Pavilhão premiado usa tecnologia biônica inovadora e sustentável

Um pavilhão que mais parece uma escultura e é feito com uma tecnologia que insufla ar em elementos de aço recebeu o prêmio de projeto arquitetônico mais inovador de 2017 na Polônia. 


O projeto do pavilhão NAWA, feito com 52 toneladas de aço polido, e a tecnologia usada, chamada de FIDU, são obras do arquiteto Oskar Zięta.




Começando com objetos menores, o projetista pensa esta tecnologia para maiores estruturas, a exemplo deste pavilhão, sua maior obra em tamanho. E quem sabe até em aplicações espaciais.


Potencialidades a FIDU apresenta com a união de durabilidade e estabilidade das peças em aço com a leveza, sendo necessário para isso um mínimo de pressão. 

A biônica ou biomimética são as fontes de inspiração para Zieta.


Exemplo de aplicação do FIDU em uma cadeira

Ar sendo insuflado na peça de aço 

Fotos: Zieta Prozessdesign Studio


Gostou? Compartilhe em suas redes sociais Nos siga também nos outros canais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros