MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Tecnologia se unindo à cultura - pavilhão japonês na Expo Milano 2015


Harmonia - a mensagem do pavilhão japonês na Expo Milano 2015 procura expressar na sua arquitetura os esforços do país em busca de produção de alimentos com soluções sustentáveis e diversificadas.   

Achei muito bonita a definição da sub-mensagem que expressa :  

"Os valores japonesas de itadakimasu (expressão de gratidão antes de iniciar uma refeição), gochisousama (expressão de gratidão depois de terminar uma refeição), mottainai (não ser um desperdício) e osusowake (um sentido de partilha) irá salvar o mundo ".


A técnica construtiva do pavilhão faz uma releitura das técnica tradicionais japonesas e que são muito resistentes aos sismos frequentes no país. Assim, segundo o site da exposição, o uso da grade de madeira tridimensional inovará unindo a cultura tradicional de construção de estruturas de madeira com a moderna tecnologia que permite uma análise abrangente sobre a aplicação das tensões da compressão. 

Além disso a estrutura de madeira do pavilhão é usada como ferramenta para o conforto ambiental.
Internamente, para mostrar a harmonia entre seres humanos e a natureza, uma instalação belíssima retrata as diferenças de topografia, de alturas e permite aos visitantes a sensação poética de visitar campos de arrozais. Tecnologia se unindo à cultura. Um retrato do Japão. 


HARMONY, Japan Pavilion, Expo Milano 2015 from teamLab on Vimeo.

Fonte  http://www.expo2015.jp/en/about/ 

Veja também : Pavilhões para debater a alimentação e enrgia para a vida
Leia mais sobre Arquitetura Japonesa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros