Pular para o conteúdo principal

Edificios que geram energia

Enquanto a energia era considerada farta no século passado, os arquitetos puderam se dar ao luxo de deixar de lado alguns preceitos básicos da Arquitetura e projetar prédios com foco em forma, em simbolismo e as questões de conforto eram resolvidas com máquinas. Os tempos mudaram e com eles a preocupação em criar edificações que não apenas interajam com o meio ambiente sem desperdício, mas que também sejam capazes de gerar a sua própria energia. Vejam dois exemplos de estudos que estão sendo feitos nesse sentido.

Nesse primeiro, sendo feito em um prédio público em São Francisco nos EUA, está sendo estudado o uso de uma aleta vertical com turbinas eólicas que aproveitarão os ventos da cidade, famosa pelos pés de vento de suas esquinas. Aliados à painéis solares nas janelas e tetos pretendem os engenheiros Bruce White e Case Van Dam, da Universidade da Califórnia em Davis, que o edifício consiga gerar pelo menos uma parte de seu gasto energético. 
"Conforme você sobe, o vento aumenta. Quando você passa dos 60 metros, você tem ventos em qualquer parte da Terra. Tipicamente, o ambiente urbano não possui ventos com a qualidade exigida pelas fazendas de vento. Mas o componente compensatório é que você elimina o intermediário: você gera energia no edifício, e você utiliza a energia no edifício" 


Interessante proposta que parte de um dado no entorno para potencializá-lo em proveito da edificação. E da comunidade.

 Fonte

O outro exemplo é de uma "pele" que recobriria a edificação e geraria energia. É o Skinenergy que ganhou o "Uma Cidade Perfeita (da VISÃO e da Siemens) em 2012. 
 
A ideia é que essa pele gere energia através do deslocamento do vento, dos fluxos de ar e da chuva. E com custo equivalente ao da instalação de células fotovoltaicas. O grande trunfo dessa proposta é usar o revestimento dos prédios, geralmente inerte, como captador de energia. Veja AQUI como ele funciona. Os usos são múltiplos   e seu grande trunfo é “gerar energia durante 24 horas, 7 dias por semana, independentemente das condições meteorológicas”, podendo ser usado em prédios novos ou reformados. Projeto português ainda dependendo de verbas para construção de protótipo.

Fonte 

Autor

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.


Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.
Tamanho Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
CoresNão exis…

Espaço de marketing diferenciado usando contêiner

Um exemplo de como contêineres usados podem ser reaproveitados é o que vemos nesta proposta de construção modular da agência Work of Substance para a empresa Goodman, onde foram usados quatro módulos que formam seis espaços diferentes. 

Leia também : Conteiner - pense neles como solução


Interessante como conseguiram usar os conteineres de maneira aberta com grandes aberturas que unem o espaço interno com a natureza fora deles. 


Leia também: bar muito legal usando conteiner

Belos espaços de contemplação também são criados no andar superior. Com a vantagem da construção poder ser reutilizada em outros sítios, sem deixar maiores intervenções no local onde estava. 
Nos siga também nas redes sociais

TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest
snapchat: arqsteinleitao

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…