Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

Arquitetura efêmera vira escola em favela na Africa

Lembram de um escritório no meio do mato que correu os blogs de arquitetura (e outros) uns anos atrás? Era um projeto do escritório espanhol SelgasCano e olhem que bacana a destinação de um pavilhão projetado por eles. A arquitetura que seria efêmera, feita para não durar, vai virar uma escola na Africa.

Uma decisão do escritório, do Lousiania Museu de Arte Moderna de Copenhague, Secondo Home e Iwan Baanprojetou o Pavilhão Louisiana Hamlet para que fosse desmontado e reconstruído na favela de Kibera, em Nairobi. Esta notícia é de fevereiro de 2016 e achei muito interessante ressaltar a importância de tratar a arquitetura efêmera com um mais de concretude em um mundo de recursos tão esparsos.





Leiam AQUI mais detalhes de como se deu esse intercâmbio de materiais e técnicas quando um grupo de estudantes esteve no Quênia estudando aspectos da cultura, clima e arquitetura africanas.



E AQUI imagens do pavilhão já inserido na comunidade em Nairobi.

Ou seja, não se trata apenas de pegar um projet…

Playground inovador - arquitetando espaços instigantes

Dos desafios de projetar, um deles é o fazer para crianças. E criar um equipamento que seja lúdico, instigante e ajude a desafiar a imaginação é o resultado desta estrutura chamada de Five Fields Play, um projeto colaborativo de Matter Design e FR | SCH, em Lexington, Massachusetts.

Situado em um bairro, o Five Fields, projetado nos anos 50, em que o respeito pela terra e o seu compartilhamento em áreas comuns, tem sido um sucesso desde então, o equipamento segue este conceito, sendo adaptável para crianças e também para adultos.
"Buscamos manter vivo o espírito de inovação comunitária. Five Fields Play Structure é, neste sentido, um monumento à experimentação coletiva. Elogia o espírito exploratório da criança, nutrido por toda uma comunidade." FR SCH Seus espaços intencionalmente, ao mesmo tempo que mostram uma linguagem conhecida, deixa que elas aconteçam de forma inusitada, liberando a descoberta de cada usuário.    
"Elementos arquitetônicos pré-concebidos como portas …

Penda - conectando natureza, cultura e pessoas em uma melhor qualidade de vida

Gosto de pesquisar imagens como inspiração criativa. Em uma dessas jornadas de procura pelo Instagram achei um projeto bastante instigante que compartilhei e fui atrás dos projetistas. E cheguei a um estúdio que une dois modos de criar, uma ponte entre ocidente e oriente, nas propostas de Chris Precht e Dayong Sun, que fundaram o Penda com sedes em Pequim e Viena. E são deles algumas imagens de projetos que veremos a seguir (e que também podem ser vistas na sua página em rede social)

Instalação em bambu - Rising Canes - BEIJING DESIGN WEEK (2015)




"...estamos interessados ​​nas questões de como a vida evoluiu ao longo da história, o que influenciou seu processo até o presente e o que a arquitetura pode aumentar para aumentar a qualidade de vida para o futuro.

O projeto Toronto Tree Power propõem um edifício de 18 andares com estrutura em madeira laminada cruzada e com uma generosa área de verdes fazendo o que o estúdio considera um contraponto à selva urbana em vidro, cimento …

Bedales School Art and Design - conforto e sustentabilidade

Uma escola de Arte e Design erigida em um local de muita beleza natural na Inglaterra e que usa recursos de Arquitetura para manter um espaço com muito conforto e sustentabilidade. É a Bedales, projeto do Estúdio FCBS.

A aparência lembra (de forma intencional) antigas construções agrícolas e as treliças na fachada, além do aspecto simbólico de acolhimento, tem uma função de proteção da insolação, ajudado pelo imenso carvalho que foi não apenas mantido, mas aproveitado para tal. Lembrei de minhas aulas iniciais de projeto, onde se tirava partido da vegetação existente para o conforto térmico dos edifícios. Velhos e bons ensinamentos de professores que levei para a vida. 
A luz natural foi aproveitada no interior em esquadrias zenitais, reduzindo a necessidade de iluminação artificial. Os ambientes internos dos estúdios de arte são cuidadosamente pensados para as atividades da escola, permitindo variadas formas de ensino e interação.


Gostei das formas simples, do uso da madeira de origem s…

Hostel em bambu na China

Na China, com uma população estimada em 1 386 940 548, podemos imaginar que todos os números são descomunais. Imaginem o que é o consumo de cimento com todo o seu impacto ambiental...Dentro dessa ótica, podemos imaginar que o convite para que arquitetos projetassem e construíssem estruturas habitáveis em bambu, um material abundante na região, possa ser recebida com aplausos. A arquiteta Anna Heringer foi um dos 12 profissionais convidados da Bienal Inaugural Bamboo, localizada na região de Longquan, na China. 

Seu projeto de formas poéticas abriga um hostel que tira partido do bambu, sem esconde-lo. Ao contrário. A forma privilegia a fragilidade aparente do material, expondo suas entranhas de forma muito bela. Baseadas na cultura do local, lembram vasos usados em várias utilidades e quando iluminados, lembram lindas luminárias chinesas. 

Um belo resultado que une tecnologia local, economia de material e uma experiência aconchegante aos usuários.  




A arquitetura é uma ferramenta para mel…

Organizar e descartar...mas e o Wunderkammer

Estou em plena semana sabática. E não é nem por escolha pessoal ou férias, mas por circunstâncias da vida. E são nessas horas em que a rotina de muito trabalho fica mais relaxada que a gente olha em volta e se vê com várias alternativas de como gastar o tempo.
Período sabático: O termo vem do vocabulário hebraico e significa repouso. Corresponde ao dia de recolhimento semanal dos judeus. Para se ter uma ideia, referia-se, no Antigo Testamento, ao período em que a terra ficava sem cultivo, depois de um ciclo de fertilidade. FonteGastar o tempo. Eta definição mais sem sentido. Tempo não se gasta, tempo se aproveita. E bem, de preferência. Então, entre as alternativas de como aproveitar meus dias da tal semana sabática estão:

LER - trocentos livros me esperam. Os que comprei recentemente, ou quase, estão quase todos começados, aguardando minha atenção para que a leitura flua até o fim. Mais outros trocentos me esperam dentro do IPad. São romances em geral, aqueles livros para ler nas horas…

Mobiliário urbano que monitora o ar

Uma maneira criativa de usar espaços urbanos e ainda com uma função super importante de monitorar a qualidade do ar. É a proposta do Parked Bench, um parklet londrino que mais parece um micro parque. Projeto de WMB Studio

Uma escultura em meio à cidade, com suas formas modulares em um tom colorido e mesclando vegetação, formam um local de encontro para a população que passa por ali. Seu projeto usa materiais econômicos que podem ser reaproveitados em outras configurações. E que ainda conta com um monitor que colhe dados sobre a qualidade do ar para um aplicativo.

Saiba mais AQUIFotos: Ed Butler






Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterestsnapchat: arqsteinleitao