MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Parceria - chave do sucesso

Eu sempre costumo dizer que a chave de uma boa obra é a relação harmoniosa entre projetista - cliente - mão de obra e .... fornecedores. Vejam esse estudo que fala sobre isso.
A construção civil é um ambiente todo delicado. O projetista trabalha com sonhos e vende um artigo que vai ser realidade no futuro. A mão de obra é tida e havida como  não qualificada, embora um bom mestre de obras leve muitos anos para se formar. Os fornecedores gastam fortunas em marketing e muitos se esquecem do fundamental: o pós venda. E o cliente sofre o estresse de ter uma expectativa, passar por um período de gastos (muitos gastos) até chegar a receber pelo que pagou.
E por isso para nós profissionais, a formação de parcerias, boas parcerias, é uma das chaves do sucesso. Contar com uma mão de obra que te deixa na mão, seja por abandonar uma obra ou não comparecer na hora marcada, é uma das piores coisas que pode nos acontecer. Não podemos ficar na obra o tempo todo. Damos as ordens e confiamos que sejam realizadas. Fiscalizamos é obvio, mas precisamos contar com a palavra e ética das pessoas com quem trabalhamos. Sejam pedreiros, eletricistas ou lojas de materiais de construção. E aí reside a diferença nos orçamentos. Aquele mestre que parecia caro no inicio, mas que não faz retrabalhos, é assíduo e responsável acaba custando mais barato que o outro, que cobrou tão menos, mas abandonou a obra ao sentir que teria que refazer o que não fez certo.
O marceneiro que cobrou um x a mais talvez seja relembrado uns anos depois quando seus móveis estão ainda perfeitos, ao invés de cheios de defeitos.

Então, na Construção Civil, lembre-se dessa máxima: confiança é uma das chaves do sucesso.

Comentários

  1. Gostei muito de sua informação, estou Linkando sua página já tem uns dois meses, o que eu puder empurrar de tráfego aqui eu farei, você é muito inteligente e gosto de suas matérias e no meu blog deixo uma caminho constante para que outros possam conhecer o seu maravilhoso trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! É um incentivo ler palavras como essas, volte sempre! Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros