MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Arquitetura, espaço e estímulo


Arquitetar é mais do que empilhar tijolos e/ou calcular índices construtivos.
 
É mais que planejar cidades, ambientes, praças, quartos, edifícios.

Para mim é inconcebível traçar paredes sem pensar nas pessoas, no mobiliário, na luz, na construção, no entorno.

Somos seres orientados pelos sentidos. Nossas emoções, nossas melhores lembranças, nossa memória é feita de sons, de cores, de texturas, de gostos. Porque com nossos espaços seria diferente? Acaso moramos em vitrines? Em páginas de mostras de decoração? Ou moramos, trabalhamos, vivemos em locais que nos propiciem sentir mais?

Por isso ler Espaço & Estimulo é uma refrescante imersão nesse afazer arquitetônico cheio de estímulos. Eles nos mostram como os espaços interagem conosco, como podem ser terapêuticos, como podem influenciar em nosso humor e no nosso bem viver.

Deve então o arquiteto ser um pouco polivalente e se imiscuir em outras áreas? Obvio que não, deve é estar aberto para interagir com outros profissionais para que o cliente seja bem atendido em suas necessidades reais e intangíveis, não apenas nas que ele expressa em palavras, mas que ficam expressas nas entrelinhas.

Recomendo a leitura desse delicioso texto em que o Arquiteto Oscar Muller nos expõe com clareza e sensibilidade como podemos – e devemos – pensar, usar e fazer a Arquitetura inteira e verdadeira, voltada para o ser humano.


Agora a boa nova é que você pode ler na íntegra aqui no ARQUITETANDO IDEIAS! Clique AQUI


Sobre o autor:

Oscar Muller : arquiteto e urbanista. Mais que prêmio do IAB, mais que experiência profissional, que é vastíssima, mais que sua atuação como agregador da classe, principalmente em meios virtuais (é moderador de um dos maiores grupos de discussão em Arquitetura no pais), é uma pessoa incrível cuja atuação com o arquiteto é melhor descrita pelas suas palavras (com as quais eu concordo em tudo):

"Porém a maior alegria que, como arquiteto já experienciei, é a felicidade que sentimos quando um cliente vê traduzido no projeto tudo aquilo que ele gostaria, mesmo ítens que havia esquecido ou aspectos que não acreditava haver conseguido explicar. Depois, quando o cliente percorre o espaço e percebe o que sente, ou o que aquele ambiente promove, se dando conta que aquilo não poderia mesmo ser colocado em palavras ou imagens, é pura magia a sensação de saber o trabalho bem feito, emoção que nenhum prêmio ou reconhecimento público pode superar..."

Comentários

  1. Grato por suas mais que generosas palavras, Elenara!

    Elas me fazem parecer muito melhor do que sou, a imagem que você passa foi "fotoshopada" pelo filtro do seu coração, e aquece o meu, principalmente pela origem do elogio...

    Obrigado novamente,

    Oscar Müller

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros