22 de out de 2018

Minimalismo poético em apartamento parisiense

É tanto acúmulo de informação, é tanto sentimento acumulado, é tanto pau, pedra, é o fim do caminho que dá vontade de branquear a mente, limpar, limpar, deixar fluir o passado em forma de expurgo para que só sobre o essencial.

De certa forma é o que me transmite este espaço cujo título do artigo onde o achei falava em minimalismo poético e serenidade monocromática.


Foto de Matthew Donaldson


Reforma de uma residência do século XIX feita pelo designer francês Guillaume Alan que usou uma gama de brancos e cinzas para criar um espaço absolutamente limpo e atemporal, onde o jogo de luzes e sombras atuam em harmonia para trazer paz e serenidade aos ambientes.
Foto de Matthew Donaldson
“o projeto é puro, perfeito e harmonioso. Quando você entra e descobre, você verá que todos os elementos foram cuidadosamente considerados - a arquitetura, a luz, o piso, os materiais usados, a paleta, as peças de mobiliário estão todas perfeitamente ligadas ” Guillaume Alan

Foto de Matthew Donaldson
Os materiais utilizados são carvalho escovado cinza claro nos pisos, mármores naturais muito claros, madeira de freixo escovado, além de couros, sedas e lãs todos em uma composição harmonicamente equilibrada em luminosidade e aconchego.

Foto de Matthew Donaldson

Foto de Matthew Donaldson

Foto de Matthew Donaldson
Móveis cuidadosamente elaborados em uma proposta que valoriza a essência simples do "menos é mais" tão necessária em dias tumultuados onde os limites parecem ter saído de controle e cada vez mais necessitamos sair das respostas simplistas e rasas para chegar à essência da verdadeira limpeza de conceito. 

Absolutamente, minimalisticamente poético.

Foto de Matthew Donaldson
Vi este projeto AQUI

Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest