MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Olhar! Abrir a visão


O olhar do fotógrafo, o que diferencia um clique comum de uma imagem que conta uma história, que congela um momento, que cria poesia em forma emoldurada. Joel Meyerowitz, artista americano, nos leva por uma viagem por várias fotos de fotógrafos famosos, assinalando em cada uma o que representa. Um livro que mostra como cada profissional transforma um momento em uma obra significativa. Este o que nos mostra o livro Olhar, descobrindo a fotografia.

Um dia antes de ler o livro, tinha visto um programa na tv a cabo sobre um concurso de fotos com o parecer dos fotógrafos profissionais. Acompanhar primeiro as decisões de cada participante sobre o mesmo tema e cenário, ver como cada um escolheu como clicar. E depois ver o resultado pelo olhar técnico foi absolutamente fascinante. 

Fotografar é muito mais que apenas apertar um botão. É muito mais que dominar técnicas de luz e maquinários. É o olhar de quem clica que faz a diferença na criação.

Objetos comuns podem ser apenas objetos comuns. Ou podem conter um mundo de experiências a descobrir. O cotidiano que se descortina aos nossos olhos e pode ser visto de muitas maneiras diferentes. Depende da luz, da composição, se conta ou não uma história, se eterniza um momento.

O que você percebe reflete a maneira como o mundo fala com você, e somente com você. Você pode ou não ter a capacidade de mudar o mundo, mas o mundo certamente pode mudar você. Joel Meyerowitz

Sempre gostei de fotografar e sempre admirei quem domina a técnica de como o fazer com maestria. Mas ultimamente tenho me debruçado na fotografia como um exercício de visão diferenciada do mundo, uma extensão do afazer criativo. E conhecer a mente de mestres da fotografia me traz uma enorme percepção de como funcionam os mecanismos de abrir a visão para novos olhares.

Não esquecendo que além dos toques sobre as fotos, a diagramação do livro é um instigante meio de despertar a compreensão sobre o design e a arte, através de uma forma absolutamente encantadora e poética. 


Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros