Pular para o conteúdo principal

Arte made in China - cópia é elogio ?

Dafen é um pequeno subúrbio de uma cidade no sul da china que carrega a glória de originar em torno de 70% das cópias de obras de arte do mundo. Estudantes de arte chineses, e até ocidentais, vão para ali. Fazer o que ? Basicamente copiar. Sai um Van Gogh ao capricho. Que tal uma Mona Lisa a jato ? Assim falando parece coisa só pejorativa, mais uma dessas quinquilharias made in China. Mas vamos convir que estamos vendo essas pinturas em várias paredes do mundo (e muitas acima de qualquer suspeita...).

Fonte

Fonte
Onde eu fiquei sabendo disso ? No fantástico Almoço do Studio Clio do dia 14 de dezembro de 2011, ministrado pela prof. Rosana Pinheiro Machado. Em um clima super aconchegante e com uma comida maravilhosa fiz uma viagem pelo mundo da Dafen... e suas peculiaridades.
Primeiro ponto a destacar: uma visão mais ampla sobre a questão da cultura chinesa onde o copiar é uma forma de respeito. E aí eu me lembrei de duas coisas que ouvi e me marcaram: 


-dizem que no budismo para se aprofundar é preciso decorar os mantras e os livros sagrados e repeti-los. Ou seja guardar decor e salteado ! Um exercício de paciência e perseverança absolutos. 
- Muitos anos atrás li um livro do Ricardo Semler e ele dizia que, numa viagem a China, os brasileiros se maravilhavam sobre o quanto iam vender naquele mercado e ele, ao ver os guerreiros de terracota que lhes foram mostrados, pensou consigo mesmo: um povo que faz isso, vai aprender conosco e copiar nossos produtos...
Errado ? Talvez para nossos padrões orientais. Hoje. Mas cujo resultado prático é consumido como água em nossos mercados. E talvez até por pessoas que critiquem o modo de produção chinês. Parece que existem até  adaptaçôes do modelo fordista onde cada "artista" é responsável por uma parte da pintura: olhos, narizes, orelhas...assim um quadro pode ser feito por várias mãos qual um carro em nossas montadoras. E a julgar pelo preço que pagamos por muitos deles (os carros) bem poderiam ser chamados de nossas modernas obras de arte...
Mas vale a pergunta: se copia o que não tem valor ? Até que ponto uma cópia pode ser um elogio ? Uma obra copiada pode gerar o mesmo impacto que a original ? Todas essas discussões são interessantes e nos fazem pensar....Hoje não se copia descaradamente frases, ideias, produtos, conceitos ? Vide o que Steve Jobs disse: "Nunca tivemos vergonha de roubar grandes ideias” – Documentário ‘Triumph of the Nerds’, 1996
Fonte
Mas nem só de cópia é feita a produção de Dafen...Muitos artistas locais tentam mostrar seu talento. Seja através de releituras, sejam em obras próprias. Mas estará o mundo preparado para consumir novidades ou produtos originais?  Ou é mais comodo expor nas paredes um Van Gogh falsificado que, em sua época, jamais teria esse sucesso todo...
Vejam ao lado um exemplo dessa releitura da Mona Lisa, feita pelo próprio artista...
Fonte
E aqui para mim uma imagem que ficou emblemática. Para uma exposição internacional Dafen se mostrou com esse imenso painel da Mona Lisa, pintado por vários artistas. Cada telinha leva a assinatura de quem pintou atrás, com os seus sonhos e ideias de pintura e arte...Achei verdadeiramente poético.   

Comentários

  1. É um assunto e tanto.

    Eu convivi com chineses.Eles são ávidos pelas outras culturas.Quando falei pro Ken sobre Tai Chi Chuan ele logo me disse que isso é coisa de velho.Ele queria era saber de Dance, Rave...

    Boa Tarde!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias para adiantar o Natal

Quando tinha uns dez anos (faz tempo...) fiz um trabalho escolar de arte e propaganda. Minha ideia foi um Papai Noel adiantado, que vinha pela metade do ano para aproveitar um xis produto que não lembro qual era. Meu pai, como todo pai babão, super me elogiou e nunca esqueci por isso. Nem lembro a nota que tirei na escola. Naquela época, década de 60, o Natal começava em dezembro. Meados de dezembro. Quando eu iria imaginar que estava sendo profética e que talvez, daqui uns tempos, o Natal nem passe. Emende com outras festas. Agora já convive o tal de ralouin que é em outubro.



Natal me lembra luz. Um paradoxo entre verão, calor e imagens de muita neve e comidas quentes. Me lembra canela, bolachinhas alemãs que minha mãe fazia e que eu podia cortar as massinhas e ajudar a confeitar. Árvore sendo montada e presépio

Separei dez ideias que achei bem bacanas de enfeites e árvores que podem ser montadas de forma simples e bem criativa.


1- Do blog da Renata Tomagnini achei estas charmosas dob…

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Como utilizar cortinas na decoração

Hoje temos postagem de convidados. O Cesar Fernandes da Tibério Construtora
vai nos falar sobre como utilizar cortinas na decoração.


Cortinas são fundamentais para diversos ambientes do seu lar. Além de transmitir uma sensação de amplitude ajudam a controlar a entrada de luz. E ainda dão um up no visual de qualquer ambiente. A decoração com cortinas pode parecer óbvia, mas é uma das formas mais práticas de renovar um ambiente.
Tamanho Para causar uma sensação de amplitude invista nas cortinas que começam pelo menos 15 cm antes da borda da janela e vão até o chão. Na verdade o tamanho vai depender muito do ambiente. Há casos em que pode-se usar todo o vão da parede. A altura que ela fica do piso da sua casa pode ser de sua escolha mas como o objetivo é dar um ar de maior extensão para a parede, recomenda-se que fique junto ao piso. Leve em conta que há tecidos que podem encolher em lavagens. As vezes é melhor fazer um pouco maiores para que não fiquem pequenas na manutenção. 
CoresNão exis…

Robôs no lugar de operários na construção civil. Não é futuro

Ao ler uma reportagem sobre os canteiros de obras sem operários e sobre as inovações na execução na construção civil, não posso deixar de lembrar da célebre foto de Charles C. Ebbets de 1932. Operários comendo tranquilamente sobre uma viga no 69º andar das obras do GE Building, em Nova York. Montagem (o que parece não ser) ou verdade, a imagem nos dá calafrios ao imaginar construções sem o mínimo aparato de segurança. 

Pensar que, menos de cem anos depois desta foto, estaremos debatendo não apenas construções mais gigantescas que as do início do século XX, mas a utilização de aparatos de robotização em projetos e execução que saem cada vez mais do campo da ficção para a realidade.

Contar com drones nos canteiros de obras, conectados à tablets ou smartphones, não apenas facilita como agiliza os serviços que antes contavam apenas com trabalho humano braçal. E muitas vezes com a sorte já que se localizam em locais mais inacessíveis ao olhar.
Segundo o artigo citado no primeiro parágrafo, &q…