11 de mai de 2018

Mães que descobrem e ajudam a vocação dos filhos arquitetos

Sou arquiteta também graças à minha mãe. Foi ela quem, me vendo desenhar, sugeriu que Arquitetura era mais profissão de mulher que Engenharia Civil. Olhando hoje parece uma opinião machista. E é. Mas entendo o mundo onde vivíamos e conhecendo o potencial criativo de sua filha, creio que ela acertou em cheio!

Como aliás o fazem todas as mães. Em geral. Podem ser possessivas, super protetoras, me meterem em nossas vidas, mas tem um conhecimento inato de quem somos e de nosso potencial. Muitas vezes bem mais que nós mesmos. 


A imagem acima vem de um texto bem interessante sobre como as mamães podem desenvolver talento para arquitetura que vislumbra em seus filhos. Desde usar blocos de construção como brinquedos (lembrei dos brinquedos de infância - o pequeno engenheiro - ops talvez aí a engenharia civil tenha me namorado como ideia) até muni-los com papéis e lápis de cor. Leia também 8 brinquedos para despertar mentes criativas e Arckit - brinquedo para montar casas.

Mais velhos, podem ter acesso à noção de escalas e à leituras que estimulem o conhecimento de estilos, casas e espaços. Sugestões: Pela Casa se conhece o dono e Casa Cadabra.



As mães não apenas torcem, elas participam. Olham seus rabiscos iniciais e acham maravilhoso. Também olham com um desdem amistoso para suas criações mirabolantes com aquele sorriso que antevê um futuro gênio. Algum dia.

Ligam para os escritórios perguntando por vagas para seus filhos e filhas (recebi vários telefonemas, emails e pedidos de estágios de mamães e avós). Acho até que seriam capazes de xingar um professor mais rigoroso.

Também são críticas. Muito. Mas sempre parceiras. E quase sempre são nossas primeiras clientes, aceitando ser cobaias dos inexperientes projetistas.

E ainda exibem com orgulho a obra dos rebentos!

Mais tarde eu cheguei à conclusão, que se você quer saber se uma casa é realmente boa, você a mostra para sua mãe. Porque ela vai ver além de seus conceitos fartsy(1), além dos modelos manchados de sangue que você labutou por noites em fim, além do papel cheio de lágrimas.... Ela vai ver como o mundo vê. Ela provavelmente vai se envolver, enquanto você já se mudou para o próximo projeto..... (Ouça sua mãe na hora de projetar )


Assim, todo nosso aplauso para nossas grandes incentivadoras: nossas mães!  

Leia também: 

Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais 

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest snapchat: arqsteinleitao