Pular para o conteúdo principal

Pink, rosa ou magenta - e importa o nome?

Quando abrimos uma paleta de cores de indústrias de tintas somos brindados com uma infinidade de cores com os nomes mais variados. E extremamente criativos. Mas existe uma cor que reina soberana nas escolhas femininas (9 entre 10 meninas as escolhem como referência). Escolha natural ou imposição cultural? Eu aposto mais na segunda hipótese, mas devo reconhecer que o rosa - ou seja lá que nome ou tom prevaleça na época, é uma cor alegre. É uma cor acolhedora. 

Segundo a Wikipédia a cor "rosa (cor-de-rosa, cor de rosa, rosáceo ou rosado) é uma cor intermediária entre magenta e vermelho, sendo assim uma cor quente. Existem, porém, muitas máscaras diferentes desta cor. Assim como cinza e violeta, a palavra rosa quando se refere a uma cor nunca deve ser flexionada no plural: camisas rosa, paredes rosa."


Os tons chamados de Pink são bem mais próximos do magenta do que os rosinhas bebês. Mas convenhamos, é mais simpático dizer que o seu quarto é todo PINK, ao invés de dizer que é magenta. Magenta parece marrenta. Nada a ver com a cor que é, na verdade, muito bonita.  E bem usada pode fazer um ambiente bem bonito e equilibrado.
O magenta é considerado uma cor contraditória que reúne ao mesmo tempo a capacidade de expansão e contração, justo por ser uma intensificação do amarelo e do azul e portanto reunir características dessas cores. Fonte
As emoções que as cores nos provocam tem uma relação estreita com a cultura em que fomos criados. E isso deve ser levado em consideração na hora de projetar um ambiente, um logotipo ou qualquer associação que se pretenda fazer entre cor e uso. Algumas emoções associadas às cores rosa na nossa cultura ocidental : inocência (aí vai depender do tom de rosa, porque se quer dar um toque de malícia, se aproxime do magenta), feminilidade, calma, juventude, gentileza, amor, felicidade, tranquilidade.
Mesmo para quem gosta de ousar em cores e propor misturas entre elas, usar tons de rosa pode significar ambientes de bom gosto. Sabendo usar como no exemplo acima em que o rosa das paredes é esmaecido pelo efeito especial da pintura e não se torna cansativo. 

Em ambientes pequenos sugere-se que o uso de cores fortes seja em elementos pontuais. Um piso forte e uma geladeira retrô pedem paredes e móveis claros para que sejam realçados.
E quem disse que o magenta, pink ou rosa não podem ser usados nas fachadas? Um exemplo - e lindo- é essa casa. Ela é absolutamente encantadora e nos convida a entrar, não? Só olhando essa imagem que histórias lhe vem à cabeça sobre as pessoas que moram aí ?
Provavelmente vai pensar que é uma família alegre, cheia de crianças barulhentas e vivas. Ou um casal que viveu uma vida intensa de amores e que nos esperam com uma mesa cheia de guloseimas para uma bela conversa ao pé da lareira. Ou ainda uma pessoa que viajou pelo mundo e gosta de ler em uma bela cadeira ao lado de um jardim...Enfim, essa cor me lembra alegria serena, intensidade de escolha, risada e ousadia de ser criança sempre.
Eu nunca tive uma fixação por rosas. Nunca quis um quarto pintado assim, nem quando era criança. Meu guarda roupa tem muito pouca coisa nessa cor. Depois de escrever essa postagem estou seriamente tentada a ousar mais. Acho que vou colocar um toque de pink, rosa ou magenta por aqui....


Semiotica Cor from Tatiana Fernández

Fontes : Pinterest,  Kelvin Designer
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest