Pular para o conteúdo principal

Postagens

Fotógrafos sobre a fotografia Olhe, pense e tire fotos como os mestres - indicação de livro

Gosto muito de Fotografia. Nunca me dediquei a ponto de dominar técnicas da arte fotográfica, sempre fui daquelas amadoras que gostam de registrar momentos. Em tempos de facilidades de captar imagens e da super exposição que vivemos hoje, o que difere um verdadeiro profissional da fotografia? Nada como tentar saber através das palavras de 50 grandes fotógrafos. É o que encontramos nessa viagem pelas ideias e visões de grandes mestres no livro de Henry Carroll chamado de Fotógrafos sobre a fotografia. 

São páginas muito bem elaboradas mesclando a experiência e os meios de como chegaram aos seus resultados e artes com fotos de sua produção.
É absolutamente fascinante como a visão de cada um vem traduzida em suas fotos. Em cada clique, seja de um instante marcante, seja de um fato aparentemente simplório, o olhar de quem empunha a câmera cristaliza um momento. E o eterniza. 

Lembro dos tempos em que a fotografia era algo mais distante da realidade imediata. Na década de 60, máquinas particu…
Postagens recentes

Projeto conceito de livraria é premiado na China

Um projeto conceito vence o prêmio A+Awards de Architizer, é a bela Livraria Xinglong da empresa MUDA-Architects. Um imenso espaço cuja forma é inspirada como se "um livro caísse do céu" e abrisse as portas do conhecimento aos leitores.



Gosto muito dessa poética oriental de unir forma e função com toda um poética cultural. Localizado em um belíssimo sítio, na baía do lago Xinglong, o edifício se conecta à natureza de maneira muito harmônica. 

Internamente o espaço flui com bastante liberdade e permitem descobertas e viagens, nessa busca que o livro proporciona a quem o percorre.









Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest

Casa da árvore de cristal

Uma casa na árvore é um clássico no imaginário infantil. Imaginem uma casa na árvore em cristal. É um sonho com requintes de elegância e magia que a Chantli Kuaulakoyokan, esse espaço em uma exposição na cidade do México, a Design House, veio a se materializar em um projeto de Broissin Architectsem 2019. O nome escolhido significa casa no topo da árvore em nahuatl, uma língua indígena da região. 

O uso do cristal ao invés da costumeira madeira foi explicadoo pelos arquitetos como uma referência à inocência cristalina da infância e também como uma reflexão sobre a segurança e privacidade, deixando toda a estrutura e interior completamente à vista. 

Este é um dos projetos vencedores do Architizer A+Award 2019








Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest


Palavra de Arquiteto - indicação de livro

Sabe aquele livro que a gente guarda na cabeceira para ler sempre que der vontade? Abre uma página e reflete sobre a mesma? Ou lê de uma vez e pinça as singularidades dos discursos de cada profissional? É o caso do Palavra de Arquiteto, um trabalho de compilação de frases de arquitetos de  Laura S. Dushkes, bibliotecária de um escritório de arquitetura nos EUA.
Duas frases me chamaram a atenção das suas justificativas para fazer este livro:
...queria mostrar como a forma de abordagem e opiniões podem variar radicalmente sobre um mesmo conjunto essencial de questões...

"E a esperança de que cada uma dessas conversas esclareça o que foi importante para os arquitetos ao longo de eras e ao redor do mundo" Um livro que aborda a arquitetura de uma maneira diversa a que estamos, em geral, acostumados a ver. Não em traços, perspectivas, plantas e desenhos. Mas na maneira como cada arquiteto e arquiteta via sua obra, suas opiniões sobre assuntos da profissão e da vida. Mais que uma colet…

Primeira comunidade impressa em 3D do mundo

Não acho que o resultado final tenha sido formalmente interessante ou impactante, mas é uma tentativa válida de usar novas tecnologias para resolver moradia segura, de rápida construção para populações de baixa renda. Projeto da ONG New Story, com a fuseproject para uma comunidade a ser impressa em 3D.

São oferecidas várias soluções de projeto que contam com o envolvimento das populações que irão morar na comunidade. Não apenas as casas, mas vários elementos de mobiliário interno são também impressos em 3D.
A velocidade de impressão, de um dia, é um alto aliado ao uso dessa tecnologia, que funciona com quase zero desperdício. As casas atendem às exigências legais, ambientais, sísmicas e outras necessidades inerentes à cada família.

Mais detalhes AQUI



Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest

11 ideias e Gadgets para tomadas - facilitadores da vida

Talvez uma das coisas mais representativas da era moderna sejam as tomadas. Da maravilha da luz elétrica para todos, algo relativamente recente, meus avós, por exemplo, ainda viviam à base de lamparinas de querosene, à profusão de aparelhos que hoje nos são absurdamente indispensáveis, vivemos em completa dependência da eletricidade. 


"Há máquinas terrivelmente complicadas para as necessidades mais simples. Se quer fumar um charuto aperte um botão. Paletós abotoam-se por eletricidade.  Amor se faz pelo sem-fio.  Não precisa estômago para digestão. " Carlos Drummond de Andrade

Todos sabem a angústia de procurar uma tomada para recarregar um celular em situações de emergência. Poucas pessoas tem rádios à pilha que as salvam em panes elétricas. E reformar antigas residências passa sempre pela reestruturação da rede elétrica para que os aparelhos possam funcionar sem problemas e com toda a segurança.
E aqui uma ressalva: quando fizerem reformas, nunca tratem a questão elétrica como algo…

Pavilhão de vidro reciclado usa princípios da economia circular

Um pavilhão que mostra, na prática a possibilidade da construção dentro de um conceito de economia circular, onde os "resíduos sirvam de insumos para a produção de novos produtos"é a proposta apresentada por um grupo de pesquisa do 
KIT Karlsruhe. O resultado é um pavilhão feito com vidro reciclado, entre outros materiais.

Não apenas os materiais usados na construção do pavilhão já foram usados de outra maneira, como poderão ser reutilizados, reciclados ou levados à biodegradação, após o desmonte do mesmo.
A estrutura, em forma de árvores, foi feita em aço reutilizado de uma usina de carvão alemã desativada. Revestimento de painéis de vidro reciclados são usados nas fachadas e telhado. Os móveis seguem o mesmo principio de usar materiais feitos a partir da reciclagem de resíduos plásticos e do lixo doméstico, sendo alguns impressos em 3D. Os pisos seguem também essa ideia. O pavilhão é uma amostra de como se pode fazer uso desses recursos e torna-los mais correntes na indústria…