MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Casa Caldera - mescla cultura local no seu projeto e execução

Uma casa em pleno deserto no Arizona que se integre à paisagem e ofereça local de descanso para seus habitantes foi o pedido para o estúdio DUST e resultou na Casa Caldera.


Para conciliar esta dualidade vida ao ar livre e repouso, os projetistas foram em busca de um conceito organizador muito usado na história desse lugar, o  Zaguan. 

Um zaguan é, em termos genéricos, um espaço coberto localizado nas casas , geralmente ao lado da porta. 1 Nesse sentido, tem um significado semelhante ao vestíbulo . É um elemento de passo, sem caráter de moradia . No México, a palavra zaguán designa a grande porta ou portão que dá acesso a um prédio da rua. 2 Fonte




Foram usadas grandes portas de metal que abertas deixam o espaço coberto em contato direto com a natureza, fornecendo a iluminação e ventilação natural.  E fechadas garantem a segurança necessária à uma casa. Uma solução que garante versatilidade em um local de clima desértico. 




A estrutura é feita comuma variação do concreto, o lavacrete. Este material foi desenvolvido por Paul Schwam, sendo usado na arquitetura da região. É composto por uma mistura de escória vermelha, uma rocha de lava pulverizada, cimento e água que forma um material semi-fluido autossustentável que é compactado em formas semelhantes à taipa. O resultado é que a casa se mescla à paisagem de maneira harmoniosa. 
Nos dias frios a casa é aquecida por uma lareira. E nos dias quentes se consegue um clima mais fresco através do deslocamento do ar pelo Zaguan e pela espessura das paredes. As esquadrias pequenas, tradicionais em climas quentes, ajudam para que se minimize o calor solar. 

Como fica em um local mais afastado o abastecimento de água é feito por um poço e a energia solar garante a eletricidade básica. 

Fotos : © Jeff Goldberg, © Cades Hayes, DUST ™ © Gabriel Flores


Gostou? Compartilhe em suas redes sociais
Nos siga também nos outros canais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest
snapchat: arqsteinleitao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros