Pular para o conteúdo principal

Mudanças significativas - quem não quer?


"Não podemos fazer mudanças significativas pela força; a única maneira de fazer mudanças significativas é tornar o que você quer mudar obsoleto!"
Buckminster Fuller* 


Mudanças...talvez essa a maior magia da convenção de que tudo pode mudar quando as páginas rolarem e tirarmos a última folhinha do ano. Pronto, acabou! E acabaram com ele tudo o que já não gostamos. 

Ou esperamos que assim seja. Nós, raça humana, somos uns danados esperadores. Esperamos que as coisas se resolvam em um passe de mágica. Esperamos pela mega da virada que irá mudar nossas vidas. Esperamos começar a ter todos os hábitos saudáveis de um dia para o outro. Ou melhor, esperamos ficar sarados e lindos sem fazer muito sacrifício...



 Sacrifício...Eta palavrinha complicada. Tem um peso tão grande quando na verdade significa uma escolha. Escolho talvez um caminho mais longo, a médio e longo prazo, para ter um prazer mais intenso e duradouro no futuro. 

Futuro é outra palavra complicada. Nossa civilização ocidental nos acenou com paraísos e outros que tais para depois. E esse depois nunca chega. E na verdade ninguém quer que chegue. Até lá...sacrifícios e sacrifícios!
 Não é a toa que gostamos de tudo a jato. Queremos satisfação instantânea. Seja em em forma de pílulas para tudo (para dormir, para acordar, para ter prazer, para se entorpecer...). Seja em forma de deletar o que não nos serve no momento. 

Mas...ainda assim ansiamos por mudanças. Mudanças significativas. O que seriam?


O que seriam para você mudanças realmente significativas? Em sua vida, em sua casa, em sua cidade, em seu país, no mundo? 

O primeiro passo para mudar é detectar, com foco, o que queremos mudar. Quero ser mais feliz é tão genérico como quero uma casa mais humana. O que lhe faz infeliz e o que impede sua casa de ser mais humana? Liste, detalhe, tenha claro dentro de si.

O próximo passo é agir. Ação, ação, ação. Desde que o mundo é mundo os atores principais sempre foram os que agiram. Com grandes ou menores atos, não importa. Agir é a palavra.

O ato seguinte é agir como. Ah! O pulo do gato! Infelizmente cada um tem a sua receita que nem sempre serve aos demais. Descubra a sua. A que lhe faz feliz, a que lhe traz paz. Se der para ser feliz e ter paz ao mesmo tempo, não esqueça de me contar, ok?  

E o que tem a ver esse palavrório com a Arquitetura? Tudo. Arquitetura é intenção, é ato, é reflexão. É ou deveria ser um ato generoso de repensar um futuro melhor, mais bonito, mais funcional e mais humano.

Faltou uma palavra nas mudanças, na vida, em tudo. Gratidão. Antes de resmungar e sair chutando latas, reflita sobre o tanto que você ainda tem. Ontem vi um filme, comédia brasileira, onde uma personagem estava falida e derramou para um tio multimilionário: tenho 36 anos, uma esposa grávida, dois filhos e não tenho dinheiro. E o tio, já muito velhinho e muito rico, lhe disse na lata: Troca? Eu daria toda a minha fortuna para ter 36 anos novamente, uma esposa e filhos para amar...

Fim do pano. As cortinas vão fechar nesse ato. Dê-se um intervalo para o cafezinho e reflita sobre o seu script. E se quiser reescrever, seja generoso consigo mesmo. E com o mundo.

Feliz 2014    

Fotos: Pinterest

* Tirado um livro que estou lendo:Desenvolvimento Sustentável e Gestão Ambiental nas cidades Estratégias a partir de Porto Alegre/ UFRGS Editora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias para adiantar o Natal

Quando tinha uns dez anos (faz tempo...) fiz um trabalho escolar de arte e propaganda. Minha ideia foi um Papai Noel adiantado, que vinha pela metade do ano para aproveitar um xis produto que não lembro qual era. Meu pai, como todo pai babão, super me elogiou e nunca esqueci por isso. Nem lembro a nota que tirei na escola. Naquela época, década de 60, o Natal começava em dezembro. Meados de dezembro. Quando eu iria imaginar que estava sendo profética e que talvez, daqui uns tempos, o Natal nem passe. Emende com outras festas. Agora já convive o tal de ralouin que é em outubro.



Natal me lembra luz. Um paradoxo entre verão, calor e imagens de muita neve e comidas quentes. Me lembra canela, bolachinhas alemãs que minha mãe fazia e que eu podia cortar as massinhas e ajudar a confeitar. Árvore sendo montada e presépio

Separei dez ideias que achei bem bacanas de enfeites e árvores que podem ser montadas de forma simples e bem criativa.


1- Do blog da Renata Tomagnini achei estas charmosas dob…

Robôs no lugar de operários na construção civil. Não é futuro

Ao ler uma reportagem sobre os canteiros de obras sem operários e sobre as inovações na execução na construção civil, não posso deixar de lembrar da célebre foto de Charles C. Ebbets de 1932. Operários comendo tranquilamente sobre uma viga no 69º andar das obras do GE Building, em Nova York. Montagem (o que parece não ser) ou verdade, a imagem nos dá calafrios ao imaginar construções sem o mínimo aparato de segurança. 

Pensar que, menos de cem anos depois desta foto, estaremos debatendo não apenas construções mais gigantescas que as do início do século XX, mas a utilização de aparatos de robotização em projetos e execução que saem cada vez mais do campo da ficção para a realidade.

Contar com drones nos canteiros de obras, conectados à tablets ou smartphones, não apenas facilita como agiliza os serviços que antes contavam apenas com trabalho humano braçal. E muitas vezes com a sorte já que se localizam em locais mais inacessíveis ao olhar.
Segundo o artigo citado no primeiro parágrafo, &q…

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.


Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.
Tamanho Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
CoresNão exis…