Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2022

Casa de campo de 45 m² - alegre e ensolarada

Imagem
Domingo lembra passeio no campo, lembra sol, lembra descompromisso, lembra até mostrar casa de campo com cara de que a gente mesmo fez (Do it your self, se ficar mais cool). Misturar inglês, mesmo que macarrônico, faz tudo parecer mais chic, não é mesmo??? Brincadeiras a parte, eu adorei esse ar de casa casual, essa coisa meia tropical no meio da Suécia. Ia gostar de ter essa casinha de madeira. Vocês não?     Descobri Garimpando Blogs, nesse caso o Case e Interni.

Cor, Espaço e Estilo - dica de livro com cupom de desconto

Imagem
Arquitetar espaços, sejam internos sejam externos, faz parte do meu afazer diário. Embora não tenha tido uma formação específica para ser o que se chama de Designer de Interiores durante a minha graduação, sempre projetei pensando no macro e no micro, no espaço que conforma e no que se forma dos detalhes e das necessidades de quem ali vai viver. Nunca me ative somente ao que aprendi na faculdade, sempre fui atrás de mais conhecimento e aprendi através da leitura e pratica. Agora me peguei imaginando que facilidade seria ter um livro como este, Cor, Espaço e Estilo em minhas mãos desde sempre!  Este livro maravilhoso está em pré-venda na Editora Olhares e consegui um cupom de desconto (20%) para vocês! Confiram lá no final da matéria  Ele reúne em um volume um cabedal de conhecimentos direcionados à prática do desenho de interiores de uma maneira conjunta e fácil de pesquisar. Adorei! Desses de ter ao lado da gente sempre na hora de projetar. E fácil de carregar junto para qualque

Minha mãe e as cozinhas de minha infância

Imagem
As lembranças que tenho de minha mãe tem muita ligação com a cozinha. Nossas cozinhas da infância. Algumas maiores, outras nem tanto. Todas muito práticas e com uma imensa mesa onde minha mãe fazia especialmente os biscoitos alemães. Lembro deles porque ela deixava que eu ajudasse com as forminhas e com a colocação de confeitos sobre. Deixar que a gente miúda ajudasse era um acontecimento especial na minha mãe virginiana. Prática, ordeira e rápida, ela não costumava nos dar muito espaço para criações culinárias.    Fazia sua comida sem alardes, lembro que quando terminava de cozinhar, a cozinha estava limpa. Ela tomava um banho, se perfumava e esperava meu pai chegar para comer o arroz enformado, o bife passado na manteiga e as batatinhas fritas. Por cima, aproveitando a frigideira, as cebolas feitas na hora, sempre com um toque de açúcar. Quando era pequena, morávamos em casas. Sempre tinha uma horta onde ela plantava verduras, legumes, moranguinhos e amor perfeito. Tá, acho que o amo