MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

A sala de espera mostra a cara de seu negócio

Fonte
Uma das minhas tarefas mensais é levar pai e mãe ao médico ou dentista. A medida que os anos passam, a gente entra em desvio de função, e acaba que isso vira rotina. Quem tem a ventura de ter pais mais idosos, sabe como é.
E daí a gente passa para o outro lado. De arquiteto passa a cliente e analisa as salas de espera por outra visão.

Fonte
Em geral elas são muito impessoais, até porque muitos consultórios são alugados ou pertencem a mais de um profissional.
Mas o que deve ter uma sala de espera ou recepção de uma empresa? De preferência a imagem dessa empresa. E não me refiro apenas ao nome ou logotipia, mas sim o conceito que se queira transmitir. Um consultório de pediatra é diferente de um vascular, assim como um escritório de advocacia difere de uma agência de propaganda. Cada um tem uma ideia que quer deixar transparecer e quanto mais transparente ela estiver no espaço, logos e imagens, mais o cliente vai entender.

Fonte
E se nisso diferem, o que é mais ou menos comum? As áreas de cliente, as áreas de funcionários e as circulações. Essas talvez a peça chave. Há empresas onde as entradas devem ser separadas, clientes não devem ver quem chega e quem sai. Há outras em que esse não é um dado primordial. 

Fonte
Os materiais devem ser duráveis, nada mais desabonador para uma empresa que cadeiras rotas ou peças quebradas logo no entrada. Proteção para as paredes onde as cadeiras encostam. O mobiliário deve ser especificado e/ou projetado visando ergonomia e conforto, além da praticidade e durabilidade.

Fonte
E o projeto de iluminação deve levar em conta que uma espera pode se prolongar por horas (e isso é comum em consultórios médicos ou empresas..!) e privilegiar luzes que tragam conforto e relaxamento, mas que não sejam cansativas ao ponto de dar sono...
Fonte
Pontos de tomadas, USB, e wireless são desejáveis, tanto quanto as tradicionais revistas descartáveis das recepções. Já notaram que são sempre as mesmas ???? Nem preciso dizer os nomes, é aquela semanal e a outra de fofocas....Talvez um pouco de criatividade possa satisfazer clientes mais exigentes.

Banheiro, de preferência acessível, para os clientes vai favorecer bastante, principalmente os mais idosos.
Fonte
E você, qual a sua visão de cliente em uma sala de espera? O que é mais importante? O que falta? 
          

Comentários

  1. O q vc sugere para sala de espera para clínica psiquiátrica ?
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Sugiro que se chame um profissional da área para que, junto com o cliente, faça um projeto adequado ao conceito da clínica ou consultório.
    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros