15 de mai de 2018

Sistemas estruturais (na Arquitetura)

Existe um mito de que os arquitetos focam nas formas e na estética e que deixam a parte estrutural para os engenheiros. Ledo engano. Aí do arquiteto que não entender como funcionam os sistemas estruturais e como podem ser aplicados para que o seu conceito de projeto se torne realidade.

"Bonito, mas como pára em pé?" As palavras de um de meus mestres na graduação calaram fundo na minha alma de projetista. Forma e estrutura formavam um elo que se auto sustentava.

E um dos meus auxiliares na época foi um livro ainda em espanhol chamado Sistemas de Estructuras. Naquela época era dificil achar bibliografia de peso traduzida e acessível para os estudantes brasileiros.

Pois não é que o livro em que estudei foi relançado e com acréscimos que contemplam as inovações tecnológicas da área? Chama-se Sistemas Estruturais de Heino Engel.


"...Um prédio é tanto um objeto com utilidade, matéria e estrutura e uma metáfora existencial espaço-temporal. Quando estamos sentindo uma obra de arte, nossa consciência fica suspensa entre essas duas realidades e a tensão entre elas carrega a obra com um poder hipnótico." Juhani Pallasmaa - Essências
O grande diferencial daquele livro em que estudei na década de 70 era o enfoque da criação arquitetônica na apresentação dos sistemas estruturais. Nesta edição, renovada, este diferencial se torna ainda mais evidente. Uma edição bilíngue, espanhol- português, ricamente ilustrada e com uma sequência de ordenamento lógico que leva à compreensão de como funcionam as estruturas e o melhor uso criativo que se pode fazer delas.
"Rigorosamente organizado e articulado, o livro apresenta os diferentes sistemas de estruturas mediante séries de desenhos e pequenas descrições que permitem compreender de forma rápida e intuitiva como funciona cada estrutura, os esforços aos quais é submetida e qual é sua relação com a forma arquitetônica". Ralph Rapson
A magia (e maestria) da pesquisa e da experimentação ao criar exige do arquiteto um domínio das possibilidades estruturais para que possa extrair delas suas criações. E assim como o interior dos espaços já nasce na concepção, o arcabouço estrutural faz parte inequívoca do projeto arquitetônico e o profissional deve deter o domínio de seu como funcionam até para que possa debater com o calculista o seu detalhamento e concretização.

Por isso, e por ter usado este livro na minha formação, o considero um poderoso auxiliar tanto do estudante nas suas inquietações e procuras, do professor pela reunião de elementos para pesquisas e para o profissional atuante na área para novos desafios.  


Saiba mais aqui: Sistemas estruturais 
Heino Engel - Editorial Gustavo Gili

Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais 

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest snapchat: arqsteinleitao