Pular para o conteúdo principal

Equilíbrio e criatividade também na comida

Já tinha falado para vocês que eu ia participar de uma atividade bem bacana, uma aula com a nutricionista Maria Cecília Corsi. Foi  Um dia saudável com os blogueiros do Viva Positivamente, aprendendo que O sal nosso de cada dia pode sim ser usado de maneira mais equilibrada e usando de temperos para realçar os sabores: Mais sabor, por favor! – alimentação sem sódio
Eu e a Maria Cecília Corsi que, além de super competente, é uma pessoa super querida e entusiasmada pelo seu trabalho. Não cansou de nos dar explicações detalhadas de como preparava os alimentos e de como fazer uma alimentação equilibrada 
O espaço da LivBistrô, grata surpresa com um ambiente super bem decorado, aconchegante e cheio de detalhes lindos

Eu e a amiga Luciana Kotaka 

Os alimentos e tudo o que fazemos na vida dependem dessa relação equilibro e criatividade. O vilão da vez é o sódio, tempero super importante na história da humanidade. Tão importante que está não apenas no saleiro, mas em muitos alimentos que nem imaginamos a quantidade. Sodio nem tudo que parece é

Blogueiros do Viva Positivamente atentos às lições para repassar aos leitores
Maria Cecília nos mostrando como uma mistura de temperos pode ajudar a realçar o sabor dos alimentos e ajuda a diminuir a quantidade de sódio na preparação dos alimentos -Sem sal com temperoMais sabor, por favor!

O evento foi justamente uma aula prática de como saber usar os temperos e utilizar de recursos encontrados em qualquer cozinha para cozinhar com Menos sódio, mais sabor e muitas receitas.

Fomos brindados com uma amostra da gastronomia que se pode praticar em uma dieta saudável e prazerosa. Porque cá entre nós, escolher ser magro e saudável é bom, mas todo exagero é nocivo, não é verdade? Aliás, o bom é que a gente aprenda a curtir o sabor dos alimentos, a fazer combinações que nos agradem e que também fiquem bonitas aos olhos. Dieta não é sacrifício. Eu particularmente não gosto do nome regime. Chamo de reeducação alimentar, o aprender a gostar de comida saudável e que me faça feliz. Comida light e com pouco sol pode ser saborosa? Sim, pode. Afinal uma Alimentacao saudável, divertida e sustentável é tudo o que se quer.

Curiosos para saber o que comemos? Uma amostra nas fotos abaixo

Blini com calda de frutas vermelhas e castanha do pará

Frutas, iogurte grego à moda Cecília Corsi (um dos segredos mais aguardados) e grãos

Filé mignon com crosta de pão e ervas, mousseline de banana da terra e shitake

Risoto integral (dois tipos de arroz, integral e selvagem) de aspargos com lula e cebola caramelada (com coca cola!). Essas cebolas foram um capítulo a parte - eu amei e ainda não fiz, mas me aguardem...Cebolas em rodelas bem finas, mais castanhas na frigideira sem gordura, vai juntando coca cola aos poucos, e segundo a Cecília pode ser diet. Gente....o sabor é maravilhoso... 
Sopa creme de cenoura com rúcula e pão de linhaça

Salada mix de grãos com ricota, abobrinha e molho de aceto reduzido...com...coca cola! Outra grata surpresa, o sabor ficou realmente delicioso. Aliás eu já usei muito anos atrás coca cola para fazer frango no forno. Pedaços de frango temperado, cebolas e batata regados com coca cola que cubra tudo. Forno. Fica muito bom!Mas no molho, com aceto balsâmico, nunca tinha pensado...
E de sobremesa sagu de manga com maracujá, gengibre e raspa de limão siciliano. Em matéria de sagu, gaúcho é exigente, sabem que aqui se come muito sagu da nona desde pequenos. Então, o sagu dietético não é assim uma Brastemp como o resto dos pratos. Não fica tão soltinho como os que gosto, mas dá para encarar numa boa. Diria que os muito fanáticos por doce podem comer e se deliciar. Os doceiros gourmet vão ficar só no desejo, mas também nem tudo é perfeito, né....

Então, o evento Vivapositivamente com menos sódio nos rendeu uma experiência muito interessante. E para quem acha incoerente uma empresa como a Coca Cola promover encontros sobre vida saudável, recomendo a leitura de Viva positivamente um outro lado da coca cola

Blogueiros do Viva Positivamente reunidos para participar do hangout em que a Maria Cecília esclareceu mais dúvidas. E o mais bacana é que o vídeo está logo ali abaixo e você pode ouvir dela mesma muitas das perguntas que foram feitas. 
 

Foi tão bacana que muitos de nós já saímos de lá fazendo em nossas casas ( e usando de nossa criatividade) as receitas que aprendemos por lá. Eu encarei os crespinhos de chocolate e o pão de linhaça. E fizeram o maior sucesso. As receitas estão aí abaixo para quem quiser se arriscar. Mas vou querer saber também como se saíram! E se tiverem algum truque bacana sobre como cozinhar com equilíbrio e criatividade, usando menos sódio, fala prá gente aí nos comentários!
Minhas experiências culinárias com as receitas que aprendi em SP

E aqui um video do nosso encontro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

13 ideias para quem ama gatos

Há pouco passou uma sexta feira. Era 13. Gosto das sextas feiras. Gosto do 13. Gosto dos gatos. Gosto dos gatos pretos, esses que tanto foram perseguidos como companheiros de bruxas.

Gatos são da casa -repetem como mantra os que não conhecem os gatos. Os gatos são deles mesmos. E de quem os conquistar. Ou de quem eles resolverem amar. 

Amor de gato é diferente do amor de cão. E não menos dramático. Gatos não toleram atrasos. Não aceitam menos que a nossa entrega. De preferência sem muito chamego, a não ser na hora que desejam. 

Gatos são hedonistas por natureza. Existem para viver com languidez e serem acariciados. Mimados. Paparicados. Gatos são aristocratas. Mesmo que revirem latas de lixo. 

Desconfiem da humildade felina. Ao primeiro toque de boa vida, se tornam preguiçosamente orgulhosos.   
“Um gato vive um pouco nas poltronas, no cimento ao sol, no telhado sob a lua. Vive também sobre a mesa do escritório, e o salto preciso que ele dá para atingi-la é mais do que impulso para a cultu…

Ideias simples que ajudam muito

Muitas vezes a gente fica pensando em soluções mirabolantes para a casa da gente e esquece de ideias simples que ajudam bastante. Reuni algumas delas aqui

Uma gaveta bem colocada na lavanderia auxilia muito a tarefa de colocar as roupas na máquina.  Procure soluções que forneçam apoio para bacias, para cestos e simplifiquem sua vida nas tarefas de limpeza da casa. Aproveite espaços que ficariam sem uso. Essas práticas gavetas para guardar esponja e sabão são um exemplo.
Outra ideia de aproveitamento de espaço inútil. A área ao lado e na frente das cubas. Vejam que foi usado material impermeável e assim podem ser guardados os utensílios de lavar louça que são molhados. 
Usar porta toalhas em portas ajuda na organização.

Um lugar para cada coisa, cada coisa em seu lugar. Na hora de cozinhar é preciso achar com praticidade tudo o que se precisa. Uma boa solução é fazer um gavetão para esses utensílios e dispô-los em locais práticos e de fácil acesso.  Pratos podem ser colocados para sec…

Coifa, exaustor ou depurador? Saiba qual é a melhor opção para a sua cozinha.

Quem já não passou por isso: Você está cozinhando e quando nota tem fumaça por todo lado, muito calor, além do cheiro da comida se espalhando por outros cômodos da casa. Isso acontece principalmente quando fritamos algum alimento. Para evitar situações como essa, existem depuradores, exaustores e coifas. Mas você sabe o que cada um faz e qual o melhor para o seu tipo de cozinha?

Confira a diferença entre eles e veja o que melhor se adéqua a sua necessidade:

CoifaA coifa tem como função sugar o ar, filtrá-lo e expeli-lo para fora da cozinha por meio de tubos de saída que podem ser instalados no teto, em paredes ou em forros. Ela elimina não somente a gordura e outros odores do ambiente, mas também “renova o ar” da sua cozinha.
Dependendo de onde está localizado o fogão, você pode optar por coifas de parede ou em formato de ilha, que ficam no centro da cozinha. Atualmente, existem coifas para todos os gostos e com designs bem modernos que se adaptam a qualquer tipo de decoração.

Recomenda-…

Círculo da Vida - arquitetura viva

Imagine uma série de construções que sigam o ciclo da natureza de vida, que possam crescer, florescer e fenecer como qualquer organismo vivo. É a ideia por trás da Arquitetura Viva ou botânica construtiva como alguns chamam. Falei sobre este conceito em Arquitetura Orgânica.
E enquanto pesquisa o site dos arquitetos do Obvious Avoid (falei sobre eles na postagem sobre ensinar crianças a pensar como arquitetos) encontrei essa proposta do Círculo da Vida que eles mesmos descrevem como "uma coleção de construções sustentáveis ​​feitas para celebrar a arte, a natureza e a ciência. "
Através de um centro de aprendizado a ser feito em uma floresta mexicana, as pessoas poderiam participar e compreender a natureza em todos os seus processos, tanto de vida como de morte. E onde o local não será apresentando como uma proposta fechada, mas como um processo em crescimento natural.
Os sete passos do ciclo proposto são:
Encontrar e recolher árvores caídasConfeccionar produtos de madeiraUsar p…