Pular para o conteúdo principal

Biblioteca de gente- Cultura que liberta

Estou acompanhando a Rio +20 de longe, e na medida do possível. A Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, feita na mesma cidade onde ocorreu a primeira, a ECO 92 e vinte anos depois. Naquela época o impacto da reunião e presença de inúmeros chefes de estado para um debate e tomada de posição foi muito impactante para mim e para toda uma geração que começava a despertar para a urgente necessidade de algo a ser feito em prol de uma mudança nos rumos de desenvolvimento da sociedade.

Passados 20 anos, embora muitas das intenções da Agenda 21 não tenham sido ainda tão implementadas como gostaríamos, a consciência de que desenvolvimento e sustentabilidade não são incompatíveis, ao contrário, é cada vez mais sólida nas pessoas.
O na medida do possível ao acompanhar o que acontece na Rio+20 é que acontece MUITA coisa. E muito do que acontece pode ser visto online. A tecnologia veio nos ajudar, e muito, nessas duas décadas. Estive acompanhando algumas conferências e debates sobre cidades sustentáveis e democracia. E dá para perceber que muitas bandeiras foram apropriadas pelo poder econômico para em nome de uma economia verde continuar auferindo lucros sem mudar realmente o modus operandi. Fala-se muito na participação de rua, da pressão dos indivíduos como uma forma de mudança que não será imediata, mas que pode ser evolutiva.   

Mas dos espaços que vi (via TV) - e gostei- foi o Espaço Humanidade 2012. Foi criada uma mega estrutura (com altura equivalente a um prédio de seis andares) em uma área no Forte de Copacabana. É uma espaço concebido para ressaltar o papel do Brasil na discussão e implementação do Desenvolvimento Sustentável e usa materiais reciclados na sua construção e li aqui que todos os materiais utilizados serão reaproveitados ao final do evento. Esse espaço foi erigido por um pool empresarial, mas não vem aqui ao caso, vou me referir ao que gostei nele.

Ali vão acontecer vários eventos, mas dentre os espaços existentes há um que me sensibilizou demais. Uma Biblioteca com sete mil livros selecionados por personalidades brasileiras (ao final do evento esses livros serão doados para uma biblioteca de comunidade).

"Esta não é apenas uma biblioteca de livros, mas uma biblioteca de gente. A cultura liberta" Bia Lessa - idealizadora


Além da oferta e visão dos livros a disposição das pessoas, ao peça existe um pêndulo fora de eixo. Para ressaltar a importância das pessoas agirem em conjunto, cem pessoas devem apertar, ao mesmo tempo, um botão a sua frente. E para coroar a sua ação comunitária, o prumo se ajeita e pássaros de origami invadem a sala. Absolutamente lindo e simbólico. Veja no vídeo abaixo a inauguração da Biblioteca da Humanidade. Tomara que esse gesto conjunto ajude a sensibilizar algum líder politico, empresarial, comunitário além das pessoas de boa vontade.

Enfim, não quero passar aqui um pessimismo quanto aos resultados da conferência. Quero crer que, assim como os materiais usados na construção do Humanidade 2012, tudo o que for falado e visto será também reaproveitado em prol de uma ação global. 





Fonte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Aproveitando nichos para decorar sua casa ou seu escritório. 

Veja algumas ideias interessantes de como fazer desde pequenos detalhes que enfeitam até aproveitamento de vãos que guardam objetos e auxiliam na organização.

Simplicidade:A elegância mora nos detalhes e na síntese. Um rasgo bem usado, sem maiores excessos, apenas salientado pelo uso de cor e pequeno detalhe em madeira. Atentem para a iluminação nas laterais e em como o rodapé acompanha o rasgo.

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

Organizar. Sempre um desafio na hora de planejar móveis e espaços. E um dos locais onde mais precisamos de locais coringas para guardar coisas são nas nossas cozinhas. 
Haja gavetas, nichos, cantinhos que podem ser aproveitados para os mais diversos usos. Separei algumas ideias para inspiração Aproveitando rodapés: Muitos colegas tem optado por fazer os rodapés de armários de cozinha em alvenaria e revestir a frente com pedras ou cerâmicas. É uma solução pratica principalmente pela limpeza e umidade. Mas se sobrar espaço e a opção for usar rodapés, eles podem ser usados para guardar várias coisas. (Confesso que não sei se são o melhor local para guardar vinhos, mas quem sabe...)   Porta trecos e panos de prato: Eles são super práticos porque aproveitam espaços pequenos e estreitos e guardam aquelas coisas meio feias quando ficam à vista. Não recomendo guardar panos de prato úmidos. E esse porta facas abaixo, ao lado do fogão, é super prático!  
Outro exemplo de aproveitamento de canto par…

10 ideias de almofadas e afins para gateiros

Festas....fiquei aqui arquitetando postagens bem suaves e lindas para esses momentos. Hoje resolvi brindá-los com 10 adoráveis ideias para almofadas, pesos de porta, mobiles e outras utilidades para amantes de gatos.

Nós, os gateiros, somos uma população em ascensão no mundo. Esses seres peludos, cheios de personalidade e amor próprio nos arrebatam. Adoramos mimá-los. E eles adoram que a gente os mime....uma parceria perfeita

1- Petit Pois e gatos. Uma dupla perfeita. Ambos sempre elegantes e cheios de charme! 
2- Mobile. Adoro! Mesmo já crescida, acho que não precisam ser só adorno de quartos infantis (meu lado criança, fazer o que????). Esse aí de cima, por exemplo, achei um mimo. 
3- Quem não ia querer entrar nessa casa tão felinamente convidativa??? Quero um para a minha porta! 
4- Patchwork e gatos!!! Tudo a ver também. lembra borralho, fogo, casa da vó e tudo isso lembra aconchego. E nada mais aconchegante que a figura de um gato, pachorrento, deitado ao pé do fogo. (Gateiros enten…

Interno I - escada como elemento formal destacado

A escada como elemento formal de ligação entre os dois andares desta reforma que o escritório do arquiteto italiano Alfredo Vanotti executou chama a atenção pela beleza e fluidez.Feita em ferro e pintada em branco ela não apenas é ponto focal, como serve de divisória para os espaços de estar e cozinha.
O espaço amplo servia de escritório e agora abriga área social no térreo e dormitório com banheiro no piso superior. Tudo isso em um estilo enxuto e ao mesmo tempo aconchegante.Coerente com a proposta do arquiteto de que a sua arquitetura deve falar por si mesma.
Nos siga também nas redes sociais
TwitterFlipboardFacebookInstagramPinterest