Estúdio com 30m2 tem construção econômica e resultado belo

Imagem
O  BAAQ  é um escritório de arquitetura mexicano que desenvolveu este projeto para um estúdio de descanso, o Chiapas Studio. Os requisitos eram economia na construção e manutenção. O resultado ficou muito interessante.  Com cerca de 30 m2 a construção aproveita a ventilação natural e como a região tem verões quentes, aproveitam a grande cobertura em bambu para criar uma varanda coberta para ser usada nos dias quentes. Para os dias frios, a parte inferior, com paredes de painéis de cimento e poliestireno de alta densidade, abriga como sala de estar.

Capela da Floresta para encerrar (e encarar) a dor da perda

A morte e toda tristeza que ela encerra. As cerimônias de despedida e o sentir dos que ficam. Como lidar com esses momentos e esses sentimentos na hora de projetar espaços para a Arquitetura da Morte? Ou que lidem com esse momento? 

Antes de ser abrigo, a Arquitetura se caracterizou como um "símbolo de crenças comunitárias" (1), mormente o respeito aos mortos. Uma das características que nos diferem dos animais. Pranteamos quem parte antes de nós. E mesmo os que não creem em forças superiores, deuses ou explicações mais etéreas, também se quedam perplexos ante a finitude.
Como tratar então esses espaços onde se possa estar com a dor, a tristeza, o recolhimento consigo que a perda traça em cada um de nós? No cemitério Sayama Lakeside, encontra-se a Capela da Floresta, projeto do estúdio NAP Architects de Hiroshi Nakamura. A imagem que me chamou mais a atenção mostra suas entranhas, a estrutura em madeira laminada que, segundo os projetistas, lembra o gesto da oração, das mãos que se unem como que fechando um centro de energia para embalar nossa dor interna.
Segundo o arquiteto, a natureza em redor norteou seu projeto, fazendo com que as árvores da floresta abraçassem a Capela, como que num acolhimento do que vem a mundo e a ele retorna, fechado o ciclo de vida humana.  

Sua arquitetura procurou causar a "menor perturbação possível" na natureza. e se inspirou no estilo Gassho:

Gassho é um tradicional estilo arquitetônico japonês. Por um lado significa o encontro de duas vigas umas contra as outras. Mas também significa a forma das mãos em oração.  

A estrutura de madeira foi coberta com azulejos de alumínio com seis tamanhos diferentes artesanalmente colocados.  

(1) Entender a Arquitetura - Roth, Leland - Cap. 09

Fonte
Fotos: © Hiroshi Nakamura & NAP.

Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

snapchat: arqsteinleitao 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros