Abrigos nucleares - ou haverá futuro possível em uma guerra?

Cresci na época da Guerra Fria. Havia um perigo latente de uma terceira guerra mundial, onde se poderia ter que lidar com bombas atômicas vindo sobre nossas cabeças, naquele temido cogumelo atômico que tinha dizimado as populações civis das cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. Pessoas construíram bunkers onde pudessem sobreviver a um temido ataque dos inimigos.

Construir um abrigo nuclear é um pouco diferente de uma abrigo subterrâneo para furacões ou mesmo bombardeios comuns. A destruição de bombas atômicas é potencialmente maior. Sem contar com a radiação que fica no solo e compromete todas as formas de vida.

Lembro de um filme onde um cientista tinha construído um desses abaixo de sua casa. Muito sofisticado, por sinal. Tinha reproduzido a sua residência, abastecido com um estoque generoso de comida (não entendi como funcionava a data de validade, mas enfim, era ficção). Eles passam lá embaixo quase 20 anos, acreditando que um avião ou raio que tinha atingido a casa era um ataque nuclear russo. E o filho cresce abaixo da terra e ao subir para um mundo diferente acontecem as mais variadas situações de estranhamento. 

Tudo parecia apenas uma criação de artistas, até que a ameaça nuclear se torna mais real. Espero que fique apenas na ameaça, mas pode se tornar uma terrível realidade. E obviamente ainda existem aqueles antigos abrigos e muitos devem estar fazendo novos. Há que se pensar que sejam realmente seguros, protejam contra a radiação, tenham energia, comida estocada, banheiros e acomodações. Há até sites que ensinam a construir um abrigo nuclear



A bomba
é russamenricanenglish mas agradam-lhe eflúvios de Paris

A bomba
oferece de bandeja de urânio puro, a título de bonificação, átomos
de paz




Alguns analisam a viabilidade da construção de abrigos para uma comunidade de cerca de 25 pessoas, questionando se seria realmente necessário que fosse subterrâneo. Vejam AQUI 

Há até sugestão de usar um ônibus escolar: "Uma maneira mais barata é pegar um ônibus escolar usado e enterrá-lo. Parece que o teto pode suportar muito peso, pois é projetado para lidar com um capotamento completamente carregado, para que possa segurar a sujeira empilhada sobre ele. Só precisa adicionar um método de acesso e um sistema de ventilação e apenas selar as janelas. "




Até as tinny houses podem contar com o seu abrigo. Veja AQUI como fazer um.




Há até condomínios de sobrevivência para os mais ricos. Um antigo silo foi transformado em um ultra vigiado edifício subterrâneo cheio de estilo. Era uma antiga instalação de misseis nucleares que foi adaptada "com paredes de concreto armado de 3 metros de espessura projetadas para sobreviver a tudo, desde tornados a ogivas nucleares de 12 quilotons caindo a 800 metros de distância."



Quem puder dispor de uma quantia mais significativa, algo em torno de U$ 17,5 milhão (preços de 2015) pode dispor de um abrigo como este onde 30 pessoas podem sobreviver por até um ano. Vejam AQUI 

E não são exceção. Os multimilionários estão se preparando para uma hecatombe nuclear há tempos. Vejam aqui muitas dessas propostas. Há ainda a possibilidade de comprar bunkers prontos e até mesmo usar contêineres. Vejam AQUI como fazer isso. 

Oxalá não precisemos de um, até porque os comuns mortais dificilmente escaparão das consequências de uma guerra desse porte. Nem todos podem permanecer em um bunker por pelo menos um ano, como estão prevendo esses que os constroem. Ou seja, uma guerra nuclear, com certeza, afetará de maneira irremediável a maior parte da população da terra. Isso me lembra aquele conto de crônicas marcianas, Chegarão chuvas suaves. Vou repetir aqui o que escrevi naquela postagem:

Somos uma sociedade que cresce em tecnologia, mas não em atitudes. E ainda não é de todo impossível imaginarmos tudo o que conquistamos ser colocado ao vento por nosso modo de viver e agir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 ideias para adiantar o Natal

10 motivos para NÃO fazer arquitetura

10 ideias de almofadas e afins para gateiros