Ideias para tornar a casa mais aconchegante no inverno

Imagem
O frio chega na região sul com a força do inverno. Os dias se tornam mais cinzas, a cerração cobre as manhãs, os gramados se cobrem de geadas. O coração se aperta pelos que nada tem. O inverno é um estágio da natureza, um resguardo para uma nova primavera, nos ciclos que marcam o mundo e as nossas vidas. O mundo se contrai e se expande. E nós com ele. Aos que tem a benção de ter uma casa, coloco abaixo algumas inspirações de como trazer mais aconchego aos lares.   Inverno É tudo o que sinto Viver É sucinto Paulo Leminski Cores e animais trazem sempre um clima de calor aos lares. Hora de colocar mantas , almofadas coloridas, materiais felpudos e muitos locais onde se deixar ficar para curtir uma série, uma música, uma sopa.     Quem vive em regiões mais frias sabe como é difícil acordar e sair debaixo das cobertas. Especialmente quando usamos edredons de penas, muitos travesseiros e deixamos nossos quartos com a cara do aconchego .   Redes no inverno? Sim e com certeza! Um canto especi

É o Amor !!!!!

Admito. O amor é brega.


Tão cafona em suas demonstrações desbragadas de agradar ao outro. Mostrar nossa mais bela plumagem, pavões deslumbrados e carentes por reconhecimento e reciprocidade.

Amamos e queremos gritar nosso amor. Colocamos a palavra AMOR ou LOVE (que amar em inglês é sempre mais in) em nossas casas, nas paredes, nos mobiles, letras que se formam em demonstração que ali tem um coração que ama. E melhor ainda: um coração amado. 
Fonte

Que mexe com minha cabeça

E me deixa assim
Que faz eu pensar em você
E esquecer de mim
Que faz eu esquecer
Que a vida é feita pra viver

Fonte
Admito. O amor é profano.

Amamos e queremos nos embriagar do amor. Queremos engolir nosso objeto de admiração. Queremos não apenas amar, queremos amor apaixonado. Uma revolução interna que nos irrompe e que precisa extravasar em objetos. Muitos absurdamente surreais. E como toda coisa over, super exagerada, algumas se tornam cults. Quase nos apaixonamos pela breguice explícita.   
Fonte
Admito. O amor é sublime. 

O amor nos tira da mesmice cotidiana. Nos faz únicos. Para alguém somos realmente especiais como éramos em pequenos. Talvez essa a sua maior magia. Nos faz voltar a ter possibilidade de sermos o que imaginamos ser. E ao mesmo tempo nos dá uma segurança de sermos aceitos como realmente somos.

Pensando bem.... 


Fonte
O amor é mágico. 

Opera revoluções. Faz o impossível mais factível. Faz o comum, especial. E sendo assim pura magia, é ridiculamente sensacional.
Fonte
As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas.
Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas 

Fonte
Assim sendo, como querer que nossas manifestações sobre o amor não sejam já tão batidas que nada pareça não ter sido feita. Usar letras coloridas, adesivos nas paredes, grafites e tabuletas....tudo é válido, se agradar. 

Do amor só queremos que seja bom. Que seja bonito. Que nos torne pessoas melhores e mais generosas.  
Fonte
Assim deixemos de lado os pré conceitos e sejamos bregas. Sejamos apaixonados. Sejamos sublimes e mágicos. 

E não deixem de lembrar que o nosso amor deve também se voltar para nós. Nosso cuidado, nosso lado mais bonito, nosso espaço mais bacana e acarinhado também deve ser feito para a gente. Porque se não nos amarmos, vai ser bem mais difícil sermos amados pelos outros. #Ficaadica 

Nos siga também nas redes sociais

Twitter Facebook Instagram Pinterest
snapchat: arqsteinleitao

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros