Pular para o conteúdo principal

Postagens

Pequeno e charmoso apartamento em Moscou

Uma jovem equipe de multidisciplinar que reúne arquitetos, designers, artistas, fotógrafos e filósofos forma a INT2 Architecture, estúdio de Moscou, responsável pelo projeto deste pequeno e charmoso apartamento na mesma cidade.

Os conceitos de seus projetos se situam entre a funcionalidade racional e a magia do irracional, e isso se evidencia na escolha do nome do escritório: a fusão  INTuition + INTellect (Intuição e Intelecto).
O resultado podemos notar neste projeto muito iluminado e onde os espaços e funções se mesclam com naturalidade. Áreas privativas e de uso mais social convivem com a falta de paredes, substituídas por divisórias.
A marcenaria entra um imenso tablado que configura a área de dormitório e home office, servindo também como espaço de armazenamento.
Em frente uma área de estar com móveis contemporâneos, com toques de cores harmoniosas e texturas que trazem modernidade ao espaço. 
A mesa redonda, sempre um coringa, está estrategicamente colocada entre as funções cozinhar…
Postagens recentes

Cortina origami que economiza energia

Se você pudesse usar uma cortina que reflete a luz solar contra as dobras do painel em formato de origami e garantisse privacidade e ao mesmo tempo a economia de energia, não seria fantástico? É a proposta da Solgami, da startup de arquitetura Prevalent
Criada para ser uma solução auxiliar, podendo ser usada mesmo em habitações temporárias, a cortina é formada por painéis com dobraduras como origamis, com impressões de células solares e tintas refletoras e condutoras. A luz solar bate nos painéis e pode ser refletida, iluminando o ambiente e economizando energia.


Fotos: Solgami
Fonte


Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais 

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest

Reportagem ilustrada: registrando a história por desenhos

Quando criança escutei uma antiga piada sobre qual seria a profissão que restaria no céu. Jornalismo era a resposta, e a conclusão lógica é que, satisfeitas todas as necessidades, restaria a imensa vontade de saber o que o pessoal de cada céu andava fazendo. Lógico que eu era pequena antes do aparecimento da internet e das redes sociais. Hoje com o imenso acesso à todo tipo de informação, resta o que ao jornalismo? Separar o joio do trigo, mostrar aquele discernimento e visão que apenas um profissional habilitado sabe buscar. E não apenas por vozes ou palavras, mas muito dos acontecimentos são passado em forma de imagens. Sejam elas por meio fotográficos ou por ilustrações. E são essas últimas, que nos mostram a "história por meio de um imaginário registrado à mão livre", o tema deste livro cheio de informações relevantes chamado: 

Reportagem ilustrada, do desenho ao jornalismo: princípios básicos, técnicas e recursos


Em sete capítulos, que vão desde o histórico das ilustraç…

As cidades devem proteger os direitos humanos

Tempos estranhos os que vivemos, onde a expressão direitos humanos causa espanto em alguns que a adjetivam, como se fosse possível não entender o significado amplo, geral e irrestrito : " Os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação, entre e muitos outros. Todos merecem estes direitos, sem discriminação." (Fonte)Isso significa que são "direitos inerentes a todos. Independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição."
E como grande parte da humanidade vive em comunidades urbanas, torna-se premente que as cidades, e seus gestores, impulsionem e protejam os seus cidadãos (todos eles). Nos locais onde isso não acontece, existem danos que são muito prejudiciais à saúde tanto física como mental, não apenas da população, como das próprias comunidades. 

Foi com essa preocupação que Frédérique Hanotier criou uma plataforma digital para promover…

Ideias de 19 objetos usando rolhas de vinhos

Adoro beber vinhos. Acho uma bebida elegante e para mim não existe época do ano para degustar um bom tinto. Pode estar fazendo 30 graus, que um cálice com um bom tira gosto me faz muito feliz. Tenho também o hábito de guardar as rolhas. (Eu e muita gente...). E fazer o quê com elas, além de guardar em potes? É o que mostro abaixo com uma série de sugestões, das práticas ás bizarras. Ou menos usuais.

1- Expresse seu amor aos vinhos com um clássico coração.

2- Com um pouco de cortes estratégicos, as rolhas montam vasos bem bacanas.
3- Faça a alegria dos passarinhos com casinhas cheias de estilo.
4- Literalmente vista as rolhas! Talvez não seja um traje usual, mas em uma ocasião especial, quem sabe...
5- Descanso para os pratos gostosos que vão acompanhar o vinho.
6- Simpáticos bichinhos para divertir a mesa.
7- Um grande mapa mundi. E se for detalhista, as rolhas podem acompanhar a origem dos vinhos.
8- Imã de geladeira. Com direito a customização para colocar flores e lápis.
9- Quadrinhos onde …

Drones para construir abrigos de emergência

A tecnologia pode ser usada de diversas maneiras. Os drones, por exemplo, podem invadir sua privacidade e também construir abrigos de emergência, como faz a arquiteta francesa Stéphanie Chaltiel com seus drones que pulverizam lama. 
Com vasta experiência com arquitetos renomados como Bernard Tschumi eZaha Hadid, a arquiteta também se dedica ao estudo de materiais e técnicas sustentáveis para habitações, entre elas a construção com a terra.
Habitações de emergência são importantes em ocasiões de desastres, naturais ou não, ou mesmo em épocas de guerras nos tantos campos de refugiados que infelizmente vemos no mundo. Obviamente que são construções precárias que tem a função de resolver temporariamente uma situação limite. O método de construção do abrigo é fazer uma estrutura em madeira e sobre eles montar sacos de feno. Sobre eles os drones pulverizam uma mistura de argila e fibras, em um processo que a torna resistente e feito em alguns minutos.
Uma experiência com materiais facilmente en…

Banco com a forma do bumbum do usuário

Você que passa horas sentado na frente de uma tela, seja trabalhando, seja jogando e fica com os glúteos achatados...os seus problemas tendem a acabar com o desenvolvimento conjunto de uma cadeira ergonômica que pode ser impressa com o formato de sua bunda (ops!)!  


Pensando no imenso público de jogadores de games pelo planeta, a Ikea procurou uma solução que fosse ergonômicamente eficiente e chegou a este protótipo de banco impresso em 3D que é personalizado pela forma de sentar de cada jogador. O usuário tem as suas nádegas digitalizas e com este procedimento são feitas duas almofadas de malha inteiramente adaptadas.  

Funciona assim na teoria: as pessoas vão a uma loja da Ikea, escaneiam suas nádegas, as almofadas são confeccionadas e entregues em duas semanas para serem acopladas ao banquinho.
E aí, já pensaram nas possibilidades infinitas dessa ideia???
Saiba mais AQUI
Nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest