Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

Lâmpadas ESL : Substitutas das incandescentes ?

Fonte: Forbes - 22.11.2010 Até 2014 as lâmpadas incandescentes devem sair das lojas americanas e tendem a ser mais uma tecnologia que vai ficar na memória. Para substitui-la a empresa Vu1 Corporation anuncia a lâmpada refletora R30 Electron Stimulated Luminescence (ESL) que deve entrar no mercado a partir de 2011.

Vantagens da tecnologia ESL:não contém mercúrio e a gente não precisa se preocupar quando quebram como acontece com as fluorescentes.Não exigem descarte especial para reciclagem.Custo mais barato que as LEDs Vida útil de mais de 10 mil horas. Embora durem quase 25% menos que as LEDs, ainda assim são 70% mais eficientes que as incandescentes.Produzem luz muito similar à das incandescentes de 65 Watts. Segundo a Forbes, a tecnologia usa elétrons acelerados para estimular a geração de luz, fazendo a superfície da lâmpada acender. Isso permite a mesma qualidade de iluminação de uma incandescente, mas sendo 70% mais eficiente energeticamente, e durando cinco vezes mais, con…

Cozinhe sem eletricidade

O meu colega e amigo Wagner me mandou essa dica que achei muito interessante. Uma espécie de faz tudo na cozinha, bolada pelo designer alemão Christoph Thetard.



Ele é chamado de r2b2 e inclui um misturador de mão, moedor de café e um processador de alimentos que se encaixam em uma unidade de madeira, tudo isso movido a pedal.



Acima: o moedor de café


Acima e abaixo: liquidificador manual
Esse artefato prá lá de charmoso faz parte de um projecto de diplomação para criar produtos que eliminem a necessidade de eletricidade e será mostrado em Ambient Talents , Frankfurt, em fevereiro de 2011 e Salone Satellite , de Milão, em abril do próximo ano.







Acima: a máquina de cozinha (processador de alimentos)



.





Durante o seu projeto final, Christoph Thetard concentrou seus esforçcos na sustentabilidade e fazer aparelhos que não precisasem do uso da eletrecidade.
Uma máquina de cozinha, um moedor de café e uma varinha mágica foram escolhidos por serem representativos de aparelhos que são essen…

O Fantasma e a Opera de Paris

Tive a oportunidade de assistir ao almoço Clio (no Studio Clio) com a palestra de Ana Maria Marshall que falava sobre o livro que inspirou o Fantasma da Opera, de Gaston Leroux . A gastronomia foi de Aline Higa. e abaixo segue o cardápio.


Cardápio
Entrada : Terrine de salmão com pãozinho (foto)
Prato principal: Almôndega ao molho Aurore com conchiglie e ervilhas
Sobremesa: Soufflé glacé aux fraises (melhor parte, dos deuses).


Vi a versão do Fantasma da Ópera de 2004 no cinema. Mas existem versões no cinema desde 1925. O Gaston Leroux, em cujo livro é baseada a história, era um jornalista e, na verdade, a história de amor é bem menor no seu livro do que foi mostrado no cinema e teatro. O Erik (nome do Fantasma) era bem mais feio que o Gerald Butler e bem menos charmoso. Ao contrário, a história tem muito de terror e a trama policial é bem marcante no livro. E um dos personagens centrais é sem dúvida o teatro. A Ópera de Paris. Como é construido sobre um pântano, o autor lançou a …

Espaço virtual, beleza e encontro

Muito se discute o espaço virtual e sua relação com a arquitetura. Espaços são espaços, sejam reais ou não. E os relacionamentos da internet e suas inúmeras redes sociais substituem muitos  dos antigos locais de encontro. As esquinas, as pracinhas urbanas e até mesmo os clubes, podem se transformar em Orkuts, Faces ou Twitter. Eu mesma sou uma usuária de quase todos eles. Já passei por várias redes sociais, tenho fotos no Flickr, falo com as tias no Orkut, com alguns amigos de adolescência no Face. Interajo de forma bastante dinâmica no Twitter (sobre o qual eu até tinha algumas dúvidas um tempo atrás).
Essa intrincada teia se assemelha à cidades,em suas tramas, em seus espaços de interação. Um deles são os blogues. Mais dinâmicos que os antigos sites, é através deles que ainda continuamos a dar nossos recados. No meu caso aqui falo de Arquitetura. A maior parte das vezes. Mas também falo da Vida. Porque afinal de contas Arquitetura não é algo estanque. É a organização dos espaços de e…

MÃES DO BAIRRO – HEROÍNAS DO COTIDIANO

Esse projeto foi apresentado na Bienal de Arquitetura de São Paulo em 2009 e reproduzido aqui para conhecerem uma iniciativa bastante interessante de combater a violência nas cidades.

Para propiciar às crianças um crescimento saudável de acordo com seus talentos e capacidades individuais, independentemente de seu meio social, são necessários meios e caminhos muito diferenciados. As Mães do Bairro praticam um novo conceito ativo de auxílio básico que enfrenta baixa resistência.
As mães de bairro são mulheres que vêm principalmente de famílias turcas ou árabes, os maiores grupos de imigrantes na Alemanha. Elas frequentam cursos de qualificação com duração de seis meses em assuntos como educação pré-escolar e escolar, aprendizagem do idioma alemão, fases de desenvolvimento da criança, educação sem violência, nutrição saudável e muitos outros temas. Depois do encerramento do curso as mães de bairro visitam as famílias da sua vizinhança. Durante um total de dez encontros é discuti…

Negando o que se é

Para que as mulheres tenham plenos direitos à cidade"

Carta Europeia das Mulheres na Cidade






DECLARAÇÃO EM DOZE TÓPICOS

'Para que as mulheres tenham plenos direitos à cidade"
As mulheres na cidade e ...a

1.A  CIDADANIA ATIVA
O modo de exercício da cidadania ativa deve ser abordado a partir de uma reflexão baseando-se por um lado, sobre a influência do local de vida e por outro lado sobre o  funcionamento das instâncias de representação e os mecanismos econômicos e políticos que fazem a cidade.

2. A TOMADA DE DECISÕES E A DEMOCRACIA PARITÁRIA
As mulheres devem estar associadas a todos os níveis de decisão em matéria de planejamento territorial,  urbano,  habitacional de transportes e meio ambiente.

3. A IGUALDADE DE OPORTUNIDADES
A igualdade de oportunidades deve ser favorecida na educação e na pesquisa, no seio de todas as instâncias profissionais e no exercício de todas as profissões relativas ao planejamento territorial, ao espaço …

Urbanismo Inclusivo

A cidade é uma memória organizada"
"As  mulheres são as esquecidas da História"
( citação da filósofa Hannah Arendt)

Esse artigo que achei na internet fala sobre Portugal, mas poderia falar sobre qualquer pais ocidental.
Artigo escrito porTrigorin

O urbanismo e o ordenamento do território são sempre encarados
como temáticas neutras na perspectiva de gênero. No entanto há um erro crasso nesta lógica consensual. Se é neutronão é para ninguém. Ora o urbanismo e ordenamento do território são construções dirigidas às pessoas, não a entidades abstractas.
É urgente "generizar" e humanizar o planejamento urbano e o ordenamento do território, sob pena de estarmos a  cartografar a exclusão. As cidades devem ter em conta os seus  habitantes e não o habitante médio, o cidadão comum,  que de tão comum nem existe. Quem existe são as pessoas,  os homens e as mulheres, com diferentes idades e extractos sociais, com múltiplas origens étnicas e influências cultura…

As mulheres e a violência urbana

Sem dúvida a violência é uma ameaça que nos ronda nas cidades. E em maior grau atinge pessoas teoricamente mais frágeis: idosos, crianças e mulheres. Vários estudos tem sido feitos e suas conclusões podem ser lidas em várias publicações. Algumas delas reunidas abaixo.  Bibliografia para baixar sobre as mulheres e a violência urbana. Mujeres en la ciudad. De violencias y derechosCiudades para convivir: sin violencias hacia las mujeresAs mulheres e o cotidiano urbano no Brasil

Estrategias para una ciudad sin violencia hacia las mujeres
Mais publicações AQUI Discurso de Ana Falú, representante do UNIFEM, na II Conferência Nacional de Políticas Publicas para a Mulher, realizada em Brasília em agosto de 2007.

Feministas em ativismo online pelo fim da violência contra a mulher

Dia 25 de novembro é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Para marcar a data, um grupo de feministas blogueiras-tuiteiras-interneteiras, inspiradas nos 16 dias de ativismo, está propondo cinco dias de ativismo online pelo fim da violência contra a mulher, de 20 a 25 de novembro.

Durante esse período pautaremos nossos blogues (adaptando ao tema central de cada um), e nossa intervenção em todas as redes sociais que participamos, pela violência de gênero e formas de prevenção e combate. 

Nos blogues produziremos artigos, crônicas, matérias inéditas sobre a violência contra a mulher e suas causas/consequências e faremos entrevistas com feministas, juizas, promotoras, advogadas, delegadas, ativistas de ongs e profissionais de serviços de atendimento/prevenção. 

No twitter faremos entrevistas coletivas e colaborativas com mulheres destacadas e com visibilidade (Glória Perez, Nilcéa Freire, Maria da Penha, Marta Suplicy e outras parlamentares da bancada feminista…

O gato urbano

Idéias simpáticas para decorar seu Natal

Garimpando alguns sites para ver ideias que sejam simpáticas e criativas para decorar a casa no Natal achei esses exemplos que fogem ao tradicional e me pareceram muito legais. Todos eles podem ser adaptados ao gosto, à casa e ao bolso de cada um.
Esse conjunto de velas formando palavras me pareceu perfeito para uma mesa natalina. O que vocês acham ? E esse conjunto de letras que podem ser feitas a mão, adesivadas ou pintadas ficou de muito bom gosto. E bastam alguns metros de fita, pregos e eis que surge uma bela estrela para colocar os cartões e mensagens de Boas Festas. Essa ideias e mais algumas estão no Christmas Decorating Ideas   Esses cones e tocos de árvores formaram um conjunto super harmonioso eu vi AQUI

Sindrome Do Sapo Cozido

Sua Saúde E O Ambiente Que Construímos Sindrome Do Sapo CozidoUm dos meus achados da Feira do Livro 2010 foi esse livro. Eu gosto que as capas e os títulos me seduzam, me hipnotizem e me peçam para serem levados para minha casa. Esse foi um caso. Além de estar muito barato (paguei R$ 18,00 por ele na Feira, bem menos do que se encontra no mercado). Acho que vale a leitura. SinopseUm sapo pula numa panela com água que está sendo aquecida. À medida que a água fica mais quente, o sapo adapta a temperatura do seu corpo à da água, e continua a adaptá-la, acompanhando o calor cada vez maior até que, finalmente, é cozido vivo. Assim como o sapo, nós nos adaptamos aos crescentes riscos à saúde e à ecologia para atender à nossa expectativa e à nossa demanda por mais conforto, vantagem e facilidades no dia-a-dia. Apesar do nosso materialismo ocidental, poucas pessoas parecem satisfeitas. 'Sua Saúde e o Ambiente que Construímos - A Síndrome do Sapo Cozido' apresenta evidências conv…

Urbanismo participativo

O arquiteto John Thompson está no BRasil para falar sobre urbanismo participativo ou como as comunidades podem ser incluídas na cidade do futuro, no 54th IFHP World Congress 2010 Porto Alegre. Seu escritório é pioneiro em em projetos de regeneração urbana e na busca da participação dos moradores no projeto de seu ambiente.

Ele também é presidente da Academia de Urbanismo, criada em 2006 para estimular as melhores práticas no planejamento de cidades na Grã-Bretanha e na Irlanda. Primeiro passo de seu processo é Entender as necessidades reais dos moradores
Thompson – Para começar, a vizinhança deve ser mobilizada, o que significa dizer que vamos até as residências explicar aos moradores o que fazemos, por quê fazemos e como isso pode fazer diferença nas suas vidas. Assim, eles são mais propensos a se envolver em nossas …