MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Surfando na onda

FONTE
Um domingo muito quente. Mais de 35 graus em plena primavera de Porto Alegre. Completamente sem inspiração, pedi uma luz no twitter. Surfe, me sugeriu um amigo.

A prancha é uma obra de arquitetura, acho. A evolução das pranchas é interessante. ( @CheMoura )
A ideia dele é que eu falasse sobre as pranchas. Creio. Mas em tão pouco tempo e com tanta falta de intimidade com o esporte, achei mais prudente ver como as pranchas e a inspiração no surfe podem ser usados em ambientes. Afinal calor, sol e surfe lembram praia e o verão está logo aí.

FONTE
Seja usando em adornos como essa almofada em saco de aniagem ou juta, com uma serigrafia ou bordado com inspiração no esporte, seja usando pranchas como parte integrante da ambientação, a referência traz um frescor de vida e movimento a qualquer espaço. 
FONTE
Muitas outras maneiras podem ser usadas. Inclusive aproveitando os belos grafismos étnicos que podem ser encontrados em algumas pranchas. Deixar uma peça dessas encostada em uma parede já faz toda a diferença em uma peça.   

FONTE
Podem ser usadas como brincadeira, nessa prateleira que tem a forma de uma prancha e pode ser usada em um quarto de criança.
Fonte
Vejam aqui um exemplo de como uma prancha pode conviver com uma decoração urbana também. Esse apartamento gaúcho mostra como essas peças podem ser elementos marcantes em uma sala.
FONTE
Mas e como são fabricadas essas pranchas? Lá na wikipédia podemos ler mais a respeito e ver o quanto é complexo o processo. Em outro site descobri que existem algumas maneiras de produzi-las com maior enfoque em sustentabilidade, já que as pranchas usam materiais poluentes em sua confecção. Uma dessas maneiras é faze-las em madeira, aqui no caso em Agave (árvores já mortas) e que foram aprovadas por surfistas. Achei o resultado final bem bonito e dizem que são eficientes.
FONTE
Há também uma experiência de fazer pranchas em garrafa pet mas não sei se os surfistas a adotariam...

Abaixo mais algumas ideias de como guardar e usar esses elementos em quartos, varandas e como elementos de decoração.  
FONTE

FONTE
FONTE

FONTE

FONTE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros