MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Sistemas estruturais (na Arquitetura)

Existe um mito de que os arquitetos focam nas formas e na estética e que deixam a parte estrutural para os engenheiros. Ledo engano. Aí do arquiteto que não entender como funcionam os sistemas estruturais e como podem ser aplicados para que o seu conceito de projeto se torne realidade.

"Bonito, mas como pára em pé?" As palavras de um de meus mestres na graduação calaram fundo na minha alma de projetista. Forma e estrutura formavam um elo que se auto sustentava.

E um dos meus auxiliares na época foi um livro ainda em espanhol chamado Sistemas de Estructuras. Naquela época era dificil achar bibliografia de peso traduzida e acessível para os estudantes brasileiros.

Pois não é que o livro em que estudei foi relançado e com acréscimos que contemplam as inovações tecnológicas da área? Chama-se Sistemas Estruturais de Heino Engel.


"...Um prédio é tanto um objeto com utilidade, matéria e estrutura e uma metáfora existencial espaço-temporal. Quando estamos sentindo uma obra de arte, nossa consciência fica suspensa entre essas duas realidades e a tensão entre elas carrega a obra com um poder hipnótico." Juhani Pallasmaa - Essências
O grande diferencial daquele livro em que estudei na década de 70 era o enfoque da criação arquitetônica na apresentação dos sistemas estruturais. Nesta edição, renovada, este diferencial se torna ainda mais evidente. Uma edição bilíngue, espanhol- português, ricamente ilustrada e com uma sequência de ordenamento lógico que leva à compreensão de como funcionam as estruturas e o melhor uso criativo que se pode fazer delas.
"Rigorosamente organizado e articulado, o livro apresenta os diferentes sistemas de estruturas mediante séries de desenhos e pequenas descrições que permitem compreender de forma rápida e intuitiva como funciona cada estrutura, os esforços aos quais é submetida e qual é sua relação com a forma arquitetônica". Ralph Rapson
A magia (e maestria) da pesquisa e da experimentação ao criar exige do arquiteto um domínio das possibilidades estruturais para que possa extrair delas suas criações. E assim como o interior dos espaços já nasce na concepção, o arcabouço estrutural faz parte inequívoca do projeto arquitetônico e o profissional deve deter o domínio de seu como funcionam até para que possa debater com o calculista o seu detalhamento e concretização.

Por isso, e por ter usado este livro na minha formação, o considero um poderoso auxiliar tanto do estudante nas suas inquietações e procuras, do professor pela reunião de elementos para pesquisas e para o profissional atuante na área para novos desafios.  


Saiba mais aqui: Sistemas estruturais 
Heino Engel - Editorial Gustavo Gili

Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais 

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest snapchat: arqsteinleitao



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros