Pular para o conteúdo principal

Equilíbrio e criatividade também na comida

Já tinha falado para vocês que eu ia participar de uma atividade bem bacana, uma aula com a nutricionista Maria Cecília Corsi. Foi  Um dia saudável com os blogueiros do Viva Positivamente, aprendendo que O sal nosso de cada dia pode sim ser usado de maneira mais equilibrada e usando de temperos para realçar os sabores: Mais sabor, por favor! – alimentação sem sódio
Eu e a Maria Cecília Corsi que, além de super competente, é uma pessoa super querida e entusiasmada pelo seu trabalho. Não cansou de nos dar explicações detalhadas de como preparava os alimentos e de como fazer uma alimentação equilibrada 
O espaço da LivBistrô, grata surpresa com um ambiente super bem decorado, aconchegante e cheio de detalhes lindos

Eu e a amiga Luciana Kotaka 

Os alimentos e tudo o que fazemos na vida dependem dessa relação equilibro e criatividade. O vilão da vez é o sódio, tempero super importante na história da humanidade. Tão importante que está não apenas no saleiro, mas em muitos alimentos que nem imaginamos a quantidade. Sodio nem tudo que parece é

Blogueiros do Viva Positivamente atentos às lições para repassar aos leitores
Maria Cecília nos mostrando como uma mistura de temperos pode ajudar a realçar o sabor dos alimentos e ajuda a diminuir a quantidade de sódio na preparação dos alimentos -Sem sal com temperoMais sabor, por favor!

O evento foi justamente uma aula prática de como saber usar os temperos e utilizar de recursos encontrados em qualquer cozinha para cozinhar com Menos sódio, mais sabor e muitas receitas.

Fomos brindados com uma amostra da gastronomia que se pode praticar em uma dieta saudável e prazerosa. Porque cá entre nós, escolher ser magro e saudável é bom, mas todo exagero é nocivo, não é verdade? Aliás, o bom é que a gente aprenda a curtir o sabor dos alimentos, a fazer combinações que nos agradem e que também fiquem bonitas aos olhos. Dieta não é sacrifício. Eu particularmente não gosto do nome regime. Chamo de reeducação alimentar, o aprender a gostar de comida saudável e que me faça feliz. Comida light e com pouco sol pode ser saborosa? Sim, pode. Afinal uma Alimentacao saudável, divertida e sustentável é tudo o que se quer.

Curiosos para saber o que comemos? Uma amostra nas fotos abaixo

Blini com calda de frutas vermelhas e castanha do pará

Frutas, iogurte grego à moda Cecília Corsi (um dos segredos mais aguardados) e grãos

Filé mignon com crosta de pão e ervas, mousseline de banana da terra e shitake

Risoto integral (dois tipos de arroz, integral e selvagem) de aspargos com lula e cebola caramelada (com coca cola!). Essas cebolas foram um capítulo a parte - eu amei e ainda não fiz, mas me aguardem...Cebolas em rodelas bem finas, mais castanhas na frigideira sem gordura, vai juntando coca cola aos poucos, e segundo a Cecília pode ser diet. Gente....o sabor é maravilhoso... 
Sopa creme de cenoura com rúcula e pão de linhaça

Salada mix de grãos com ricota, abobrinha e molho de aceto reduzido...com...coca cola! Outra grata surpresa, o sabor ficou realmente delicioso. Aliás eu já usei muito anos atrás coca cola para fazer frango no forno. Pedaços de frango temperado, cebolas e batata regados com coca cola que cubra tudo. Forno. Fica muito bom!Mas no molho, com aceto balsâmico, nunca tinha pensado...
E de sobremesa sagu de manga com maracujá, gengibre e raspa de limão siciliano. Em matéria de sagu, gaúcho é exigente, sabem que aqui se come muito sagu da nona desde pequenos. Então, o sagu dietético não é assim uma Brastemp como o resto dos pratos. Não fica tão soltinho como os que gosto, mas dá para encarar numa boa. Diria que os muito fanáticos por doce podem comer e se deliciar. Os doceiros gourmet vão ficar só no desejo, mas também nem tudo é perfeito, né....

Então, o evento Vivapositivamente com menos sódio nos rendeu uma experiência muito interessante. E para quem acha incoerente uma empresa como a Coca Cola promover encontros sobre vida saudável, recomendo a leitura de Viva positivamente um outro lado da coca cola

Blogueiros do Viva Positivamente reunidos para participar do hangout em que a Maria Cecília esclareceu mais dúvidas. E o mais bacana é que o vídeo está logo ali abaixo e você pode ouvir dela mesma muitas das perguntas que foram feitas. 
 

Foi tão bacana que muitos de nós já saímos de lá fazendo em nossas casas ( e usando de nossa criatividade) as receitas que aprendemos por lá. Eu encarei os crespinhos de chocolate e o pão de linhaça. E fizeram o maior sucesso. As receitas estão aí abaixo para quem quiser se arriscar. Mas vou querer saber também como se saíram! E se tiverem algum truque bacana sobre como cozinhar com equilíbrio e criatividade, usando menos sódio, fala prá gente aí nos comentários!
Minhas experiências culinárias com as receitas que aprendi em SP

E aqui um video do nosso encontro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casa Kiah, um santuário sustentável forte e positivo com home office

Uma herança que a pandemia de 2020 nos lega é uma maior consciência com os nossos espaços residenciais. Fomos obrigados a conviver full time em nossas casas, as usando como local de trabalho e não apenas como dormitórios. Isso fez com que o olhar se tornasse muito agudo para as necessidades e as deficiências a corrigir. Não a toa o boom de reformas e mudanças daqueles que podem se dar a este luxo no período após muitos meses isolados. Eu mesma tenho escrito menos no blog e isso é consequência direta de toda a gama de emoções que afloraram neste período onde portas se fecham e janelas se abrem .  Por isso achei interessante como assunto de volta, trazer esta casa australiana que contempla exatamente essa necessidade de focar em espaços de qualidade em uma casa de campo. Um casal, seus três gatos e a vontade de um "santuário forte e positivo" que incluiu, na reforma da residência, um dormitório que fosse mais que um local de dormir e um espaço para trabalhar com conforto e aleg

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de  Foster + Partners  foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia. Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito. Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado.  A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convi

Dicas para economizar na conta da luz

  Não bastasse os sustos do ano, os gastos do fim dele (ufa!) que não são apenas presentes, mas impostos, 13°, etc, etc, vamos ter também bandeira vermelha nas contas de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica já tomou essa decisão, que começa a vigorar no começo de dezembro.  O verão se aproxima com promessas de muito calor, estamos usando muitos aparelhos em casa para manter nossa rotina e trabalho seguindo. Então o que podemos fazer para economizar e não levar (tanto) susto na hora de pagar a conta?    Consciência Em primeiro lugar: consciência. Parece básico, mas não é. Sabe aquele ato automático de abrir a geladeira e ficar pensando no que vai comer? Ou beber? Não faça. Deixar acesas luzes em ambientes onde ninguém está. Apague. Lembro sempre do meu pai que nos incutiu essa cultura do não desperdício desde pequenos. Assimile e passe adiante. Splits e ar condicionado Este será um verão atípico porque muitas vezes teremos que abrir mão de ventilação mecânica em função da pandemi

Banheiros na China: um problema que o governo quer atacar

Acordo de manhã e faço algo quase automático. Vou ao banheiro. Ao dar descarga no vaso e usar a água que sai das torneiras para lavar o rosto e escovar os dentes, não lembro que este é um privilégio que 60% da população mundial não tem. Segundo dados da ONU  cerca de 4,5 bilhões de pessoas não tem o luxo de ter um banheiro em boas condições para usufruto. Foi criado inclusive um Dia Mundial dos Banheiros, em 19 de novembro, para marcar o alerta sobre o tema. Nem sempre lembramos disso. Nossas preocupações com banheiros são mais estéticas e nossos maiores problemas são com um maior ou menor tamanho dessas peças. Nos damos ao requinte de termos vários espaços sanitários em nossas casas. Mas e se não fosse assim? Lembro de minha mãe contando sobre as casinhas de sua infância, os locais que ficavam afastados das casas e onde as pessoas satisfaziam suas necessidades fisiológicas. Em muitos locais do planeta essa ainda é a realidade. Mesmo naquela que todas as previsões apontam como