8 Tiny cabanas para inspirar sua alma

Imagem
Na esteira das mudanças de anseios pelas quais passa a humanidade, vemos o incremento das chamadas " tiny houses ". Tiny vem do inglês muito pequeno, e assim foram batizaram casas ou cabanas com pouquíssimo espaço e muito aproveitamento. Seja para casas de veraneio, espaço de trabalho ou mesmo para residir, a experiência de viver apenas com o indispensável, parece ser das tendências mais interessantes dos tempos atuais. Até porque contrapõem de maneira bastante enfática toda uma sociedade de excessos em consumo e usos. Separei aqui 8 exemplos de tiny cabanas que são altamente inspiradoras para alimentar essa ideia de forma prática. Muitas delas são vendidas como forma pré-fabricada.  A primeira delas é  aVOID . Com 8 metros quadrados, o jovem arquiteto Leonardo di Chiara projetou uma pequena casa, inspirada em barcos de sua infância.   Pode ser acoplada a um trailer e, por meio de dobragens consegue múltiplas possibilidades de uso. E ainda conta com um mirante/janela na parte

Master Class - Obra de mestre

Para iniciar o ano nada melhor que um projeto que reúna educação e um grande mestre. É o caso desse prédio educacional chinês.

A primeira coisa que me chamou a atenção nesse projeto foi sem dúvida a forma de seu telhado. Essa intrigada teia de madeiras interpostas me pegou visualmente só depois fui conferir de quem era o projeto. Pois é de um vencedor do Pritzker - o Nobel da Arquitetura. O chinês Wang Shu e sua esposa Lu Wenyu, do escritório Amateur Architecture Studio .

Esse projeto faz parte de uma série de prédios projetados pelo estúdio para o Campus Central da Academia de Arte da China, onde o mestre chefia o departamento de Arquitetura. Segundo o próprio Wang Shu, a sua ideia era expressar o espírito chinês nesse prédio.  

Há um interessante encaminhamento pelo prédio que vai levando os visitantes a descobrir espaços e se envolver com os espaços que reúnem uma mistura harmoniosa de modernas técnicas de construção com a tradicional cultura artesanal chinesa.

Talvez a melhor descrição do edifício venha de seu idealizador: 
 
"O prédio não é sobre a forma ou a forma: é sobre a descoberta. De uma camada para outra, oferece surpresas."
Seu primeiro trabalho depois da premiação do Pritzker, o prédio traz referências de sua obra anterior, mas é nos instigantes espaços que se descobrem ao caminhar por ele que o arquiteto mostra toda a sua maestria.




 Fonte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 motivos para NÃO fazer arquitetura