Pular para o conteúdo principal

18 ideias para usar Mapa Mundi na decoração

 
O fascínio pelos mapas e representações dos caminhos humanos vem de longa data. Imagino os homens mais antigos, desenhando com gravetos na terra, os locais mais importantes e as rotas de sobrevivência.

O primeiro mapa que representasse a Terra de forma mais integral que lembro de ter lido, foi o  feito por um tal de Piri Reis. Na época deveria ter sido um assombro e houve quem o atribuísse à seres de outros planetas naquela onda dos anos 70 em que tudo o que não fosse ocidental, deveria ser de fora da Terra.

Fragmento do mapa-múndi de Piri Reis, hoje no Palácio de Topkapı, em Istambul. (Wikipédia)
 De lá para cá, os mapas se tornaram mais precisos e nosso conhecimento real do planeta também. As fronteiras do mundo, seja por viagens, seja por imagens tomou uma forma na nossa cabeça. Essa imagem foi obra de um geógrafo, matemático e cartógrafo, que viveu de 1512 a 1594, chamado Gerardus Mercator. Sua representação do planeta ajudou bastante os navegadores a cruzarem os mares com mais precisão. E é essa a ideia mais comum de mapa mundi que conhecemos até hoje. 

Mas como Mercator enquadrou a superfície em um modelo plano, gerou desajustes. A Europa parece sempre bem maior do que é, em realidade, por exemplo. Em 1974, um historiador alemão chamado Aldo Peters fez uma nova representação, tentando ser mais fidedigno com a realidade geográfica, como pode ser visto no modelo abaixo. Mas que também gera controvérsias. 

Mapa mundi de Peters

Mais recentemente um arquiteto japonês, Hajime Narukawa, criou uma nova representação baseada na técnica do origami e que diz mostrar com mais  precisão as proporções reais entre os países e continentes. O mapa se chama AutaGraph e pode ser visto abaixo.


 Incrível que estejamos em pleno século XXI e ainda tenhamos dúvidas de como representar com realidade nosso planeta. Se bem que haja pessoas que acreditam que ele seja plano. 

Fiquemos com as representações mais usuais que remetem aos nossos desejos de conhecimento, viagens e novos descobrimentos.
 1- Um ambiente de trabalho, que pode ser em casa ou corporativo, em que o mapa mundi dá o toque de diversidade e dinamismo.  
 2- Ambientes mais tradicionais podem conter um toque mais ousado, mantendo a história dos antigos mapas, mas os usando no forro.
 3- Usando mapas de verdade, aqueles antigos que vinham enrolados ou dobrados. 
 4- Toda a delicadeza dos traços que insinuam formas e que pode ser desenhado sobre a parede lousa.
 5- Uma versão mais realista da delicadeza, usando adesivos.
 6- O estilo industrial fica super interessante com este mapa mundi sobre parede em cinza concreto.
 7- Relembrando ou planejando rotas, contam histórias de vida.
 8- Desconstruído em formas básicas.  
 9- Jogando com a paleta de cores da decoração.
 10- Trabalhado com pregos e cordas, em uma forma bem rústica.
11- Em aço corten ou madeira com iluminação por trás forma quase uma escultura na parede.

 12- Em madeira recortada em forma mais tradicional.
 13- Também em madeira brincando com a ideia de forma e fundo.
 14- Sóbrio e menor em escritório serve como contraponto à madeira dos móveis.
 15- Em alto relevo
17- Em adesivo colorido que remete à forma do planeta (não indicado para terraplanistas...)
18- Na cozinha serve de inspiração para criações gastronômicas de vários locais.


Imagens: Pinterest e Web
Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest