Duas capelas de madeira no caminho da ciclovia na floresta

Espaços de reflexão e descanso em uma ciclovia no distrito de Dillingen, na Alemanha, é o projeto Seven Chapels proposto pela Fundação Siegfried e Elfriede Denzel. Sete capelas em madeira que contemplem ao ciclista momentos de devoção em meio ao caminho. E para isto foram contratados arquitetos que marquem o simbolismo (que começa no número sete) e sejam ao mesmo tempo sustentáveis e de fácil manutenção.

Capela de Madeira de John Pawson


Um volume simples, como se fosse apenas uma pilha de toras colocadas para secar, conforme as palavras do arquiteto, mas que formam um espaço de força simbólica que induz à parada em meio ao caminho na floresta.
 


A entrada estreita leva o ciclista à transição entre a floresta e sua imensidão com a mansidão e solidão do interior, fazendo da passagem uma viagem do material ao transcendente, ressaltados pelos mais de sete metros de altura pelos nove metros de comprimento.

Fotos de Felix Friedmann

Capela de Madeira de Hans Engel

Outra capela das sete é este projeto do arquiteto Hans Engel e da artista Anita Rist-Geiger. Com cerca de 30 m2 a capela, mais aberta, tem formato de cruz com mesas e locais para sentar entre seus doze grossos pilares de madeira, com painéis de vidro para proteção contra sol ou chuva nas laterais.

É interessante perceber como cada profissional tem uma visão particular sobre o mesmo tema. Sete capelas, número cabalístico, com sete visões diferenciadas. Uma ciclovia em meio a floresta, caminhos de contemplação e cuidados com o físico aliam mobilidade com paradas para reflexão.

Leia também: 



Gostou? Compartilhe e nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 motivos para NÃO fazer arquitetura

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

3 Maneiras de Decorar sua Cozinha