Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

Rede de pesca reciclada vira luminária

Um grande problema a causar poluição nos mares são as redes de nylon. Já falei sobre uma forma de reaproveitamento em forma de objetos em De redes fantasmas a conchas. Agora soube de um novo projeto, dos designers portugueses André Teoman e Ana Rita Pires, chamado RE_DE, que dá um novo uso ao material descartado na forma de luminárias.
O nome do projeto faz um jogo com as palavras rede (que também denomina a web) com o prefixo RE para demarcar uma ação repetida. Reusar, reciclar estão no foco de muitos projetos que se preocupam com o excessivo uso de materiais e o seu correto descarte.

Usando os fios de nylon das redes que coletaram nas praias, os designers as teceram com outros plásticos e formaram dois tipos de luminárias: horizontais e verticais.



Fonte DesignBoom e Material District  Fotos e Video - AT Studio
Nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest

Caixa de espelho é o norte do projeto

Uma reforma de um apartamento antigo, com 65 m2, em Barcelona, onde uma caixa de espelhos, estrategicamente colocada, revela novas paisagens foi o grande mote do projeto Parlament19 de Miel & Studio P10.


Duas janelas foram o ponto inicial do conceito do projeto, onde os arquitetos procuraram levar a luz natural e a bela imagem das árvores da rua para o interior do apartamento, causando o que eles definem como "a surpresa que é a melhor ferramenta para redescobrir o cotidiano"

foto: Jose Hevia & Asier Rua 
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest

Reedição: RINO LEVI - arquitetura e cidade

Sempre conto para vocês que apoio causas que me entusiasmam com aplausos, com postagens nos meus espaços de fala e com verbas financeiras quando é o caso de financiamento coletivo como este que estou compartilhando com vocês sobre a Reedição do livro: RINO LEVI - arquitetura e cidade.

Segue o release que recebi Está aberta a campanha de financiamento coletivo no Catarse para reedição de um dos livros mais solicitados (e queridos) da arquitetura brasileira, editado pela Romano Guerra Editora em 2001: é o monumental "RINO LEVI – arquitetura e cidade", livro esgotado há mais de 10 anos.




O escritório de Rino Levi foi responsável pela construção de diversos edifícios icônicos como o Teatro Cultura Artística, FIESP, Ed. Prudência, Ed. Guarani e Banco Sul-americano, entre outros. Até 2000, como o Estadão escreve na manchete abaixo, não se sabia quantos eram os projetos realizados pelo escritório, mas, graças à pesquisa feita para o livro, agora sabemos!


Finalmente temos a chance de tr…

18 ideias para usar Mapa Mundi na decoração

O fascínio pelos mapas e representações dos caminhos humanos vem de longa data. Imagino os homens mais antigos, desenhando com gravetos na terra, os locais mais importantes e as rotas de sobrevivência.
O primeiro mapa que representasse a Terra de forma mais integral que lembro de ter lido, foi o  feito por um tal de Piri Reis. Na época deveria ter sido um assombro e houve quem o atribuísse à seres de outros planetas naquela onda dos anos 70 em que tudo o que não fosse ocidental, deveria ser de fora da Terra.
De lá para cá, os mapas se tornaram mais precisos e nosso conhecimento real do planeta também. As fronteiras do mundo, seja por viagens, seja por imagens tomou uma forma na nossa cabeça. Essa imagem foi obra de um geógrafo, matemático e cartógrafo, que viveu de 1512 a 1594, chamado Gerardus Mercator. Sua representação do planeta ajudou bastante os navegadores a cruzarem os mares com mais precisão. E é essa a ideia mais comum de mapa mundi que conhecemos até hoje. 

Mas como Mercator e…

Antes e depois - Reforma de um loft de 60 m2 em Barcelona

Vendo as fotos de como era e como ficou o Pujades11, vemos como é interessante essa completa reforma de um apartamento de 60 m2 em Barcelona, realizada pelos escritórios de arquitetura Miel & Studio P10.

De um espaço degradado, passamos a um moderno, cheio de aconchego e com muita versatilidade de usos. Algo muito importante em cidades onde o custo do m2 é considerável.


Através do uso de madeira e detalhes em cores vibrantes, vemos a harmonização entre as áreas sociais e privadas, sendo que a sala de estar pode se transformar em um espaço para hóspedes, tendo direito até a um banheiro curinga, com um hábil e divertido jogo de iluminação.
O espaço privado com o quarto principal é isolado e tranquilo e tem um banheiro que parece um spa com verdes e criativa solução de divisões. 



 ANTES


fotos: Asier Rua Nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest