetivo mais interessante. Seja para iluminar quadras, seja para recarregar celulares, seja para o que for. Imaginem estradas que possam recarregar carros elétricos, correr em uma esteira que seja recarregada pelos nossos passos. Uau! Bingo! Merece sim meus aplausos. 
Fonte: Globo

Dica do colega Wagner Gonzalez 

Pavegen - Phone charging from Pavegen Systems Ltd. on Vimeo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros