Pular para o conteúdo principal

Arte made in China - cópia é elogio ?

Dafen é um pequeno subúrbio de uma cidade no sul da china que carrega a glória de originar em torno de 70% das cópias de obras de arte do mundo. Estudantes de arte chineses, e até ocidentais, vão para ali. Fazer o que ? Basicamente copiar. Sai um Van Gogh ao capricho. Que tal uma Mona Lisa a jato ? Assim falando parece coisa só pejorativa, mais uma dessas quinquilharias made in China. Mas vamos convir que estamos vendo essas pinturas em várias paredes do mundo (e muitas acima de qualquer suspeita...).

Fonte

Fonte
Onde eu fiquei sabendo disso ? No fantástico Almoço do Studio Clio do dia 14 de dezembro de 2011, ministrado pela prof. Rosana Pinheiro Machado. Em um clima super aconchegante e com uma comida maravilhosa fiz uma viagem pelo mundo da Dafen... e suas peculiaridades.
Primeiro ponto a destacar: uma visão mais ampla sobre a questão da cultura chinesa onde o copiar é uma forma de respeito. E aí eu me lembrei de duas coisas que ouvi e me marcaram: 


-dizem que no budismo para se aprofundar é preciso decorar os mantras e os livros sagrados e repeti-los. Ou seja guardar decor e salteado ! Um exercício de paciência e perseverança absolutos. 
- Muitos anos atrás li um livro do Ricardo Semler e ele dizia que, numa viagem a China, os brasileiros se maravilhavam sobre o quanto iam vender naquele mercado e ele, ao ver os guerreiros de terracota que lhes foram mostrados, pensou consigo mesmo: um povo que faz isso, vai aprender conosco e copiar nossos produtos...
Errado ? Talvez para nossos padrões orientais. Hoje. Mas cujo resultado prático é consumido como água em nossos mercados. E talvez até por pessoas que critiquem o modo de produção chinês. Parece que existem até  adaptaçôes do modelo fordista onde cada "artista" é responsável por uma parte da pintura: olhos, narizes, orelhas...assim um quadro pode ser feito por várias mãos qual um carro em nossas montadoras. E a julgar pelo preço que pagamos por muitos deles (os carros) bem poderiam ser chamados de nossas modernas obras de arte...
Mas vale a pergunta: se copia o que não tem valor ? Até que ponto uma cópia pode ser um elogio ? Uma obra copiada pode gerar o mesmo impacto que a original ? Todas essas discussões são interessantes e nos fazem pensar....Hoje não se copia descaradamente frases, ideias, produtos, conceitos ? Vide o que Steve Jobs disse: "Nunca tivemos vergonha de roubar grandes ideias” – Documentário ‘Triumph of the Nerds’, 1996
Fonte
Mas nem só de cópia é feita a produção de Dafen...Muitos artistas locais tentam mostrar seu talento. Seja através de releituras, sejam em obras próprias. Mas estará o mundo preparado para consumir novidades ou produtos originais?  Ou é mais comodo expor nas paredes um Van Gogh falsificado que, em sua época, jamais teria esse sucesso todo...
Vejam ao lado um exemplo dessa releitura da Mona Lisa, feita pelo próprio artista...
Fonte
E aqui para mim uma imagem que ficou emblemática. Para uma exposição internacional Dafen se mostrou com esse imenso painel da Mona Lisa, pintado por vários artistas. Cada telinha leva a assinatura de quem pintou atrás, com os seus sonhos e ideias de pintura e arte...Achei verdadeiramente poético.   

Comentários

  1. É um assunto e tanto.

    Eu convivi com chineses.Eles são ávidos pelas outras culturas.Quando falei pro Ken sobre Tai Chi Chuan ele logo me disse que isso é coisa de velho.Ele queria era saber de Dance, Rave...

    Boa Tarde!

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Maior ponte sustentável em madeira conecta pessoas na Holanda

A  província de Groningen, na Holanda é conhecida por ser a capital ocidental do ciclismo . Para unir as localidades de  Winschoten e Blauwestad foi construída a maior ponte sustentável em madeira da Europa, a  ponte Pieter Smit , com 800 metros de comprimento. Ela cruza águas, uma rodovia e uma zona ecológica e possibilita que pedestres e ciclistas as cruzem e acessem por três locais. A construção foi feita com madeira certificada, iluminada por lâmpadas led de baixo consumo. Além disso, houve a preocupação de plantar árvores para que ela não atrapalhasse a rota dos morcegos locais. Outros pássaros também foram lembrados com caixas (na parte de baixo da ponte) e paredes de areia para ninhos. Fonte   Imagens: Blauwestad Nos siga também nas redes sociais Twitter   Flipboard   Facebook   Instagram   Pinterest

John Lautner - um arquiteto que aliou beleza à funcionalidade

Walstrom House Gosto de pesquisar casas com um toque de aconchego e que possam servir de inspiração para futuras residências compartilhadas com amigos , e esta imagem me chamou a atenção no  pinterest . Pensamos em algo no estilo Tiny Houses , mas não descartamos ideias incríveis como as desta casa. Olhando o interior, me apaixonei e fui em busca de mais informações sobre ela e seu autor. Foi assim que descobri John Lautner .   Walstrom House - foto de Jon Buono Esta casa de madeira, batizada de Walstrom House, foi construída em 1969, em Santa Monica, na Califórnia. Seu arquiteto foi  John Lautner , um dos primeiros aprendizes de Frank Lloyd Wright, no primeiro grupo de Taliesin Fellows. Nascido em 1911, e sendo sua mãe, Catheleen Gallagher, desenhista de interiores e talentosa pintora, a teve como influência na sua opção pela arquitetura.  Sua carreira foi marcada por grandes aprendizados. Além do mestre FLW, também manteve parcerias com Samuel Reisbord, Whitney R. Smith e Douglas H

Errar é humano, não resolver é insano

Errei sim. Adoraria dizer que fui perfeita e eficiente a maior parte da minha vida. Mas não seria verdade. Procurei ser, o que me dá um certo crédito.  Mas sempre surgem aqueles momentos em que algo dá errado. Seja no projeto ou na obra.  No projeto, as causas mais frequentes, na minha experiência, são problemas na medição dos espaços e um briefing não muito completo. São etapas fundamentais para o bom andamento de qualquer projeto. Uma das maneiras que procuro agilizar, nas medidas, é buscar o maior número possível de informações sobre o espaço a ser medido. Muitas vezes garimpo fotos de venda e procuro, se não existe planta disponível, fazer uma planta baixa baseada nas fotos. Poucas vezes erro. Mas mesmo assim, ainda me passo nas medidas. São muitos detalhes que devem ser checados, é preciso organização e muitas fotos auxiliando a memória. A entrevista com cliente é outro ponto a ser observado. Muitas vezes quem paga não é o que decide. Observar e entender as dinâmicas das pessoas n

Venha o inferno ou águas altas, a vida tem que ser divertida

"Venha o inferno ou águas altas, a vida tem que ser divertida." Continuo com o mesmo processo de busca de inspirações para escrever no blog: a intuição, o sentimento. Olho, pesquiso e de repente uma imagem me diz alguma coisa. Foi o caso dessa biblioteca no jardim . A primeira coisa que pensei foi: que coisa maravilhosa, queria uma assim para mim!! Quero saber mais quem fez isso!! E cheguei aos arquitetos do  Mjölk Architekti .  Passeei pelo site deles, olhando as obras, procurando mais informações sobre o seu trabalho, sua maneira de ver o mundo. Arquitetura não é isolada da sociedade. Não existe projetar sem escolhas ou posicionamentos. Cada obra é um reflexo das ideias e maneira dos projetista enxergarem o mundo. E por isso mesmo é tão fascinante. Cada desafio é respondido de maneiras diversas por cada profissional. Exatamente por isso, gostei demais das descrições que eles fazem sobre o ser arquiteto:  "O trabalho do arquiteto não é fácil. Ele contém várias operações