MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Mercado multiúso e sustentável na Holanda - concurso

Um mercado municipal sustentável em uma cidade holandesa é a proposta do projeto Uploading City do escritório Delacourt & Van Beek arquitetos.

Com essa proposta eles participam de um concurso que visa ocupar uma área estratégica da cidade de Groningen. Uma área que se encontra entre variadas ocupações como antigas fábricas desocupadas, áreas degradadas e canais de antigas fazendas. Mas ao mesmo tempo uma área central e que pode servir de conexão para vários pontos da cidade. A localização foi usada como trunfo do projeto propiciando novas conexões, principalmente entre a área residencial do norte e um parque ao sul.





O grande gol do projeto é a imensa cobertura do mercado que, além de remeter à atividade industrial da cidade, usar materiais reciclados, é uma imensa receptora de energia solar. Energia que pode reabastecer e permitir que o espaço possa ser usado em variadas ocupações (
habitação, casa de barcos, um centro de fitness, uma sala de exposições e um teatro). E que futuramente possa ser ampliado com novos programas de uso.


Além do apelo sustentável do prédio, existe a proposta de reorganização dos espaços de circulação e estacionamento para focar mais no espaço de ciclistas e pedestres, conferindo uma maior qualidade no espaço, já que Groningen se notabiliza por ser a capital mundial ocidental do ciclismo.
 

 
A ideia do concurso era apresentar soluções que fossem adaptáveis às mudanças das cidades. Para tanto foram apresentadas alguns terrenos onde pudessem ser propostas alterações e projetos que fossem sendo modificados em harmonia com as mudanças das cidades. Eu sou muito simpática aos concursos de arquitetura. Sendo bem planejados são uma maneira democrática de achar boas soluções e novos projetistas, fugindo do velho esquema das cartas marcadas.

Aqui os vencedores e AQUI todas as propostas. O projeto acima não foi o vencedor, mas ficou em segundo lugar.     

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros