MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Miragem em São Chico - uma senhora livraria

São Francisco de Paula, ou São Chico como é carinhosamente chamada pelos habitantes, é uma pequena cidade dos campos de cima da Serra gaúcha. Tem cerca de 20.000 habitantes e fica perto das famosas Gramado e Canela. Pois nessa cidadezinha pacata, existe uma senhora livraria, a Miragem. 
E parece mesmo uma miragem na paisagem de casas antigas, umas em estilo português, outras em alemão, naquela mescla de colonização que formou o Rio Grande do Sul. Um prédio de esquina, misto de tijolo a vista com reboco e madeira, já na entrada nos recebe com majestade. Usa do bom artificio de valorizar a esquina, que a maioria dos prédios antigos usava e que os novos nem tanto, nem bem sei muito bem por quê. Acessos por escada e rampa levam a uma porta maravilhosa e que já nos instiga a curiosidade.
Mas é dentro que os nossos olhos se maravilham !
Objetos antigos, vários e vários relógios  se misturam às charmosas prateleiras expositoras dos livros, feitas em madeira de demolição, que dão um ar de casa da vó da gente, uma espécie de lugar de encantamentos e descobertas onde os livros estão dispostos como que para encantar os olhos e a alma da gente. 
Os caminhos não seguem uma ordem linear e vão nos envolvendo. 
Há um setor especifico para o público infantil, com banheiros projetados para elas e com charmosos sinalizadores de porta. 
Por uma janela podemos ver um prédio no patio que reproduz um prédio antigo da cidade. Ali existe um museu com fotos e objetos antigos de cidade. 
No andar superior que é acessado por charmosa escada, que mistura rampas e degraus vazados em madeira, há uma verdadeira loja de decoração com toda tentação em forma de objetos e móveis que se possa imaginar. 
Toda a livraria é pensada para estimular os sentidos do leitor, ela vai te apaixonando, te conquistando aos poucos e em todos os momentos. Há um cuidado constante com o cuidado com os animais. Mensagens pelo salão reproduzem frases sobre o amor à eles.   

Todo esse carinho foi inspirado pelo pai da proprietária e idealizadora da livraria, D.  Luciana Olga Soares. Ela nos recebe com toda atenção, acompanhada de sua cachorrinha e nos adverte que tem o maior prazer em que fotografemos, mas sem usar flash que sempre traz danos para os objetos.
Não pude resistir e comprei dois livros. Eles me escolheram como sempre acontece quando entro em uma livraria. Os livros me chamam e sei qual devo levar. O primeiro deles é Os 7 segredos da Sincronicidade  que trata justamente do significado desses chamados da vida. E o outro o livro de D. Luciana, Miragem, que o está autografando para mim na foto abaixo.
Foi um dos momentos marcantes de meu passeio fotográfico à serra nesse sábado bonito de junho. Já tinha ouvido falar dessa livraria, mas não podia imaginar toda a sua magia só pelas imagens e palavras que tinha visto e lido. A Miragem é mais do que um prédio, é mais que uma livraria, é uma experiência sensorial. 

Fotos : Elenara Stein Leitão - todos os direitos reservados

 Curta no Facebook  Assine no Flipboard

Comentários

  1. Adorei viajar nesta sua "experiência sensorial"! Sou arquiteta e adoro este tipo de arquitetura, que eu chamo de acolhedora e aconchegante! Você se sente acolhido em um espaço assim, feito com materiais naturais e adoçado com uma iluminação gentil! Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu também Cláudia ! E fico encantada quando as pessoas conseguem materializar seus sonhos e ousam ! É o caso dessa senhora que colocou essa livraria onde pareceria impossível, mas ela foi e fez ! Adoro isso. Prazer em te conhecer, volte sempre. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Que linda Elenara! Adorei!!! Um beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros