Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Museu marítimo by Mecanoo

Olhem só que construção interessante foi projetada pelo escritório Mecanoo para esse Museu dedicado aos marinheiros na ilha de Texel, na Holanda,. 

A Holanda é um pais que tem uma longa tradição de convivência com a água e o mar. E essa referência das ondas do oceano é reproduzida nas formas dos telhados que remetem aos vergalhões que as embarcações holandesas encontravam em suas viagens pelo mundo. 

A sua estrutura é externa tem fechamento em madeira, referência também à utilização de troncos de naufrágios para celeiro e construção de casas. Essas pranchas verticais são provenientes dos canais do norte do pais.
Segundo o arquiteto Francine Houben MJ :  "Os espaços transparentes conectam o povoado com a sua coleção única e histórias."

O Kaap SKIL museu é uma homenagem a Oost-Indische Compagnie Verenigde, uma empresa que ancorava suas frotas naquela ilha e nesse museu se pode ver uma parte dessa história. 


Abaixo um vídeo com a construção do prédio.
Fotos e fonte AQUIAQUI

Imóvel Class

Hoje tive uma experiência muito interessante. Gravei uma entrevista para um programa da Rede Band local, o Imóvel Class. Falei sobre o processo de vistoria em imóveis novos. O programa fala sobre vários assuntos ligados à cidade, à imóveis, a interiores. Aqui em Porto Alegre pode ser visto aos sábados pela manhã, as 10:00.


E estava pesquisando sobre o programa e o primeiro que peguei no you tube tinha uma entrevista com o professor Francisco Marshall, na frente de sua casa. Por coincidência a mesma na qual moravam seus avôs, Francisco e Augusta, que foram meus clientes na mudança dessa casa para uma próxima. E a mesma casa que fiz um projeto de ambientação para o próprio professor, uns anos depois.


Então, se quiserem saber mais sobre o bairro Azenha e sobre organização de armários podem clicar abaixo. Quando o programa que gravei estiver na internet eu coloco aqui no blog.

Hora do Planeta

No dia 31 de março de 2012, das 20:30 as 21:30, acontece um ato mundial que se repete a vários anos : A Hora do Planeta. Nessa hora pessoas, governos e empresas do mundo inteiro apagam as luzes como um alerta contra o aquecimento mundial. Tenho já acompanhado esse movimento em 2009   e 2010 aqui no blog. Essa foto aí de baixo foi do ano passado. E apagar luzes também significa apagar TV, computador e wifi com luz....
E nessa hora, em que o silêncio toma conta de nossas casas, é uma boa hora para pensarmos no quanto somos dependentes da energia elétrica e o quanto é difícil ficar sem ela. Mas...  ....É tão bom a gente usar esse tempo, essa hora, para conversar, fazer uma jantinha a luz de velas, curtir as pessoas. Deixar a tecnologia e ver como a tecnologia as vezes nos afasta das pessoas que estão ao nosso lado.
E uma serie de sugestões de velas - super criativas e muitas com materiais reciclados - podem tornar a sua Hora do Planeta de 2012 um bom motivo para começar mais cedo - fazendo…

Depurando materiais

Muitas vezes nos deparamos com belas descobertas em obras que nos mostram que o descarte puro e simples sempre deve ser evitado. Nesse caso, uma escada que escondia esse belo Angelim sob uma pátina que perdeu  a atualidade. 


Fizemos o teste e olha lá que bonito, a escada vai ganhar uma nova cara, com o mesmo material.


Muitas vezes soluções de sustentabilidade não precisam ser bombásticas. Soluções simples e que usem de bom senso já ajudam bastante a não ter desperdício de recursos. 


Um exemplo prático é o uso arejadores em torneiras. 



Cidade da Musica

Eu tinha ouvido falar muito sobre esse prédio: A Cidade da Música
Projeto de um arquiteto francês para a cidade do Rio de Janeiro, esse prédio deveria abrigar uma serie de atividades ligadas a esta arte. Mas, segundo moradores da cidade,ele se transformou em elefante branco. Dizem que o seu custo extrapolou em muito o orçamento. Não sei se e verdade ou não, mas posso dizer que o local onde se encontra não valoriza o prédio. Ou seja, a impressão que me dá é que o projeto não levou em consideração o entorno. Sua escala monumental se perde na poluição visual do local e o prédio não ajuda muito em suavizar isso.    


Essa e minha primeira tentativa de blocar no IPad, o que não e lá muito fácil no inicio. Na verdade, o objeto principal desse post nem é uma análise do prédio que só vi em uma rápida passagem, mas o teste do Blog Docs. Que funcionou para o texto, mas não para as fotos. As que mandei via IPad não apareceram aqui, tive que recoloca-las...


De uns tempos para cá me programei para p…

Visão do cadeirante sobre como deveriam ser os espaços

Estava passeando na web e achei esse vídeo com um depoimento muito interessante sobre como seria uma cidade ideal na visão de um cadeirante.
A cidade ideal na visão de uma cadeirantepor Casa
Pois é, nada como ouvir as pessoas para entender o problema (e aqui problema é como chamamos qualquer programa a ser resolvido) e poder gerar as melhores soluções que sejam utilitárias e formalmente bonitas. Vejam os exemplos abaixo que peguei em uma rápida pesquisa na web.  

Com uma expectativa de vida cada dia mais longeva, nada como pensar de maneira universal, prevendo possíveis incapacidades que podem nos acometer e que podem tornar nossas vidas com menor qualidade se o espaço a nossa volta não for previamente pensado para esses momentos.
Eu mesma já tive que subir escadas sentada por quebrar uma perna. E isso no auge dos meus vinte anos. Imagine quem não anda, não vê, tem algum problema de artrose ou joelho ?
Ou seja, quanto mais universal for a solução, maior a probabilidade de atender uma gama …

Porto Alegre no meu olhar

Porto Alegre faz 240 anos dia 26 de março. Só podia ser ariana essa cidade de meu pertencimento. Não nasci aqui. A maioria dos porto alegrenses mais apaixonados que conheço também não....


Minha primeira lembrança é de pequena. Muito pequena. Vinha a capital a passeio. A gente chamava assim: a Capital. Meu olhar de criança se deslumbrava com o tamanho dos edifícios. Depois, quando nela vim morar, eles já não me causavam tanta estranheza. Era a cidade que mudava de escala, ou eu que crescia ? Os dois eu creio.


Mais uma mudança. Brasilia. Minha segunda paixão. Depois de Porto Alegre, a cidade onde me sinto mais em casa. Mas não tanto como aqui. E sinto isso a cada viagem. E a cada volta quando sinto lá na alma: voltei ! E tudo me parece mais belo, mais a vontade. Não importa se fui a Paris ou ao Rio. A sensação de aqui é o meu lugar me acompanha.


E onde meu lugar mais Porto ? Bonfim. Tudo bem que Moinhos de Vento é mais charmoso, que a Zona Sul é mais bonita, que o Centro é mais histórico..…

House Reduction - uma casa australiana

Volta e meia me deparo com um projeto arquitetônico australiano que me chama a atenção. Essa casa foi um deles. A Austrália é um pais peninsular (ops ! Que península nada, o país é um continente !), com uma excelente qualidade de vida e que demonstra sempre uma grande preocupação com o meio ambiente. Esse projeto também tem esse cuidado visando uma redução na pegada de carbono do imóvel. 






Arquiteto: Make Studio
Localização: Victoria, Austrália
Fotografias: Pedro Bennetts




Meu tablete

Enfim me rendi aos "tabletes"....Minha história com a tecnologia se dá aos saltos. Como eu não sou uma consumidora sistemática, fico anos com um aparelho e acaba que vou pegar coisas novas quando muita gente já aderiu. Tem uma vantagem que já está meio testado, já tem opinião bastante para a gente se basear. 


Eu sou metida gente. Sou daquelas que nunca fez aula de informática (a não ser na faculdade, aprendendo cobol ou fortran, uma coisa meia esquisita assim quando o meio de contato com o computador ainda eram folhinhas de papel que a gente passava um grafite (credooo!!!!). Tipo mega sena, sabe como é...)


Pois bem, cá estou eu com um I Pad 2 novinho em folha, com alguns Apps baixados (todos de grátis que gosto de testar bem antes de ver se realmente vou usar). Amei o Face time ! Falar com gente de longe se vendo e podendo mostrar tudo, é muito bom. Mas...nem todo mundo tem I Pad de modos que fica limitado e ele só funciona com as maçãs cortadas (eu acho). Mas....vamos ao que …

Arquitetura e água - uma combinação criativa

Que a Holanda foi conquistada do mar, todos sabemos. O que era um potencial risco, foi sendo usado de forma criativa pelos arquitetos e designers e vocês podem ver os resultados em uma exposição virtual: Holanda, arquitetura com pés molhados






Água - uso consciente

Há muitos anos atrás quando se falava em que um dia a água seria um bem escasso, as pessoas riam. Eram como se olhassem a imensidão do mar e achassem que isso era bobagem de lunáticos. Por mais que se usasse, a água sempre seria abundante...  Mas....
Os anos passaram, os mananciais se revelaram finitos ou foram sendo poluídos e acabaram revelando uma realidade que diz que, embora seja abundante, as águas precisam ser cuidadas, precisam ser preservadas, precisam ser cuidadas.


E é nesse sentido que foi criado o dia Mundial da Água  que cada ano traz um tema a ser ressaltado. 
Cuide, não polua. Água suja significa menos vida. 
Water ink _ BDDP Unlimited and Solidarités International - UK from BDDP Unlimited on Vimeo.

Felicidade

E o que é a tal de felicidade ? Para uns é sair por aí, sem data marcada, sem compromisso com a vida. Para outros está justo no comprometimento com os outros, no compromisso que existe entre eles e a vida.


Então, para que explicar o que se sente. Sinta. E seja feliz ! Clipe da música Felicidade de Zélia Duncan. Zélia Duncan canta esta música no Dvd "Pelo sabor do gesto | em cena". Lançamento Biscoito Fino. Produtora: iFrame

Colcha de retalhos...da vida

Sabem essas colchas lindas, daquelas que muitas avós e bisas de antanho faziam ? Reuniam restos de tecidos que sobravam de roupas que faziam em casa (!) ou reformas. Era a tal da reciclagem que tinha caras de economia naqueles tempos em que a sustentabilidade não era palavrinha fácil, até porque não se consumia tanto assim. E portanto não se gerava tantos resíduos que poluem e gastam as reservas da terra de forma astronômica. 

Essas colchas eram como uma história da família da gente. Olha ali a roupa da formatura...essa daqui saiu da calça que rasgou naquele passeio, lembram ? E essa renda ? Não seria daquele vestido dos 15 anos ? Pura memória. Diferente de comprar algo pronto e impessoal...   
E porque lembrei disso agora ? Porque de certa forma ando fazendo uma colcha de retalhos de recordações. Com as redes sociais e a internet tenho revisitado pedaços da minha vida em forma de amigos que reencontro e que preenchem lacunas de fatos que esqueci. E eu, as suas memórias. Como é interess…

Na minha rua tinham jacarandás

A minha rua fica bem perto da rua mais bonita do mundo e assim como a Gonçalo de Carvalho já foi um túnel verde. Mas a cada dia que passa perdemos uma de suas árvores tão lindas. Ontem a noite mais uma delas se foi. Ouvi um barulho e puf! Acabou a luz. Deve ter caído sobre os fios que correm pelo ar (deviam ser subterrâneos....). De madrugada a moto-serra agiu e lá se foi mais um jacarandá....