Pular para o conteúdo principal

Brazilian Style. Existe?

Fiz uma pequena brincadeira. Joguei na pesquisa do Pinterest as palavras "Brazilian Style" para ver o que saia. Pincei algumas imagens aqui e ali e vou tecer algumas considerações a respeito. Como será que somos vistos?
Fonte
Uma das maiores contradições de nossa cultura era sermos conhecidos por uma portuguesa vestida de "baiana", ou a baianice que os gringos imaginavam ser brasilidade. Era uma coisa mais Caribenha, enfim, as outras Américas deviam ser tudo a mesma coisa naqueles anos. Será que mudou ?

Fonte
Uma característica que sempre aparece nas imagens de um estilo brasileiro quando se faz uma pesquisa rápida é a cor. Grande parte do país é tropical, assim é certo que nos imaginem como uma grande floresta, com muita vegetação exuberante. E isso transparece nas nossas casas. Assim a madeira, os adornos, tudo isso está colocado nos ambientes que aparecem como representativos de um estilo brasileiro.
Fonte
Mesmo quando aparecem ambientes mais claros, eles mantém esse espírito de praia, como nessa foto acima. A cor pode ser mais discreta, mas está presente assim como a madeira.

Fonte
Em geral noto que nosso estilo também está ligado ao aspecto exótico nessa rápida pesquisa (sem nenhum critério científico). Mas é interessante porque mostra de certa forma o que nos torna diferentes para o mundo. E o que nos torna diferentes é um potencial diferencial de competição. Artesanato é um ponto a ser explorado, por exemplo. Bem explorado, diga-se de passagem. Me lembro de ter ido a uma palestra anos atrás onde havia uma colaboração entre órgãos de governo (salvo engano) e pólos de artesanto. Designers eram levados a esses locais e colaboravam no desenho do produto para que recebesse maior valorização no mercado. Um projeto muito interessante!
Sig Bergamin
Profissionais conhecidos, os famosos medalhões, também aparecem na pesquisa e notem que usam as referências citadas acima. E as bananas ? Houve uma época em que os países abaixo do Equador eram conhecidos (pejorativamente) como República de Bananas. Elas aparecem sim, mas não em um número tão expressivo.
Fonte
 Achei poucas referências à ambientes como o abaixo, que mescla diversidade de móveis, cores, referências. Eu particularmente os acho muito brasileiros, acho que tem muito a ver com o nosso espírito de diversidade e apropriação cultural.
Fonte
Enfim uma pequena brincadeira, mas uma intenção séria. Existe um Brazilian Style reconhecido como tal lá fora? Estamos trabalhando na diferenciação com seriedade, mostrando o que temos de melhor, de diferente, de personalidade nacional? Ou ainda estamos na era da cópia, de fazer aqui o que se faz lá fora, o que pode até agradar alguns por aqui, mas não vai nos dar holofotes mundiais, com certeza. Que muito em breve possamos brindar não algumas exceções, mas uma cara de Brasil no Design e Arquitetura.
Fonte
 Autor : Elenara Leitão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Transparência e estrutura em madeira na nova loja da Apple na Tailândia

Uma grande árvore em madeira cercada por um fechamento em vidro é a aparência da maior loja da Apple na Tailândia. Projetada pelo renomado estúdio de Foster + Partners foi inaugurada em julho de 2020, em plena pandemia.

Batizada de Apple Central World, a loja tem um diâmetro de 25 metros e sua forma foi gerada por uma curva de Bezier 360 °, uma curva paramétrica usada em computação gráfica. Veja AQUI mais detalhes de como foi feito.

Todos sabemos que a Apple segue o conceito de se diferenciar em inovação e as suas lojas representam esse modo de se posicionar no mercado. Na nova loja asiática são usados 1461 perfis de carvalho branco europeu no revestimento da coluna de suporte do telhado. 


A aparência interna é de um grande tronco que sustenta a copa de madeira em balaço. Uma escada de aço inoxidável serve de conexão para os andares. O prédio tem um fechamento totalmente envidraçado o que permite a visão da cidade e a transparência externa para quem vê o prédio que se mostra e convida ao…

Refúgio que caiba nos sonhos

“Aonde fica a saída?", Perguntou Alice ao gato que ria. ”Depende”, respondeu o gato. ”De quê?”, replicou Alice; ”Depende de para onde você quer ir...”
Alice no país das maravilhas - Lewis Carroll
Refúgio mais que nunca necessário em tempos de doenças de fora e de dentro. Tanto para compreender, tanto para administrar, talvez em poucos tempos dos últimos, se viveu com tantos senões. Talvez explique a vontade ou a desvontade de fazer e acontecer.
Arquiteturar é paixão como poucas coisas que me aconteceram na vida. Arquiteturar refúgios talvez seja premente. Repensar espaços de com viver.
De metragens não se precisa muito. O suficiente para caber sonhos e poucas necessidades materiais. Livros, poucas roupas, uma adega para vinhos e muito espaço para sonhar e criar. Se for um pouco acima do solo, tanto melhor. Nunca se sabe quando a natureza pode nos brindar em serpentes ou enchentes.

Um cantinho para ler, comer e tomar café, parando de quando em vez , para olhar as nuvens que formam objetos…

Wave House, debruçada na encosta como ondas no mar

Por onde se olha só se vê "cachotinhos" na Arquitetura. Emoldurados com vários materiais, porta gigantesca, uma que outra mudança, mas na forma quase tudo igual. Cansa, né. Talvez por isso esse projeto todo personalizado tenha me chamado a atenção. É único. Não obedece muitas fórmulas, aproveita uma vista maravilhosa no Rio de Janeiro e se debruça sobre o mar como ondas, a sua inspiração. Projeto de Mareines Arquitetura e Patalano Arquitetura

Um terreno estreito e magnifico, um projeto que aproveita a vista e usa a complexidade da cobertura de vigas curvas de madeira laminada para proteção contra o sol. Pilares de aço galvanizado suportam as vigas. 


Os espaços internos se estendem por quatro pavimentos, belamente decorados e unidos por escadas e elevador, quase todos privilegiando a vista sobre o mar e garantindo a privacidade dos moradores.


Gosto das soluções arquitetônicas que realmente se debruçam sobre o programa, sobre o terrenos e os condicionantes e vai além da receita d…

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…