MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Livro de Arquitetura para crianças - de todas as idades

Casas. Passear pelo mundo fascinante da Arquitetura conhecendo casas de arquitetos. Já falei sobre isso quando descrevi um livro delicioso - Pela casa se conhece o dono. Daquela vez a motivação foi o fim de uma editora. E agora o que me levou a adquirir o Casa Cadabra foi algo que tenho feito muito esse ano: apoiar iniciativas independentes. Tenho participado de muitos financiamentos coletivos. E isso me tem dado muita satisfação. Além de belas leituras. 
O livro é uma iniciativa de três mulheres: a jornalista Bianca Antunes, a arquiteta Simone Sayegh e a designer Carolina Hernandes, responsável pelas ilustrações.
Quem vive o mundo arquitetônico é geralmente um apaixonado pelo tema. Mas para os que não são profissionais da área, mas vivem em casas e cidades, e sabem o quanto o espaço é importante em suas vidas, conhecer mais sobre o tema é sempre fascinante.

Imaginem então se a Arquitetura fosse ensinada às crianças. Se as casas de grandes arquitetos e arquitetas fossem ensinadas em salas de aula. Se os espaços urbanos fossem vistos, sentidos e percebidos desde pequenos...quem sabe o quanto isso resultaria em maiores cuidados e maiores exigências.
Aprender brincando. Crianças de todas as idades podem viajar nesse mundo com grande prazer. 
"A qualidade do espaço pode mudar comportamentos, melhorar a convivência entre as pessoas, aumentar percepções e a apropriação do próprio espaço, desde a pequena escala da casa. Alerta disso, a criança cresce e cria, também, a consciência crítica em relação à cidade." (Ed. Pistache)
 Além da leitura gostosa que vou iniciar agora, fica a alegria de ter ajudado a realizar sonhos. Esse trabalho conjunto de apoios tem feito muitas obras saírem do campo dos sonhos e ideias para a realidade. E isso é muito bom!   
Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterest snapchat: arqsteinleitao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros