8 Tiny cabanas para inspirar sua alma

Imagem
Na esteira das mudanças de anseios pelas quais passa a humanidade, vemos o incremento das chamadas " tiny houses ". Tiny vem do inglês muito pequeno, e assim foram batizaram casas ou cabanas com pouquíssimo espaço e muito aproveitamento. Seja para casas de veraneio, espaço de trabalho ou mesmo para residir, a experiência de viver apenas com o indispensável, parece ser das tendências mais interessantes dos tempos atuais. Até porque contrapõem de maneira bastante enfática toda uma sociedade de excessos em consumo e usos. Separei aqui 8 exemplos de tiny cabanas que são altamente inspiradoras para alimentar essa ideia de forma prática. Muitas delas são vendidas como forma pré-fabricada.  A primeira delas é  aVOID . Com 8 metros quadrados, o jovem arquiteto Leonardo di Chiara projetou uma pequena casa, inspirada em barcos de sua infância.   Pode ser acoplada a um trailer e, por meio de dobragens consegue múltiplas possibilidades de uso. E ainda conta com um mirante/janela na parte

MÃES DO BAIRRO – HEROÍNAS DO COTIDIANO

Esse projeto foi apresentado na Bienal de Arquitetura de São Paulo em 2009 e reproduzido aqui para conhecerem uma iniciativa bastante interessante de combater a violência nas cidades.

Para propiciar às crianças um crescimento saudável de acordo com seus talentos e capacidades individuais, independentemente de seu meio social, são necessários meios e caminhos muito diferenciados. As Mães do Bairro praticam um novo conceito ativo de auxílio básico que enfrenta baixa resistência.

As mães de bairro são mulheres que vêm principalmente de famílias turcas ou árabes, os maiores grupos de imigrantes na Alemanha. Elas frequentam cursos de qualificação com duração de seis meses em assuntos como educação pré-escolar e escolar, aprendizagem do idioma alemão, fases de desenvolvimento da criança, educação sem violência, nutrição saudável e muitos outros temas. Depois do encerramento do curso as mães de bairro visitam as famílias da sua vizinhança. Durante um total de dez encontros é discutido a cada visita um tema diferente. As mães de bairro dão conselhos concretos como, por exemplo, inscrever a criança em uma creche para que, além de sua língua materna, aprendam cedo o idioma alemão. Elas propagam uma educação sem violência, e o respeito de direitos iguais para o fomento de meninos e meninas.

Desenvolveu-se durante o processo uma cooperação estreita com jardins de infância, pontos de encontro de pais e estações escolares, nos quais alunos podem trocar ideias com conselheiros em caso de problemas, bem como com os professores e educadores. Até junho de 2009 foram qualificadas mais de 160 mães de bairro e foram visitadas mais de 2.200 famílias. O modelo da comunicadora entre as culturas existe agora também em outros bairros de Berlim, bem como em outros municípios.

Neste meio-tempo, as Mães do Bairro também têm uma função exemplar no seu próprio ambiente social – mulheres que encontravam-se à margem da sociedade agora estão no centro da mesma.

Responsáveis pelo projeto:
Assistência Social da Diaconia Neukölln Oberspree e.V., Berlim em Cooperação com a Subprefeitura do Bairro Neukölln, a Secretaria para o Desenvolvimento Urbano, a Secretaria para Integração, Trabalho e Temas Sociais e a Agência Pública de Empregos de Neukölln, Berlin




Comentários

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura