Pular para o conteúdo principal

Escola flutuante em favela nigeriana -Design of the Year Award 2014

Imagine uma favela sobre palafitas. Eu já entrei em uma. Chamava-se Alagados e ficava em Salvador, BA. Foi uma atividade de um projeto estudantil, no começo da faculdade, anos 70. Foi uma das experiências mais impactantes que já tive. Imagine então uma comunidade de pescadores que vivem em palafitas na Nigéria, Africa. Pois foi para esta comunidade chamada Makoko que o arquiteto nigeriano Kunle Adeyemi projetou uma escola que flutua em 256 barris de plástico reciclado, acomoda uma centena de crianças e que também pode ser usada como espaço comunitário. Não é debalde que o projeto tenha sido lembrado para o Design Of The Year 2014.  

Makoko é uma comunidade pobre, com cerca de 80.000 pessoas, construída sobre um charco e cuja população tem uma expectativa de vida é inferior a 40 anos. O governo local, pelo que li AQUI tem planos para acabar com a comunidade. Preocupado com a população e o que vai ser feito com ela, o arquiteto construiu um protótipo da escola, usando mão de obra e materiais locais. E para isso teve a ajuda do arquiteto naval holandês, Erik Wassen .


 
O projeto segue princípios simples. É feita em madeira, apoiada sobre uma base de barris de plástico reciclados. A energia é fornecida por células fotovoltaicas no telhado e é dotada de um sistema de captação de água da chuva. O custo estimado é de cerca de U$ 6.250,00.


O primeiro pavimento abriga área de convívio comunitário, tanto para as crianças como para os pescadores. E nos andares superiores estão localizadas as salas de aula. Estas podem ser moduladas por painéis conforme a necessidade.







O sistema usado para flutuação é muito simples. Além de reutilizar os barris, estes podem ser usados para a captação de água da chuva. Nas figuras acima vemos como as crianças se divertem em uma plataforma construída assim, e também os estudos para a plataforma usada na escola. 





E o mais interessante deste projeto é que ele propõem mais que um edifício isolado. Por mais sustentável e maravilhoso que seja um projeto, ele é realmente Arquitetura quando se debruça sobre o entorno e pensa na sua requalificação.
A ideia dos arquitetos é que essas estruturas possam se reproduzir em casas e edificações que ajudem a transformar uma comunidade problema em um bairro mais saudável e verdadeiramente especial. E tudo isso usando a cultura e materiais do local ajustados às necessidades locais.




"Embora quantitativamente diferente de lugar para lugar, a responsabilidade de atingir essas necessidades no máximo, com meios mínimos , permanece a mesmo a nível mundial. Estou constantemente inspirado por soluções que descobrimos na vida cotidiana nas cidades em desenvolvimento do mundo."
Kunle Adeyemi


 

Fontes architectural-review.com nleworks.com
archdaily.com 
 

Comentários

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest