8 de set de 2009

Cotidiano




Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.
Clarice Lispector

O dia a dia da gente como a gente, comum, os não-poetas, é cheio de coisas tão prosaicas...
Acordar, suspirar, engolir o café e as notícias .
Escolher a fantasia do dia, suspirar.
Ida, corrida.
Bons dias de praxe.
Reunião. Sorrisos, olhares, discursos. Suspiros. Puteada, mijada. Comprimidos, água mineral. Cafezinho e reunião.
Telefones, clientes, computador.
Administração do tempo, das pessoas, dos funcionários, da família, do coração.
Telefonema.
Suspiro, coração batendo.
Almoço. Olhares, coisas não ditas, coisas ditas. Suspiro.
Tardes roubadas da vida. Gemidos, palavras trocadas, abraços. Beijos. Vida. 
Despedida. Suspiros.
Boas tardes. Telefonemas, assinaturas, decisões, tudo urgente.
Puteadas. Suspiro.
Conversas de fim de dia.
Despedidas. Volta.
Pensamentos no amanhã
No hoje.
No ontem.
Estratégias. Boas noites.
TV. Notícias. Futebol, talvez o Jô.
Conversas.
Boas noites.
Banheiro.
Cama. 
Suspiro.
Cotidiano...