Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

App testado - HomeStyler - brincando de mobiliar

No finalzinho de 2013 o que se faz, além de flanar e ler bons romances? Se testa Apps, é lógico!  

Eu tinha baixado esse HomeStyler da Autodesk mas nunca tinha me detido muito nele já que uso basicamente o Sketchup, inclusive para perspectivas internas. Mas...gostei bastante da potencialidade de mobiliar fotos existentes com móveis do catálogo do programa, que são de lojas existentes. Fiz até um antes e depois com um projeto meu desse ano. Que tal o resultado? Eu gostei. Dá para o profissional mostrar de forma bem rápida para o cliente como pode ficar uma peça mobiliada. E dá para o cliente brincar com os seus ambientes e testar suas ideias.

Ele é bem amigável, quando se tira a foto, ele enquadra e podemos ajustar, e colocar uma medida em parede. Veja bem, isso é básico para que os móveis possam aparecer na escala real. Aprovado. Vou brincar mais com ele. E um detalhe bem bom: é grátis!

E vocês? O que estão descobrindo de bom nesses feriados?

Mudanças significativas - quem não quer?

"Não podemos fazer mudanças significativas pela força; a única maneira de fazer mudanças significativas é tornar o que você quer mudar obsoleto!"
Buckminster Fuller*


Mudanças...talvez essa a maior magia da convenção de que tudo pode mudar quando as páginas rolarem e tirarmos a última folhinha do ano. Pronto, acabou! E acabaram com ele tudo o que já não gostamos. 

Ou esperamos que assim seja. Nós, raça humana, somos uns danados esperadores. Esperamos que as coisas se resolvam em um passe de mágica. Esperamos pela mega da virada que irá mudar nossas vidas. Esperamos começar a ter todos os hábitos saudáveis de um dia para o outro. Ou melhor, esperamos ficar sarados e lindos sem fazer muito sacrifício...



Sacrifício...Eta palavrinha complicada. Tem um peso tão grande quando na verdade significa uma escolha. Escolho talvez um caminho mais longo, a médio e longo prazo, para ter um prazer mais intenso e duradouro no futuro. 

Futuro é outra palavra complicada. Nossa civilização ociden…

O tempo não pára

O tempo não pára! Mas o blog sim. Blogueira precisando de um tempo para recarregar.
Mas volto logo e cheia de novidades!  Até lá, meu muito obrigada pela companhia ! Divirtam-se! Tem muita vida real lá fora nesse instante esperando por todos nós

Projetos para 2014 - desapego

Não, esta não é uma postagem sobre resoluções para o novo ano e nem sobre meus planos profissionais para 2014. Na verdade não fiz nem um nem outro.
A única coisa que me parece clara é a minha palavra de 2014: Desapego. E não pensem que seja uma coisa fácil. Sou uma acumuladora em potencial, então o desafio que me proponho não é pequeno. Espero estar à altura dele.

Não, isso não significa que vou virar uma minimalista. Isso seria um exagero semântico e não sou definitivamente uma pessoa extremada. Espero apenas focar cada dia mais no essencial, no que importa e deixar as firulas de lado. Mas especialmente espero aprender a abrir mão. Deixar que as coisas e pessoas sigam seus rumos. Aprender quando, como e por que também é uma sabedoria da vida.

Dos espaços que a mim couber trabalhar, espero traçar vida e função, fazer desabrochar harmonia e personalidade. Descobrir novos materiais, novos usos, reciclar intenções e metas. Reusar. Doar. E recusar o que não seja para mim e possa servir a ma…

Uma casa de cristal, ou quase

Todos sabemos que os nossos dias estão sepultando a privacidade, que nos expomos em redes públicas, escancarando nossas vidas. Mas chegaremos a viver com cubos de cristal? Ou vidro? Ou em completa transparência?

Pois é o que parece propor o arquiteto japonês Sou Fujimoto, um dos mais instigantes profissionais de sua geração. Suas obras,  como a biblioteca Musashino Art University , Casa N, e a '21st Century Oasis " são exemplos de um trabalho que se caracteriza pela independência e experimentação.  

Fonte dessa e de outras casas instigantes AQUI




E aí? Se arriscariam? Eu creio que não, mas gostei do resultado formal. Só não me agradam os fios elétricos nas ruas. Nem aqui, nem acolá.

Ah! Cortinas! Nem eles aguentaram tamanha exposição se até o banheiro era exposto! Será o nosso futuro? Usar cortinas para nos proteger da nossa própria necessidade de nos mostrar? O futuro nos dirá.

Restaurantes de luxo

Hoje é dia de nada fazer. Melhor sinônimo de férias. Mas olhos podem se deliciar com belas imagens. Ficam então a de belos restaurantes que unem duas artes: gastronomia e arquitetura. Deliciem-se


Feliz Natal!

Hohoho para todos nós

Hoje o dia é de descansar. Aliás hoje, amanhã, depois Muitos dias estivemos juntos aqui nesse espaço. Falamos de beleza, de projetos, de design, de sustentabilidade, de vida saudável. Impossível pensar a Arquitetura isolada da vida. Nossos espaços, antes de tudo, devem nos proporcionar vida saudável. Devemos e temos o direito de ter cidades mais limpas, com mais e melhores equipamentos urbanos. Nossas ruas devem nos proporcionar segurança para ir e vir, árvores para nos proteger do sol. Nossas calçadas devem ser limpas e sem buracos. Nossas casas devem ter lugar para nossos sonhos, o ar deve poder transitar livre e soberano, a luz do sol deve pode entrar em abundância e trazer sua enorme energia para nos recarregar. A beleza deve estar presente para nos instigar a traze-la sempre conosco, pessoas felizes são mais generosas consigo e com as outras pessoas. A criatividade de pensar e criar coisas nossas para o nosso lar faz dele nosso refugio. Nosso. Não para os outros. Não para a moda. Não…

Como a Arquitetura pode salvar vidas

Achei muito interessante esse infográfico que a AIA desenvolveu para mostrar como as decisões arquitetônicas podem interferir na saúde das pessoas. Através de um passeio pelos edifícios e seus elementos, as pessoas podem, de modo interativo, ver como isso acontece. 
"Como arquiteto, suas decisões podem afetar a saúde física e mental de todos que entrem em contato com o seu trabalho" (AIA).
De forma bem simples e amigável, o infográfico mostra como boas escolhas em circulação, ventilação e iluminação natural, materiais e instalações influenciam diretamente na saúde, na produtividade, na felicidade e longevidade das pessoas.

Fonte

Explore more infographics like this one on the web's largest information design community - Visually.

Leiam mais sobre saúde e decisões arquitetônicas nos seguintes posts
Sindrome do Edificio Doente
Síndrome do Sapo Cozido
Construindo cidades saudáveis
Sentar de pé para trabalhar

Querido Noel, Eu quero ganhar....

Querido Noel, 
eu sei que fui uma boa menina nesse ano que passou. Tá certo, uma ou duas vezes fui meia mal educada, umas outras pensei mal de alguém e devo ter cometido alguns pecados também. Afinal que não? Ainda mais depois dos cinquenta. Se não, corre porque já passou da hora.
Enfim, acho que já está meio tarde porque as entregas do Polo Norte devem estar meio congestionadas, mas não custa tentar. Então segue uma listinha básica de coisas que gostaria de ganhar...
Para começar, uns cartões presente do Studio Clio. De preferência um ramal cheio. Sabe como é, eu adoro esses eventos e eles sempre abastecem o blog, de modos que seria um presente a ser compartilhado. Ou seja, presentes para muitos.
Um tablet novinho em folha. De ultima geração. Tanto faz ser IOs ou Android. E se vier com essa capa charmosa vou gostar ainda mais. Prometo não ficar tão conectada como esse ano. Sei o quanto isso é chato para as pessoas ao redor. Vai ser difícil, mas vou tentar. Promessa de escoteira.  Um Spa p…

Otimismo e Esperança - desejos de 2014

A vida da gente depende muito do foco com que a olhamos.As vezes ficamos tão parados nas coisas menos boas que nos acontecem que deixamos passar batido o tanto de bons momentos que vivemos. Pois foi o que constatei ao receber esse chamado das gurias da Coca, a Karina e a Fernanda. Eu as chamo assim porque são nosso ponto de contato com a empresa. Já sabem que esse blog faz parte do projeto Viva 2.0 e que, através desse projeto já pude mostrar várias atividades que vão de reciclagem à fábricas em processo de certificação LEED, passando por vida saudável. 

Mas o mais importante de tudo é a convivência pessoa física. É o olho no olho e a troca. E confesso que me emocionei ao receber o cartão virtual de Natal que é um chamado a que pensemos em quais desejos queremos para o novo ano. (Quer fazer os seus? Clique AQUI )
Pelo tudo que vivi nem 2013 não tive dúvidas. Otimismo e Esperança. Foram momentos difíceis, complicações com a saúde de gente amada, momentos em que o cansaço físico e mental …

Clássicos - Thonet

Um dos clássicos de design mundial, os móveis de madeira curva criados por Michael Thonet  há 150 anos, são atuais até hoje. Suas formas puras, enxutas e elegantes caem com perfeita harmonia em vários ambientes.
Elas são quase uma peça curinga. Lembram a casa da vovó da gente. Quem não associa as cadeiras de balanço com as velhinhas de cabelos brancos que faziam tricô? Ops! Nada a ver com as vovós modernas que são bem mais serelepes! Mas que adorariam usar uma dessas para navegar pela web com a netarada.

Enfim, de cadeiras de bares à coloridas composições em casas residenciais, essas peças são realmente um clássico, não saem de moda.   
Razões do sucesso? Várias.

Thonet soube aperfeiçoar uma técnica de séculos, a de usar o calor e umidade para curvar a madeira. Usou o resultado de suas pesquisas em uma produção industrial, padronizando e modulando as peças. Isso barateou o produto, facilitou o transporte e usou de bastante publicidade em forma de catálogos. As pessoas viam, gostavam e c…

Micro apartamento com soluções inovadoras

Cada dia mais temos que eleger apertamentos para viver. Talvez ainda não em condições tão extremas, mas notamos uma certa tendência de espaços tão compactos que a pergunta que não quer calar é: teremos que viver enlatados? Esse é um processo relativamente comum em grandes centros históricos europeus, onde macetes para ganhar espaços se tornam imprescindiveis.


Por isso achei muito, muito interessante essa solução que a arquiteta Valentina Maini projetou para esse micro apartamento em Barcelona, cheio de soluções criativas.

Mesa que desliza, banco que cobre banheira, cadeiras tatami que permitem mobilidade. Armários reciclados deram origem à mobiliário deslizante e versátil abaixo da cama. Quer fazer em sua casa esse armário, vai lá no site da Valentina e veja o projeto. Há uma proposta de doação, o que eu acho muito justo. Abaixo o vídeo com o apartamento. Veja AQUI mais sugestões de soluções para espaços pequenos.

Arquiteta sugere um memorial para o Bom Fim - entrevista para o Jornal Já

Entrevista publicada no Jornal Já em 22/06/2012 e que estou resgatando aqui porque o link saiu do ar.


Arquiteta sugere um memorial para o Bom Fim
22/06/2012 Publicado na(s) categoria(s): CulturaGeral


Há 20 anos com um escritório no Bom Fim, Elenara Stein Leitão, arquiteta formada pela UFRGS, faz um alerta: se a especulação imobiliária, e o subsequente adensamento, continuarem no ritmo atual, daqui a 20 anos restará muito pouco daquilo que para muitas gerações fez o charme do bairro, como as ruas de calçadas largas e tranquilas, seus prédios baixos, e uma certa boemia e gastronomia muito particular. Nesta entrevista ao JÁ, Elenara fala do seu amor ao Bom Fim e da necessidade de evitar a sua descaracterização.


JÁ: A senhora nasceu em Lajeado, morou em Novo Hamburgo e Brasília, e, atualmente, seu endereço residencial é no bairro Independência. O que o Bom Fim representa?

Elenara: Se tivesse que escolher um bairro de Porto Alegre, seria o Bom Fim, por tudo que ele representa na minha vida, d…

Telhado e parede verde - o retorno ao óbvio

Já falamos aqui no blog sobre telhados verdes e paredes verdes. Suas vantagens e maneiras de usa-los. Por isso gostei do texto do Ezio Rinaldi, que coloco na íntegra abaixo, com autorização do autor. Ele fala, com muito bom senso, que o uso de vegetação não é ideia nova e que é uma questão de retornar às boas práticas de tempos de ontem.

Outra boa ideia é o que está propondo o Movimento 90. Uma união multi profissional propondo a proliferação de paredes verdes nas cidades, aproveitando empenas e paredes verticais para cobrir de verde as cidades. Um exemplo está sendo feito em São Paulo, com o apoio financeiro de empresas. Uma ideia a ser imitada. Vejam abaixo um vídeo da proposta. 





Movimento 90º from vapor324 on Vimeo.

Mulheres Medievais - onde se escondiam?

Fui assistir mais um almoço no Studio Clio . Quando vi o tema me interessei logo, Mulheres Medievais. Nem me dei conta que a palestra seria em espanhol. Mas não me arrependi. Foi uma palestra brilhante!


A prof. Me. Estefania Bernabé Sanchez nos brindou com uma visão de mulheres brilhantes, muitas das quais nunca tinha ouvido falar. Para mim, confesso, as mulheres na Idade Média viviam em castelos feudais, bordando e servindo de moeda para homens guerreiros em uma classe social. E vivendo em campos, em péssimas condições e servindo de moeda de troca para seus pais, irmãos e maridos. Em suma, sempre vi a mulher como um ser submisso nessa época. As que se rebelavam tinham que se refugiar em conventos e sumir do mundo.


Mas na verdade, como em todas as épocas existiram mulheres fantásticas que tinham grande cultura. Entre elas Hildegarda de BingenCristina de Pisano. Mulheres que mantinham contato mais estreito com a natureza, com os ciclos vitais e e por isso mesmo poderosas e impactantes …