Casa de cortiça premiada em sustentabilidade


A Cork House, ou casa de cortiça, premiada no 
RIBA Sul de Sustentabilidade é projeto do arquiteto e pesquisador britânico Matthew Barnett Howland. Através de peças pré-fabricadas feitas de um único material bio-renovável pode-se construir uma casa sólida, montada sem argamassa ou cola e com aspecto formal que remete às antigas casas colmeias celtas.


Normalmente associo a cortiça à rolhas de vinho. Já houve épocas dos móveis revestidos com folhas desse material, mas pensar em usar resíduos da cortiça, a chamada cortiça expandida, como material único de uma construção me pareceu curioso. Não tenho certeza quanto aos custos em locais onde a corticeira não seja muito comum. Já ouvi de experts que a rolha aqui chegava a custar mais que a garrafa do vinho. Enfim, acredito que deva ser financeiramente viável, pelo menos na Inglaterra.
Segundo o site do arquiteto a Cork House é executada com junta seca para que os "1.268 blocos de cortiça possam ser recuperados no fim de construção para reutilização, reciclagem ou retorno à biosfera."

Imagens e mais detalhes no https://www.matthewbarnetthowland.com/cork-house

Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 motivos para NÃO fazer arquitetura

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha