MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Psicologia do espaço

Hoje vou compartilhar alguns textos que estou lendo sobre espaço e psicologia. Espero que gostem.

Fala sobre a percepção de uma equipe de arquitetos sobre a consideração da componente Espaço Pessoal em projetos apresentados em publicações de arquitetura. Embora a arquitetura deva enfatizar as relações interpessoais que podem e são criadas a todo instante de interação entre as pessoas, o componente Espaço Pessoal, apesar de sua reconhecida importância, é talvez a que esteja menos evidente no projeto.

Este artigo é um relato e, Ao mesmo tempo, uma reflexão sobre duas pesquisas realizadas pela autora em dois bairros da cidade de Criciúma-SC, sul do Brasil, na perspectiva da Psicologia Ambiental. A primeira: o processo de apropriação do escapo pelos modos de morar e habitar o lugar realizada entre 2002-2006 e a segunda: as calcadas como espaços públicos da cidade de Criciúma-SC realizada em 2007. Os objetivos foram investigar o processo de morar e habitar e a apropriação das calcadas como espaços públicos. As pesquisas foram com abordagem qualitativa, cujo método utilizado foi o estudo de caso. As amostras foram constituídas por 10 moradores de cada bairro e o criterio de escolha dos entrevistados foi o de tempo de moradia. A representatividade da amostra não é dada por dados estatísticos mas sim pelo rigor metodológico e profundidade da análise. As técnicas de coleta de dados foram a observação sistemática, diário de campo, entrevistas e narrativas com os moradores e registros etnográficos. A hipótese implícita está na noção de apropriação. Ou seja, a pessoa só se apropria do lugar identificando-se com ele. A casa apropriada é um fator de sustentabilidade urbana na medida em que o sujeito a incorpora contextualizada no entorno.

Esse é um dos artigos de uma série escritos por Angelita Viana Corrêa Scardua que é Mestre em Psicologia Social pela USP/SP, Especialista em Psicologia Junguiana (PUC), pós-graduada em Neurociências e Comportamento (USP). 

Sempre me interessou o espaço como receptáculo do ser humano. Muitas vezes eu tenho uma reação interessante vendo uma casa. Clientes me chamam para fazer reformas e eu olho o ambiente e acho tão vivo! Nas fotos, depois, é que vou me dar conta que realmente o espaço está carente. Mas lá, ao vivo, eu capto a personalidade das pessoas, eu sinto a sua energia. É como fotos e pessoas ao vivo. As vezes olho a foto de alguém e não reconheço, é que as lentes não conseguem captar o brilho do olhar, aquela chama que vem de dentro e que faz toda a diferença. Ou por outra, grandes fotógrafos conseguem, e por isso são chamados de artistas.

Já falei aqui várias vezes nesse assunto. Um exemplo bem interessante é o  livro do colega Oscar Muller Arquitetura - espaço e estimulo, 
E no post onde falo do que é emocionalmente belo e aqui onde falo sobre o fato de a felicidade não estar incluída 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros