MG08 habitação flexível

Imagem
Habitar uma casa movimenta uma série de sonhos e emoções. Possuir uma casa evoca ancestrais desejos de segurança. Mas nem sempre as necessidades permanecem as mesmas. As situações de fora e de dentro se modificam e pedem espaços que sejam flexíveis. A Maria Guerrero, também conhecida como MG08 em Madri, projetada pelo Studio Burr , foi pensada para ser uma habitação que possa ser transformada de acordo com essas novas necessidades dos moradores.   María Guerrero é uma casa que nasceu dividida em duas. Para poderem arcar com os custos de aquisição e construção, os habitantes deste empreendimento iniciam a sua vida neste espaço ocupando metade da casa e alugando a outra metade como habitação independente. Apesar da narrativa interessante, me pareceu muito com essas casas geminadas onde se coloca uma parede no meio, que pode ser removível se houver interesse em unir os espaços. Algo que já vem sendo usado e que, com um nome interessante, chama mais a atenção.  Segundo o site dos arquiteto

Mantra de passagem

Foto Elenara Stein Leitão
Quando eu comecei a arquitetar foi com dois intuitos: me fazer feliz e fazer outras pessoas felizes. 


Quando isso não acontece para qualquer lado é hora de refletir. Eu sei que nem sempre podemos agradar a todos. Assim como a reciproca é verdadeira. Mas para que a beleza possa sair de maneira integral é preciso também reunir uma serie de fatores. Eu sempre disse que para uma obra ser boa são precisos três fatores básicos: um bom cliente, um bom profissional, um bom executor. Se um desses vértices falha, algo acaba saindo fora dos eixos. Eu sei que tem vezes que esse vértice que falha sou eu e, por mais que tente alinhar os caminhos, uma vez fora dos trilhos, é complicado. 


Como já dizia Roberto Freire, o escritor e não o politico, em seu livro "Sem Tesão não há solução":  

"É chegado o momento de acrescentarmos ao tempo e ao espaço mais uma dimensão fundamental à vida no Universo: o Tesão, o estar física e emocionalmente em prontidão, alertas, atentos, disponíveis, sintonizados, sensibilizados, sensorializados, sensualizados a todos os estímulos internos e externos da vida cotidiana [...]graças a essa dimensão, nós sentimos a vida à flor da pele, podemos fazer fluir e tornar disponíveis nossos potenciais humanos e biológicos [...]Finalmente, ela nos faz criar, amar, jogar, brincar, lutar pelo simples e encantado prazer de estar vivo. [...] Hoje, perder o tesão significa também se desinteressar. Mas trata-se de um desinteresse que não é apenas mental, existencial, mas também corporal e sensorial [...]Este tesão o faz ligar-se, forte e apaixonadamente, sem necessitar nenhuma explicação consciente, a tudo o que lhe proporciona beleza, alegria e prazer. [...]

Assim sendo me recolhi para voltar a ter tesão.

Foto Elenara Stein Leitão
E achei nesses dias esse mantra que em tudo parece indicado para esses momentos de passagem. Vou lá tentar. Dizem ser um processo. Tudo é um processo. Como nos projetos. Nada muito rápido surte um efeito lá muito duradouro. Tudo precisa ser burilado e re-burilado. Como a vida

Comentários

  1. Feliz Páscoa!
    Nossas crenças, formas de pensar sempre precisam ser reformuladas, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  2. Adoramos o seu blog,é maravilhoso e sepre estamos por aqui conferindo todas as novidades.
    Desejamos a vc uma ótima semana.
    bjs da Glorinha.
    http://sbrincos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é super importante para nós ! Não nos responsabilizamos pelas opiniões emitidas nos comentários. Links comerciais serão automaticamente excluídos

Postagens mais visitadas deste blog

Ideias de como usar nichos para decorar seus espaços

Gavetas e detalhes que fazem diferença na cozinha

10 ideias de almofadas e afins para gateiros