Ideias para tornar a casa mais aconchegante no inverno

Imagem
O frio chega na região sul com a força do inverno. Os dias se tornam mais cinzas, a cerração cobre as manhãs, os gramados se cobrem de geadas. O coração se aperta pelos que nada tem. O inverno é um estágio da natureza, um resguardo para uma nova primavera, nos ciclos que marcam o mundo e as nossas vidas. O mundo se contrai e se expande. E nós com ele. Aos que tem a benção de ter uma casa, coloco abaixo algumas inspirações de como trazer mais aconchego aos lares.   Inverno É tudo o que sinto Viver É sucinto Paulo Leminski Cores e animais trazem sempre um clima de calor aos lares. Hora de colocar mantas , almofadas coloridas, materiais felpudos e muitos locais onde se deixar ficar para curtir uma série, uma música, uma sopa.     Quem vive em regiões mais frias sabe como é difícil acordar e sair debaixo das cobertas. Especialmente quando usamos edredons de penas, muitos travesseiros e deixamos nossos quartos com a cara do aconchego .   Redes no inverno? Sim e com certeza! Um canto especi

Escola pós terremoto - cooperação, economia e adequação à cultura


Os terremotos são desastres naturais que que causam destruição. Imaginem então um projeto do bem que resultou em uma escola infantil para uma região devastada no norte da Tailândia. É o que vamos ver na Baan Nong Bua School que foi destruída e o orçamento para reconstruí-la era apertado. Como foi a solução?

Uma equipe de profissionais foi acionada e os recursos foram patrocinados fazendo da escola um projeto de cooperação das pessoas. Surgiu então esse espaço escolar com 215 m2 que conta com 4 salas de aula e espaço central de atividades. 
Os materiais utilizados, alguns doados, foram o aço na estrutura, placas de madeira modulares e bambu no fechamento. O aço foi escolhido também pela capacidade de absorver a vibração dos terremotos, além da facilidade de construção, mesmo em áreas rurais.  

O projeto é bastante flexível e permite que os espaços se modifiquem de acordo com as necessidades dos usuários. A arquitetura segue a tradição local de tetos altos que permitem que a luz natural entre nas salas de aula e o ar circule mantendo um conforto interno e reduzindo a umidade interna. Os prédios são construídos sobre suportes por ser uma zona de inundação.
Vários hábitos culturais são mantidos no projeto: Locais para os sapatos em um local onde eles são retirados na entrada, amplos beirais, a varanda interna que é um espaço semi público muito usado na região.   
Um projeto realizado em cooperação, econômico e adequado à região e à cultura onde se insere. 

Arquitetos: Junsekino Architect and Design

Fotografia: © Spaceshift Estúdio

Via


Nos siga também nas redes sociais

Twitter Flipboard Facebook Instagram Pinterestsnapchat: arqsteinleitao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros