MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Centro de Vida - Design sustentável e saudável

Um Centro de Vida que oferece um ambiente repleto de verde e cheio de luz natural só pode favorecer os pacientes. Um ambiente hospitalar ou uma casa de repouso, pela própria atividade que contém, deve ter uma solução arquitetônica que relaxe e faça bem para todos os usuários, sejam as equipes de saúde, sejam os pacientes. O Vida Saudável Centro SK Yee, projeto de RLP Partners (RLP) é um exemplo disso.
Com estrutura de ferro com baixa pegada de carbono, telhados e fachadas verdes (A cobertura verde alcança mais da metade do prédio) e os ambientes ligados à espaços abertos, os projetistas garantiram além de um ambiente agradável, uma boa ventilação natural cruzada.A ventilação cruzada é a que garante, pelo projeto, que o vento possa fluir naturalmente pelos ambientes pela colocação estratégica das aberturas.
A arquitetura, mais que soluções técnicas, deve se preocupar em oferecer soluções que sejam sustentavelmente saudáveis para seus habitantes. Cidades que ofereçam condições seguras e agradáveis, prédios que nos coloquem em contato com o melhor de nós, espaços que ofereçam calma e nos afastem do stress. Imaginem que isso é desejável em um ambiente do dia a dia, em ambientes que visam à cura, muito mais.

Os ambientes claros e ligados ao verde garantem uma economia energética. Mas mais que isso, nos colocam em contato com a natureza e seus ciclos. Me lembro até hoje dos prédios provisórios que existiam na UnB na década de 70. As aulas todas davam para um jardim interno. A calma, a tranquilidade, a beleza da simplicidade ficaram em mim até hoje. E o aproveitamento nas disciplinas era muito maior. 

Um exemplo de projeto em que a participação dos usuários na elaboração do projeto gerou uma solução que agrada e satisfaz à todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros