Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Bumbódromo, bumbando em azul e vermelho

Parintins é uma cidade do Amazonas, ali pertinho do Pará. Se tornou conhecida no Brasil e no mundo pelo seu festival folclórico. Quase todos nós já vimos aquelas imagens dos Bois azul e vermelho fazendo uma festa linda e disputando um prêmio de melhor Boi Bumbá. 

Fui atrás do local onde se realiza essa disputa, o Bumbódromo e achei poucas imagens. Uma delas é a que está aí abaixo e mostra como ele ficará após a sua ampliação. Guardadas as proporções o Bumbódromo é uma mistura de Sambódromo com estádio de futebol (ou arena como são chamadas modernamente).  O Bumbódromo vai ser modernizado, contando com melhorias na sua infra estrutura, e ampliado, passando de 12 para 17,4 mil lugares, com camarotes vips, banheiros reformados e atenderá requisitos de acessibilidade com elevadores, rampas, sanitários e camarotes acessíveis.
Contará ainda com sinalização em Braile e locais onde se pode ter descrição em libras e audiodescrição para grupos, existente apenas em poucos locais de espetáculos no p…

Branco, cansadamente branco

Desculpem, hoje o assunto não e arquitetura. Nao apenas arquitetura.
Hoje é daqueles dias de branco


Nao sei o que postar, não sei sobre o que falar. Repetir apenas mais uma matéria das que saem em outros blogs tantos por ai, quero não. Queria mesmo nada fazer. Apenas sair e meditar. Ou me deixar ficar em um spa ou pousada desses que ficam em locais paradisíacos. E já que o assunto da semana são os campos de cima da serra gaucha, ai vão imagens da Pousada do Engenho. Mas nem é dela que vou falar, o link esta ali debaixo das fotos, podem pesquisar a vontade e passear pelas suas paragens e cabanas que, dizem ser muito belas.

Meu assunto é mesmo a falta que faz um belo descanso. O ter um tempo só seu. Sem preocupações, sem trabalho, só de ficar de papo pro ar.  
Um cansaço de existir, De ser. Só de ser. O ser triste brilhar ou sorrir... Fernando Pessoa

Em tempo, essa daqui de cima não fica aqui no RS não, essa fica na Austrália. Então faz de conta que viajei, faz de conta que fui por ai, sem rum…

São Chico, uma cidade na serra gaúcha

Mudei minha opinião sobre São Francisco de Paula e venho aqui dizer isso porque por muitos anos eu fiz a maior propaganda contra essa cidadezinha da serra gaúcha. Tive uma má impressão uma dezena de anos atrás e por sorte consegui desfazer. 
Estilos diversos mostram a sua colonização: portugueses, italianos e alemães se revelam no estilo de suas residências. Além de suas casas de madeira em plena zona central, nem todas (infelizmente) bem conservadas, a cidade é bem cuidada, tem equipamentos urbanos como bancos e uma grata surpresa, preocupação com acessibilidade, como esse espaço abaixo, com rampa e sinalizador virtual para cegos e/ou pessoas com baixa visão.
Nessa galeteria almoçamos. É um belo exemplo das casas locais. E abaixo um equipamento bem usado nos dias frios de inverno. Uma salamandra. Quase todas as casas tem chaminés, sejam de lareiras, sejam de fogões a lenha, fundamentais no convívio familiar. As pessoas se reúnem nas cozinhas, que são grandes e quase sempre tem amplas j…

Horta doméstica com PVC

Coisa mais gostosa é comer um belo legume colhido na hora. E ao ver esse vídeo que o colega e colaborador Oscar Müller me mandou sobre a horta em um telhado que um dentista chinês mantém em sua casa, fiquei encantada. E colhi alguns exemplos de hortas sobre espaços urbanos, em especial sobre telhados.












E então ? Se inspirou ? Então mãos a obra que a saúde agradece e qualquer espaço pode ser aproveitado. 
Leia mais sobre como fazer uma horta em casa, usando garrafas pet AQUI 

Terra Pura do Padmasambava

Sonhos.

A vida, a beleza e as artes nascem de sonhos. Um lama tibetano veio ao Brasil, criou um centro budista em Três Coroas, RS. E antes de desencarnar aqui, Sua Eminência Chagdud Tulku Rinpoche teve mais um sonho. Fazer uma réplica do templo Terra Pura de Zangdog Palri (Gloriosa Montanha Cor de Cobre). Surgiu assim o Terra Pura de Padmasambava

Estava lendo no site e gostei particularmente do trecho que diz que a meditação, a oração, os mantras e a construção de locais inspiradores são as maneiras de se alcançar a conexão com a nossa natureza essencial.
Imaginem reproduzir técnicas e formas bem diferenciadas das que conhecemos aqui no Brasil. Uma equipe hibrida de mão de obra, começando por uma arquiteta brasileira (Beatriz Meyer), a construtora (Kunst) é gaúcha, de uma cidade ali perto. Artesãos e artistas locais e estrangeiros completaram a obra. Vejam AQUI fotos da construção e nesse vídeo depoimentos e imagens sobre a construção do templo.

A paisagem é paradisíaca. E realmente…

Miragem em São Chico - uma senhora livraria

São Francisco de Paula, ou São Chico como é carinhosamente chamada pelos habitantes, é uma pequena cidade dos campos de cima da Serra gaúcha. Tem cerca de 20.000 habitantes e fica perto das famosas Gramado e Canela. Pois nessa cidadezinha pacata, existe uma senhora livraria, a Miragem. 
E parece mesmo uma miragem na paisagem de casas antigas, umas em estilo português, outras em alemão, naquela mescla de colonização que formou o Rio Grande do Sul. Um prédio de esquina, misto de tijolo a vista com reboco e madeira, já na entrada nos recebe com majestade. Usa do bom artificio de valorizar a esquina, que a maioria dos prédios antigos usava e que os novos nem tanto, nem bem sei muito bem por quê. Acessos por escada e rampa levam a uma porta maravilhosa e que já nos instiga a curiosidade.
Mas é dentro que os nossos olhos se maravilham !
Objetos antigos, vários e vários relógios  se misturam às charmosas prateleiras expositoras dos livros, feitas em madeira de demolição, que dão um ar de casa d…

Simetria com sutileza

Grandes projetos tem usado de leis da simetria ao longo da história da Arquitetura. Normalmente associamos simetria ao rebatimento de formas, mas nem sempre isso é necessário. A harmonia das semelhanças também pode nos remeter à simetria. 
Quando estava na faculdade havia uma onda de simetria ortodoxa, me lembro de ter ouvido que um arquiteto tinha criado um nicho para fora de sua casa (no lugar de um eletrodoméstico) para que o interior fosse simétrico na cozinha...Achei o maior exagero, mas critérios são inerentes ao autor do projeto, ou seja, cada um sabe a dor e a delícia de projetar como quer....


Tenho mais inclinação por uma harmonia que exprima sutileza. E por isso o vídeo abaixo também me fascinou porque mostra facetas simétricas da vida que, muitas vezes, passam desapercebidas ao olhar comum.


Symmetry from Everynone on Vimeo.

Sorria , a vida é frágil

Hoje um toque de nostalgia...


Estive no hospital, fazendo uma consulta de emergência, nada grave. Mas vi uma cena que me tocou. Uma senhora de 8o anos ia ser internada para um tratamento por uns dias do rim que lhe sobrou. O outro foi retirado há mais de 30 anos. E a enfermeira fazia o costumeiro interrogatório, quando a senhora começou a chorar ao falar da morte do marido, um ano atrás. E disse que a saudade doía dentro dela. E eu senti a sua dor, não digo que igual a dela, mas a dor da perda, da saudade, do como a vida é frágil e rápida. E ao ver o vídeo abaixo não tinha como não compartilhar aqui.


Não no sentido de saudade sofrida, mas de alerta ao não desperdício de momentos. Como um brinde à Vida verdadeira que corre tanto dentro de nós.


Então sorria. Mas sorria lá de dentro. E vá em frente.  
Smile from Misko Iho on Vimeo.

Resgatando memórias da cidade- Gasômetro

Essa semana estava conversando com um jornalista sobre a arquitetura do bairro onde tenho meu escritório e me dei conta que o meu olhar curioso sobre a cidade está meio adormecido. Passo todos os dias por prédios que acho interessantes, mas acabo por vê-los pela luz do cotidiano e me perco daquele antigo costume que tinha de sair fotografando a cidade. E eis que nessa busca pela memória, ao abrir um livro sobre a Arquitetura de Porto Alegre, achei essa foto tirada nos anos 70 da Usina do Gasômetro, um dos prédios mais significativos de Porto Alegre.


Naquela época a demolição do prédio já tinha sido abandonada e se pensava na sua recuperação para que se tornasse o que é hoje: um centro cultural vital para a cidade.  
As imagens mais amplas, se não se tivesse uma lente especifica, eram feitas assim, se tiravam várias fotos do mesmo ângulo que eram montadas a mão com durex. Método meio arcaico, mas que funcionava bem para os nossos interesses de estudantes de arquitetura. Na época estava f…